Quem é o vendedor digital e como ele impacta nas vendas?

O comércio on-line já vinha apresentando um grande crescimento nos últimos anos, mas bateu recordes durante o ano de 2020. Segundo uma publicação do Ecommerce Brasil, a diferença entre o valor médio de compras não alterou significativamente, o que mostra que a alta de 22,7% de 2018 a 2019 aconteceu por conta do volume de pedidos realizados.

Já em 2020, o cenário de pandemia e isolamento social acentuou a necessidade das compras on-line, e este setor notou um crescimento de 84,5% no trimestre de agosto a outubro.

Estes dados mostram que, independentemente de pandemia ou não, o comércio e varejo on-line já mostravam uma grande mudança nas características de consumo da sociedade. Contudo, aqueles que ainda se mantinham reticentes em comprar pela internet, foram obrigados a isso durante 2020 e agora se sentem mais confortáveis em continuar consumindo on-line também no futuro.

O fato é que as vendas digitais se tornaram uma estratégia imprescindível para quem quer se manter competitivo no mercado, e o vendedor digital precisa entender e acompanhar as novas tecnologias para usá-las em seu favor.

Quer se atualizar melhor sobre este assunto? Então continue a leitura deste post!

Quem é o vendedor digital, afinal?

A nova era digital já vinha alterando drasticamente o perfil do consumidor, porém a pandemia acelerou estas mudanças de formas irreversíveis. 

Se há pouco tempo um comprador achava que ir pessoalmente até uma loja e conversar com atendentes sobre diferenças de custos e características de produtos similares bastava, isso ficou no passado. Hoje em dia, conhecer as qualidades e diferenciais dos produtos e serviços não é mais suficiente, porque o consumidor se preocupa também com reputação, agilidade no atendimento, mobilidade e presença digital, entre tantas outras questões advindas da internet.

O vendedor digital, então, é o profissional que está antenado neste novo perfil de consumo e busca entender e estar inserido no meio para potencializar o alcance da sua marca e de suas vendas digitais.

Como melhorar as vendas digitais

Manter um ecommerce nem sempre é uma possibilidade a curto prazo, mas investir na presença digital e social selling é fundamental. As redes sociais, mais do que nunca, promovem não apenas relacionamentos, mas conexão entre marca e cliente, que é uma importante nova característica no perfil de consumo digital. 

Ou seja, independente de ter ou não um site para as vendas digitais, é necessário manter presença nas redes sociais e demais ambientes on-line, como fóruns e marketplaces, e estar atento para responder às dúvidas e comentários.

Para quem já tem ou quer investir em um e-commerce, a presença digital continua sendo essencial, porque ela pode direcionar ou induzir os clientes que estiveram em contato com a marca nas redes sociais para seu site para finalizar a compra.

Mas estas não são as únicas maneiras de melhorar as vendas digitais. Existem ainda uma série de boas práticas que, quando empregadas, podem valorizar seu trabalho, estreitar seu relacionamento, aumentar a confiança do público e garantir seu diferencial em relação aos concorrentes.

Vamos discutir melhor cada uma delas a seguir.

1. Entenda as diferenças das redes sociais e conheça seu público

As redes sociais vêm e vão, e não é necessário entender o funcionamento de todas elas sempre. Elas são criadas para captar determinado perfil de público e demandam estratégias diferentes para chamar sua atenção. 

Isto é, a melhor forma de tirar todo o potencial das redes sociais é estudar o público-alvo da sua marca, descobrir as preferências e gostos deles e fazer o melhor uso em relação ao conteúdo que será publicado. E não apenas isso, é fundamental se manter atento e presente para atender às dúvidas e comentários e usar este canal para fortalecer a confiança e conexão com os clientes e demais usuários.

2. Invista em marketing de conteúdo

Seja para redes sociais, seja na criação de materiais para blogs e sites, ter um planejamento de postagens e oferecer conteúdos relevantes e criativos são ótimas formas de chamar a atenção e mostrar ao público os diferenciais do que você oferece. Além disso, ao descrever as dores e necessidades do seu público e deixar claro como você pode ajudá-lo acaba gerando maior conhecimento e diminuindo o trabalho da equipe de vendas no contato com os interessados.

3. Não se esqueça do pós-venda

Quando todas estas iniciativas aumentarem suas vendas digitais, será essencial cuidar destes novos clientes para fidelizá-los e garantir uma relação a longo prazo. Neste caso, caprichar no pós-venda, oferecendo benefícios, descontos, enviando e-mails ou mensagens com novidades são formas simples de lembrá-los da sua marca. Mas vale lembrar que estas ações devem ser sutis e ocasionais, porque as vendas invasivas quase sempre trazem um retorno oposto do esperado. 

4. Aposte na comunicação

Presença nas redes sociais, vendedor digital antenado, marketing de conteúdo, nada disso é capaz de garantir os benefícios esperados se a comunicação e o atendimento ao cliente não forem valorizados também.

Investir em um atendimento centralizado, em que toda a equipe de atendimento tenha acesso ao histórico dos clientes sem precisar ficar trocando de canal nem de profissional garante uma comunicação ágil, eficiente e personalizada. Além disso, oferecer atendimento por chatbot é outra forma de diminuir os tempos de espera e solucionar os casos simples sem sobrecarregar os colaboradores.

Afinal, tudo o que o novo perfil de consumo digital espera é um atendimento fluido e uma experiência de consumo eficiente e sem atritos.

Agora que você entendeu a importância de ser um vendedor digital que se apoia na tecnologia, conheça a plataforma de comunicação PEOPLE!