home Sem categoria Tudo o que você precisa saber sobre Green IT

Tudo o que você precisa saber sobre Green IT

A sustentabilidade é uma área que ganhou muita visibilidade por mostrar uma preocupação com o meio ambiente e as mudanças climáticas e conciliar com o desenvolvimento que passa a sociedade humana. Na área de tecnologia, isso não é diferente. Esse contexto está por trás do termo Green IT.

Ainda que seja tido como um objetivo importante, a sustentabilidade não é unanimidade em todas as áreas. Ainda assim, o caminho é que deixe de ser um diferencial de mercado e se torne cada vez mais um pré-requisito obrigatório. 

Neste artigo, vamos explorar um pouco mais o conceito de Green IT e mostrar como você pode aplicar diversas práticas nessa área na sua empresa. 

O que é Green IT?

Green IT é um conjunto de estudos e práticas sobre o uso de computadores e recursos de TI de maneira mais eficiente e responsável com o meio ambiente. Também pode ser chamado de Green Computing ou TI Verde. A computação como um todo consome muito recursos – de recursos naturais, de matérias-primas para a produção de hardwares, de energia para fazer funcionar e a questão do descarte após a sua vida útil. 

Porque Green IT deve ser aplicado

Todos os negócios e áreas de atuação estão aumento a dependência tecnologia. De grandes empresas a pequenos negócios, não existem muitas exceções. Enquanto colaboradores, empreendedores e pessoas fora do nosso horário de trabalho, estamos utilizando computadores, notebooks, tablets e smartphones durante todo o dia. Estamos conectados em tempo integral.

Como o ciclo de vida de dispositivos tecnológicos é curto, rapidamente ficam obsoletos. Por isso, o ideal  é que essas ferramentas sejam trocadas com determinada frequência. Além disso, nos escritórios, é comum que sejam gastos grande volumes de papéis para impressão e nem sempre existe uma necessidade tão grande de arquivos impressos.

É comum que o uso de muitos recursos gere desperdício de energia, papel, materiais, tempo e dinheiro. Por isso, práticas de Green IT podem gerar excelentes retornos, mesmo que o meio ambiente não seja sua principal preocupação.  

Qual a importância para os negócios?

Grandes negócios se beneficiam muito mais de imagem positiva ao apresentar seu trabalho voltado para a sustentabilidade. Isso mostra sua preocupação com o meio ambiente e que entendem os impactos que uma empresa desse tamanho pode gerar.

Já pequenos negócios se beneficiam muito mais da redução de gastos que essas práticas podem trazer. Por isso, todos podem se beneficiar de estratégias de Green IT. 

Para que você possa organizar estratégias de sustentabilidade e Green IT na sua empresa, listamos algumas práticas para os níveis inicial, intermediário e avançado. Continue a leitura!

Inicial

1. Engaje seus colaboradores

Seu colaboradores são fundamentais para a redução de consumo seja uma realidade na sua empresa. Por vezes, pode parecer complicado vencer velhos hábitos, mas é importante conscientizar o seu time. Todos os setores precisam participar.

Lembre-se de ressaltar os pequenos hábitos que os colaboradores podem fazer no cotidiano para conquistar melhores resultados na sustentabilidade. Apagar as lâmpadas quando for o último a sair de um cômodo, desligar o monitor durante as pequenas ausências e desligar o computador caso vá ficar um longo período fora do local, evitar o uso do ar-condicionado quando estiver com um clima mais ameno ou não é um local que precise desse controle constante da temperatura. Latas de lixo para materiais reciclados também são atitudes simples que já ajudam a fazer diferença.

Sua empresa também pode estudar aplicar metas e engajar seu time para atingi-las. Oferecer recompensas para esses resultados também ajuda a reforçar a motivação da sua equipe. 

2. Reduza o consumo de papel e outros itens de escritório

A impressão em papel ainda é uma prática comum em muitas empresas. No entanto, grande parte do que é impresso não tem uma utilidade muito longa. Por isso, é preciso incentivar sua equipe a pensar na real necessidade antes de enviar qualquer arquivo para impressão.

Hoje em dia, até mesmo contratos podem ser feitos e assinados digitalmente, sem a necessidade de qualquer papel impresso. Qual a estratégia da sua empresa para impressões? Pode parecer uma coisa pequena, mas reduz os gastos com itens de escritório e contribui para tornar sua empresa mais sustentável. 

3. Adquira hardware com um uso energético mais eficiente

Sempre que seu negócio precisar comprar novos equipamentos, como notebooks, computadores de mesa, servidores e periféricos, considere o seu consumo energético. Sua equipe pode consultar essas informações diretamente no site dos fabricantes e verificar também a tabela de eficiência energética que está no equipamento. 

Peças de hardware avulsas também possuem essas informações e se sua empresa também as adquire separadamente, é importante avaliar essas informações para contribuir com a sua estratégia de redução de consumo de energia.

4. Recicle equipamentos obsoletos

Dados da Organização das Nações Unidas estimam que, em todo o mundo, serão produzidos 120 milhões de toneladas de lixo eletrônico todos os anos, até 2050. Menos de 20% desse lixo é formalmente reciclado e 80% acaba indo para aterros ou sendo reciclados informalmente, expondo trabalhadores a substâncias perigosas ou cancerígenas como cádmio, chumbo e mercúrio.  

