home Sem categoria Você já pensou em investir em aplicativos mobile?

Você já pensou em investir em aplicativos mobile?

O mercado de aplicativos mobile (apps) tem crescido exponencialmente nos últimos anos, desde o surgimento e popularização dos smartphones e tablets.

Como a maioria já sabe, estes aplicativos são ferramentas utilitárias (softwares) que permitem realizar tarefas cotidianas (compras, vendas, pesquisas, visualização de textos e vídeos, acesso a áudios, comunicação instantânea, videoconferência, cálculos, etc.) diretamente do celular ou tablet, sem necessitar se deslocar ou utilizar outro aparelho (computador, mp3 ou mp5 player, calculadora, etc.).

Existem aplicativos mobile para atender necessidades de todas as naturezas, abrangendo medição e monitoramento de indicadores pessoais (saúde, capacidade física, desempenho), plataformas de serviços, ferramentas de gestão do tempo, internet das coisas, vendas online, jogos e entretenimento, monitoramento do trânsito, etc.

Cada vez mais empresas e empreendedores têm investido em produzir apps para aumentar seu faturamento e facilitar a vida dos usuários de smartphones e tablets.

Por que investir em aplicativos mobile

Aproximadamente 25% dos brasileiros com acesso à internet se conectam apenas por meio de dispositivos mobile. Isso significa que pouco adianta investir em um site esteticamente agradável para o seu estabelecimento, se ele não for facilmente navegável grande parte dos usuários não conseguirão acessá-lo.

Pesquisas especializadas apontam um crescimento de 300% no mercado de aplicativos mobile no último ano. Essa pode ser a última chamada para começar a investir em aplicativos mobile e conseguir crescer rapidamente.

Por serem instalados diretamente na memória do dispositivo, os apps conseguem atingir um desempenho melhor e funcionam com mais agilidade do que a navegação por meio de sites, mesmo aqueles que são responsivos para acesso mobile.

Uma grande vantagem é a possibilidade de acessar informações dos usuários e do dispositivo pelo aplicativo. Recursos como GPS, acesso offline e notificações também são mais facilmente acessáveis pelos apps, abrindo assim um enorme leque de possibilidades que podem ser exploradas para incrementar e otimizar a experiência dos usuários. O mundo se tornou mobile, aproveite a oportunidade!

Principais mercados para apps

O mercado de economia compartilhada é um dos mais promissores para o desenvolvimento de aplicativos, por alcançar um público crescente de pessoas preocupadas com a sustentabilidade do planeta e por abranger uma infinidade de produtos que podem ser locados, emprestados, doados ou adquiridos em compras coletivas com redução de custos para os participantes.

Aplicativos que intermedeiam essa colaboração podem facilitar e muito a vida das pessoas e ainda por cima ganhar uma percentagem em cima de cada transação. Além deste nicho, os mercados de saúde, telemedicina e fitness, economia rural, home office e mobilidade corporativa, dentre outros, têm necessidades muito específicas e pouco atendidas.

Outra oportunidade que surge com força no mercado e logo deve chegar ao Brasil são os pagamentos móveis, aqueles que são realizados por meio de aplicativos como o Apple Pay.

O que faz sentido, considerando que eles são uma opção relativamente segura. Dados sensíveis dos usuários que são necessários para efetuar o pagamento (como PINs de conta, números e senhas) são substituídos por símbolos criptografados.

O cliente não precisa compartilhar nenhum de seus dados sensíveis e assim não há nenhuma possibilidade de dano a suas informações pessoais. Ao criar um aplicativo com pagamento por celular habilitado, as empresas podem se beneficiar também por meio das taxas de transação feitas por seus consumidores e usuários.

Etapas de desenvolvimento de um app

O desenvolvimento de um aplicativo mobile começa com uma boa ideia que precisa ser validada por meio de pesquisa de mercado. Caso se mostre viável, deve ser realizado um planejamento de captação de recursos (financeiros, materiais e humanos), desenvolvimento, testes, lançamento, captação e retenção de clientes e monetização do app.

A seguir, todo este planejamento deve ser convertido em ações práticas gerenciadas e monitoradas para garantir a disponibilidade do app o mais rápido possível — para ter retorno financeiro em curto prazo, alcançando grandes volumes de adeptos/usuários.

Banner-Guia-prático-apps-para-startups

Com a simples criação de um aplicativo para dispositivos móveis, você obtém acesso imediato à indexação de aplicativos. A indexação de aplicativos permite que seu aplicativo seja facilmente encontrado nos resultados de pesquisa do Google.

Assim que a aplicação for indexada, os utilizadores móveis que estiverem pesquisando o conteúdo relacionado com a sua aplicação terão uma opção para instalar a sua aplicação nesses resultados de pesquisa. Ter seu aplicativo indexado também ajuda a aumentar as visitas ao seu site e mantém sua base de clientes engajados.

Porém, apenas 10% dos aplicativos têm mais de 100 mil downloads, por isso é preciso elaborar uma estratégia de divulgação que chame bastante atenção para o lançamento do app e desperte a curiosidade do seu público-alvo. Não adianta perder meses no desenvolvimento do produto se depois ninguém souber que ele existe. Ok?

Apps geram renda

Apps muito específicos devem ser desenvolvidos para atender a públicos maiores ou sob encomenda (para atender determinada empresa, por exemplo), para que possam ser vendidos e gerarem lucro para os seus produtores/investidores.

Já os aplicativos mais abrangentes podem ser distribuídos gratuitamente, monetizando por meio de publicidades associadas, vendas ou assinaturas de produtos ou serviços dentro do app.

Outra opção é disponibilizar uma versão gratuita do aplicativo, free, e outra paga só que mais completa, premium.

Assim você conseguirá atrair usuários interessados, sem que eles fiquem receosos por pagar por um aplicativo que ainda não conhecem, e consegue monetizar com aqueles que gostaram da experiência com o app e desejam ter ela de forma mais completa. Chamamos esse modelo de freemium (free + premium).

Investir em aplicativos mobile traz ganhos individuais e coletivos, tais como: tornar as empresas mais presentes no dia a dia de seus clientes, facilitar a vida das pessoas por meio do autoatendimento e do acesso remoto a produtos e serviços, conectar pessoas com interesses comuns, ampliar as vendas, gerar economias de escala, etc.

Se você tem uma boa ideia para ganhar um mercado novo ou para aproximar sua empresa do seu público-alvo, pode contratar serviços especializados (fábrica de software) para desenvolver o seu app com excelente custo-benefício.

Compartilhe conosco a sua opinião ou a sua vivência sobre as vantagens de investir em aplicativos mobile! Deixe o seu comentário e participe do debate!

Gostou? Compartilhe:

Bruno Zago

Bruno Zago

Diretor Comercial e de Marketing da Cedro Technologies.

  • Raynal Vi F

    Positivo T.R.