home Sem categoria A segurança de aplicativos mobile também depende dos usuários

A segurança de aplicativos mobile também depende dos usuários

Os cuidados ao manusear um smartphone  devem ser os mesmos que temos com o nosso computador. Os antigos celulares evoluíram tanto no software (sistema operacional) quanto no hardware, tornando-se dispositivos com alta tecnologia embarcada.

Da mesma forma que o dispositivo evoluiu, os ataques cibernéticos e a ousadia dos hackers também cresceram, se especializando em mecanismos para roubar senhas, contatos e arquivos diversos dos aparelhos. Por isso, a segurança de aplicativos mobile é tão discutida atualmente. Precisamos nos preocupar com alguns comportamentos ao utilizarmos os smartphones, tanto para uso pessoal quanto corporativo.

Ao menos dois mecanismos de autenticação

As últimas gerações de smartphones dão suporte a mais de um mecanismo de autenticação. O mais comum é por senha numérica. Outro mecanismo muito utilizado atualmente é a biometria, ou seja, o reconhecimento da digital. Para maior segurança, sugere-se a utilização de no mínimo dois mecanismos de autenticação habilitados em seu smartphone.

Alterar senha de tempos em tempos

Recomenda-se sempre manter a senha atualizada, mudando os números pelo menos uma vez por mês.

Abertura de emails “estranhos”

Muito cuidado ao clicar em um email “estranho” de um remetente não conhecido e abrir seu anexo. Por exemplo, um email que você tenha baixado poderia acabar como spam para seus contatos.

Senhas e printscreen de contas bancárias ou de acesso

As senhas salvas no Bloco de Notas, por exemplo, podem ser hackeadas em caso de furto do aparelho ou quebra dos dados da nuvem, em casos de backup em cloud. O caso se repete para imagens “printadas” que você armazena na nuvem ou mesmo no seu dispositivo.

Cuidado com backup na nuvem

Antes de ativar o backup do dispositivo sincronizado com a nuvem, verifique quais conteúdos estão ativados para a sincronia. Arquivos confidenciais, como uma foto de um projeto que você tirou na empresa, podem ser hackeados na nuvem em caso de uma quebra de segurança.

Segurança habilitada no dispositivo

O smartphone ligado a uma rede wi-fi é um ponto de acesso. Por isso, precisamosverificar se as configurações de segurança estão definidas para que nenhuma pessoa mal intencionada acesse seus arquivos. Por exemplo, o compartilhamento pessoal (funcionalidade disponível em vários aparelhos), quando habilitado, permite que outros devices acessem seu smartphone para compartilhar algum recurso: arquivos, internet, etc. A senha de acesso normalmente é muito fraca e simples de ser quebrada. Logo, recomenda-se que essa função seja habilitada quando estritamente necessário e desabilitada logo em seguida.

Aplicativos e jogos baixados nas lojas

Antes de baixar uma app, recomenda-se a leitura das especificações do software e também a análise da empresa fabricante. Alguns desses apps, como jogos, por trás de sua execução podem soar como spam para seus contatos.

Check-in de sua localização

Ao fazer um check-in no Facebook, por exemplo, você pode estar compartilhando informações valiosas para pessoas mal intencionadas. Ao dar check-in informando que está de férias fora do país, você pode “informar” quadrilhas especializadas em assalto a residências que possivelmente estejam monitorando suas atividades.

Emprestar o  celular para seu filho brincar

Seu filho pode desabilitar funções do aparelho sem a intenção, ou até mesmo clicar em opções maliciosas deixadas por apps de jogos mal intencionados. A brincadeira pode sair cara no final.

Portanto, seja você usuário ou empresa que tenha um app mobile, fique de olho nas medidas de segurança. Com cuidados simples no dia a dia, você evita dor de cabeça e fica bem protegido de hackers e arquivos maliciosos.

E seu negócio, já conta com um aplicativo seguro e confiável para o seu público? Se sim, a Cedro te ajuda com melhorias e otimizações que podem fazer diferença na usabilidade e no alcance. Caso ainda não tenha tirado o app do papel, a hora é agora: nossa equipe fica ao seu lado desde o início do projeto para garantir uma solução de sucesso! Deixe seus dados no formulário abaixo e eu mesmo entro em contato com você pra entender melhor da sua ideia.


Gostou? Compartilhe:

Eduardo Finzi

Eduardo Finzi

Eduardo Finzi é Diretor de TI da Cedro, com experiência como cientista da computação em empresas do segmento atacadista, telecom e financeiro.