Uso de tecnologia financeira: saiba quais erros você precisa evitar

2 / 08 / 2022

A tecnologia financeira vem se tornando um recurso cada vez mais utilizado nas empresas, justamente por favorecer as empresas.

Os recursos que ela promove podem, inclusive, ajudar a reduzir erros frequentes relacionados à gestão das organizações.

Nesse sentido, vale a pena conhecer um pouco mais sobre esses serviços e como eles são de grande ajuda em situações comuns de problemas na gestão.

O que é tecnologia financeira?

Tecnologias financeiras são o conjunto de recursos tecnológicos que servem para dar apoio na gestão de uma empresa. Ou seja, podem ser softwares, programas, aplicativos e sistemas incorporados na rotina corporativa, de modo a contribuir para manter a organização das finanças.

Seu objetivo é melhorar a automatização de processos de entregas nos serviços e produtos voltados para a área de finanças. Essa ferramenta vem para auxiliar negócios a ter maior assertividade na gestão de operações financeiras, com algoritmos, softwares e inteligências especializadas.

Em alguns casos, o uso de tecnologia em finanças pode melhorar a gestão de uma empresa ou até de uma pessoa e aumentar sua lucratividade.

As práticas e soluções atreladas à tecnologia financeira, portanto, servem para contribuir para um desenvolvimento positivo da organização como um todo, utilizando-se de grande inovação nos processos e na forma de fazer negócios.

Qual é o papel da tecnologia financeira?

Muitos dos motivos que ainda impedem a aceleração das tecnologias financeiras serem difundidas têm relação com o receio da segurança de dados, como onde eles são armazenados e por que são cada vez mais crescentes os dados coletados.

Foi justamente para combater esse receio e os riscos de transações feitas sem segurança, que foram desenvolvidas tecnologias como o blockchain, as criptomoedas e o próprio Open Banking. Isso fez com que o principal papel da tecnologia na modernização do mercado financeiro agora seja também fornecer segurança de dados.

Exemplos de tecnologia financeira

Para compreender melhor a aplicação de tecnologias financeiras para uma empresa na prática, existem exemplos que fizeram tanto sucesso que tiveram um alto crescimento de adesões entre organizações e serviços nos últimos anos. São eles:

  • Pagamentos via celular: Essa tecnologia tornou possível que pagamentos fossem feitos em plataformas virtuais, o que facilitou o surgimento do PIX, por exemplo.
  • Plataformas de Crowdfunding: Fruto de desenvolvimento de tecnologias financeiras, as vaquinhas online são plataformas digitais voltadas para a arrecadação de fundos e recursos de forma coletiva.
  • Empréstimos: Muitos serviços de empréstimos de pequeno à grande valor passaram a ser oferecidos de forma menos burocrática e com menores taxas, por conta das tecnologias de finanças.
  • Seguros: Tecnologias voltadas para serviços de seguros de forma descomplicada também se tornaram tendência, graças a pesquisas no ramo de pagamentos.
  • Robo-advisors ou robôs-consultores: São plataformas de gestão de investimentos e consultoria financeira por meio de algoritmos.

Benefícios da tecnologia financeira

Existem diversos motivos que ressaltam a importância da tecnologia financeira, mas eles giram em torno da maior assertividade na tomada de decisões, uma melhor experiência tanto do cliente quanto do colaborador e maior fluidez de processos.

A seguir, conheça melhor os benefícios da tecnologia financeira.

Maior lucratividade

Como foi dito, o uso de tecnologia financeira pode trazer retornos lucrativos para uma empresa, e com processos automatizados, há uma redução significativa dos erros e melhora nas soluções para problemas que podem surgir.

Conhecimento com base em dados

Dentre as tecnologias disponíveis no mercado, existem ferramentas que ajudam na análise de dados, o que leva a empresa a conhecer ainda mais seus clientes e prospects. Com esses softwares, os gestores conseguem realizar uma análise aprofundada sobre o perfil dos clientes, criando um compliance ágil e otimizado.

Melhor relação com o cliente

A utilização de tecnologias financeiras confere maior organização e segurança de dados a quaisquer procedimentos virtuais que o cliente fizer nas plataformas da empresa, o que possibilita o aumento na confiança do cliente e estreitamento de laços com o seu público.

Organização de custos

De acordo com o SEBRAE, colocar o preço errado nos seus produtos pode levar o negócio à falência. Nesse sentido, ter uma ferramenta de tecnologia financeira é, sem dúvidas, um apoio indiscutível.

Os softwares podem fazer a organização dos custos e ajudar na adequação do lucro, de modo a entregar um valor de venda interessante, baseado na média do mercado. A tecnologia financeira, nesse caso, contribui para a adequação dos preços, de modo que a empresa se torna muito mais competitiva diante da concorrência.