Para que sua empresa ajude a reduzir esses números, estude como reciclar os equipamentos obsoletos. Muitas empresas de hardware possuem projetos de logística reversa e recebem os materiais da marca que caíram em desuso. Também existem no mercado empresas especializadas em recolher e reciclar esses materiais.

Entre em contato com os seus fornecedores para descobrir se fazem esse trabalho. Procure também as empresas da sua região que recolham esse lixo. Mostre que sua empresa está consciente e contribuindo para solucionar esse problema.

Intermediário

1. Trabalhe projetos que também foquem na sustentabilidade

Como profissionais de TI trabalham no desenvolvimento de soluções, é importante incluir a sustentabilidade como um dos focos do projeto. Infraestrutura é um dos pontos principais nesse processo e deve ser pensada para tornar todo o processo mais “verde”. 

Em empresas de tecnologia, existe um departamento específico para isso. No entanto, para empresas em que o Core Business é outro, essa atribuição é mais genérica, sendo de responsabilidade da equipe de TI. Assim, é dever desse time cuidar dos espaços físicos, controles de acesso, sistemas de segurança e até mesmo os sistemas de ar-condicionado e aquecimento. 

Métricas de monitoramento ajudam a entender os gastos e estimula o time a pensar em como reduzir o consumo para um ambiente de trabalho mais sustentável. 

2. Faça webconferências em vez de fazer viagens para reuniões

As reuniões por chamadas de vídeo são excelentes exemplos de práticas sustentáveis. Seu negócio pode economizar muito tempo e dinheiro com elas. Dependendo da situação, sua empresa pode gastar com passagens aéreas, combustível ou serviços de aplicativos de transporte para participar de encontros que podem nem ocorrer, por uma série de outros fatores. 

Avalie e converse com seus clientes para definir quais reuniões podem ser feitas dessa maneira e se existe alguma que deve ser feita presencialmente.

3. Utilize Computação na Nuvem e plataformas SaaS

Com a computação na nuvem, várias empresas podem compartilhar os mesmos recursos de servidores e reduzirem os gastos com hardware e energia próprios. 

Hoje em dia, também é muito mais fácil encontrar as mais diversas aplicações online como SaaS – de produtividade, de desenvolvimento de chatbots, de consulta de dados, entre tantas outras. Fica mais fácil para PMEs e grandes corporações. A virtualização dos processos é uma excelente maneira de poupar recursos. 

Avançado

1. Invista em fontes de energia renováveis

Se sua empresa possui sua própria infraestrutura e está bem localizada quanto à exposição ao Sol, investir em energia solar pode ser uma boa opção. Placas fotovoltaicas captam energia que pode ser usada pela sua empresa e reduzir (ou extinguir) seu gasto com as companhias elétricas.

Se você não possui espaço físico para isso, considere aderir a consórcios de energia, em que você adquire uma cota de funcionamento para fazendas de energia solar e/ou eólica. Com parceria com as concessionárias de energia, a redução já é feita diretamente na sua conta. Além de reduzir custos e ter um maior controle sobre seus gastos, seu negócio incentiva o mercado de energias alternativas e renováveis.

2. Incentive o home office

Muitas empresas podem achar que essa é uma dica mais extrema. No entanto, essa é uma tendência que está se consolidando cada vez mais. Existe melhor maneira de reduzir gastos e consumos no “office” do que não ter “office”? Incentivar seus profissionais a fazer home office reduz a exigência de espaço físico, gastos energéticos com equipamentos usados durante o dia e com ar-condicionado, por exemplo.

Essa iniciativa também é importante para seus funcionários. Reduz o tempo gasto no trânsito de ida e volta do trabalho e permite que ele passe mais tempo em casa. Ambos o lados podem se beneficiar desta iniciativa.

Muitas empresas já trabalham nesse modelo, fazendo com que o funcionário trabalhe no modelo home office por um ou dois dias na semana. Isso permite uma rotatividade maior das tarefas e permite que a empresa tenha um espaço físico menor para um volume muito maior de colaboradores.

3. Virtualização de armazenamento e servidores

Hardware em si pode não ser tão mais caro que contratar um serviço de virtualização. No entanto, existem outros gastos como armazenamento, energia para fazê-los funcionar e também para resfriá-los.

Servidores podem até funcionar abaixo da capacidade e ainda têm custos extras com energia elétrica e manutenção. Vários fornecedores já oferecem opções interessantes para virtualização e descentralizar servidores e armazenamento. 

Conclusão

Sustentabilidade e Green IT são temas que ainda devem ter muitos desdobramentos. Ainda mais com o avanço das tecnologias e com a virtualização se tornando mais comum. Conhece alguma prática bacana no mercado ou que sua empresa já aplica? Deixe sua dica nos comentário.  

Continue lendo sobre tecnologia, tendências e mercado no blog da Cedro!

Gostou? Compartilhe:

Eduardo Finzi

Eduardo Finzi

Eduardo Finzi é Diretor de TI da Cedro, com experiência como cientista da computação em empresas do segmento atacadista, telecom e financeiro.