Usar framework Adobe PhoneGap ou desenvolver app de forma nativa?

13 / 06 / 2016

O desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis está em expansão há alguns anos e pode ser feito de dois modos: aplicativos nativos ou aplicativos híbridos. O app nativo é projetado para funcionar em uma plataforma específica, como iOS, Windows Phone ou Android, explorando todos os recursos nela disponíveis (GPS, câmera, calendário, lista de contatos, etc.) e podendo funcionar offline.

Já o app híbrido combina as funcionalidades do nativo e da web por meio de um framework que funciona como intermediário entre o aplicativo e o dispositivo, podendo ser executado em diversas plataformas. Um dos recursos disponíveis para desenvolver aplicativos híbridos com agilidade e profissionalismo é o framework Adobe PhoneGap.

Assim, quais seriam as principais vantagens e desvantagens de desenvolver um aplicativo mobile de forma nativa ou com o uso do PhoneGap?

Recursos tecnológicos

O framework Adobe PhoneGap permite programar nas linguagens JavaScript, HTML5 e CSS3, tendo acesso aos recursos nativos do dispositivo, graças à sua API (Interface de Programação de Aplicativos). Ele possui também recursos, como o SQLite e LocalStorage para armazenamento de informações.

O desenvolvedor que usa o PhoneGap fica isento de ter que conhecer a linguagem específica da plataforma, mas terá maiores dificuldades para desenvolver interfaces. Enquanto que o desenvolvedor do app nativo terá obrigatoriedade de conhecer a linguagem específica da plataforma e terá maior facilidade para desenvolver interfaces.

Documentação

Em sua documentação, o PhoneGap apresenta conceitos e exemplos úteis que abrangem desde o nível básico ao avançado, para orientação do desenvolvedor e informa todos os componentes que ele suporta. Para criar um app nativo, o desenvolvedor terá que acessar diversas fontes para consulta de informações.

Portabilidade

O app nativo só funciona na plataforma específica para a qual foi criado, sendo necessário desenvolver uma versão para cada plataforma, o que exige maior número de profissionais especializados, mais tempo para realização do projeto e, consequentemente, maiores gastos.

Já o aplicativo híbrido, desenvolvido com o PhoneGap, pode ser compilado para todas as plataformas de dispositivos móveis, aproveitando o código original, reduzindo o tempo de programação, o número de profissionais envolvidos e o investimento.

Performance e público-alvo

Quando o foco é um público homogêneo que exige boa performance do app, é mais vantajoso disponibilizar aplicativo nativo para seu atendimento. Se o público for heterogêneo, a melhor opção é um app híbrido, desenvolvido com o PhoneGap, por exemplo.

Porte do aplicativo

O PhoneGap é recomendado para desenvolvimento de apps de pequeno e médio porte — os aplicativos nativos não têm limite de porte da aplicação.Pode ser configurado para as plataformas: Android, BlackBerry, Windows Phone, iOS e outras menos populares, sendo muito versátil para desenvolvimento de aplicativos móveis híbridos. Porém, tem limitações quanto à performance e porte do projeto.

Analise bem as informações que disponibilizamos para decidir-se pelo desenvolvimento de um app nativo ou com o uso do PhoneGap. Acompanhe diariamente nosso blog porque também iremos falar sobre outros frameworks disponíveis no mercado.