Planejamento estratégico

O planejamento estratégico de uma empresa não deve ser uma ação pontual, que só precisa ser realizada quando estão criando alguma campanha de vendas. Ele é uma das ferramentas mais importantes para negócios que desejam se destacar no mercado.

Quando se tem um plano bem determinado, as ferramentas de tecnologia financeira podem apoiar no desenvolvimento do plano. Alguns softwares são aptos para dar embasamento aos planejamentos, contribuindo para entender quais pontos podem ser melhor gerenciados.

Assertividade na tomada de decisões

Independente do porte do negócio, quando há tecnologias que ajudam na rotina de trabalho, é mais fácil embasar a tomada de decisões. Isso porque a análise de dados automatizada apresenta risco mínimo, já que os erros são muito menos incidentes.

Além disso, essas ferramentas ajudam a delimitar as estratégias e a gestão de processos do negócio pode ficar menos desafiadora. Para quem deseja evoluir e crescer de maneira consolidada, contar com o apoio desses sistemas pode ser o diferencial que irá tornar a empresa ainda mais competitiva.

Quais os erros mais comuns na aplicação de tecnologias financeiras e como evitá-los?

De acordo com o World Payments Report (Relatório de Pagamentos Mundiais), das consultorias Capgemini e BNP Paribas, as principais facilidades que as tecnologias financeiras trouxeram foram: a melhoria em relatórios e análises, o uso da tecnologia Know Your Customer (KYC), avanços nos sistemas para Gestão Financeira Pessoal, nos programas antifraude e contra lavagem de dinheiro, e o potencial das criptomoedas.

No entanto, se não for adotada de uma forma estratégica e integrada com a prestação de serviços da empresa, ela pode desapontar seus investidores.

Para que sua organização se prepare previamente e não sofra com seu “efeito rebote”, confira abaixo os erros mais comuns na adoção de tecnologias financeiras.

1. Tecnologias avançadas que não melhoram o serviço

É claro que tecnologias avançadas e inovadoras são altamente importantes para se ter mapeado nos investimentos da empresa.

Porém, de nada adianta investir em tecnologias de ponta se elas não complementam ou incrementam a qualidade do serviço para o cliente. É preciso alinhar os investimentos em tecnologia com a proposta de valor da empresa ou com suas metas.

2. Investir apenas em tecnologias convencionais

Outro erro que pode repercutir como um impedimento ao desenvolvimento do negócio é não considerar tecnologias inovadoras e disruptivas para uma mudança na realização dos processos, e investir apenas no convencional disponível no mercado.

Por vezes, as ferramentas mais conhecidas do mercado já não trazem inovações e impactos o suficiente para as empresas, e recursos de grande potencial são deixados de lado por não serem os mais tradicionais. Para atingir melhorias inéditas, é preciso correr atrás do novo.

A Cedro Tech, por exemplo, desenvolveu o Market Data Cloud, uma solução inédita no cenário brasileiro que funciona como plataforma de API para o mercado financeiro, com informações da bolsa de valores e Feeds de investimentos atualizados em tempo real.

3. Focar apenas no aumento de produtividade

Muitas empresas centralizam seus esforços na adoção de tecnologias apenas mirando no aumento de produtividade operacional - que, sem dúvidas, é um dos principais benefícios de sua implementação, mas deveria vir como uma consequência da modernização. Não se pode deixar de lado, durante o processo de upgrade, o objetivo final de melhoria do serviço, que vem por meio da oferta de maior valor ao cliente.

4. Deixar os processos dependentes das tecnologias

Sem dúvidas, é um grande diferencial contar com as tecnologias mais recentes do mercado. Mas apostar apenas na aquisição da tecnologia para conquistar o sucesso do negócio faz com que os processos internos e o conhecimento dos colaboradores se torne dependente daquele recurso. Em vez disso, o ideal é atrelar essa vantagem a uma robusta estratégia competitiva, que seja compreendida por todos os times envolvidos.

As soluções Cedro vão te ajudar a implementar a tecnologia financeira em seu negócio!

Agora, após entender melhor como funciona o processo de tecnologia financeira e como ele pode contribuir para desenvolver a gestão do seu negócio, é hora de colocá-lo em prática.

Conheça as soluções tecnológicas da Cedro que apoiam a sua empresa. Com ferramentas que contribuem para otimizar a ação em diversas áreas do empreendimento, as soluções da Cedro são ótimas alternativas para conquistar ainda mais desenvolvimento.

Acesse agora mesmo o site da Cedro e entenda como os softwares disponíveis poderão ajudar a manter os processos da sua empresa sempre em ordem.

Converse com o time de especialistas Cedro e entenda como os produtos simplificam e levam benefícios ao seu negócio.

Deixe uma resposta