PEP: o que é e como saber se o cliente é uma pessoa politicamente exposta

o que é pessoa politicamente exposta

Você já deve ter respondido algum questionário on-line, pesquisa de satisfação ou cadastro em banco com a seguinte pergunta: “Você é PEP?” 

A sigla para “Pessoa Politicamente Exposta” costuma gerar bastante confusão e é utilizada para descrever um perfil de cliente com que as pequenas, médias e até grandes empresas geralmente não estão familiarizadas. 

Você sabe como descobrir se uma pessoa é politicamente exposta e quais são os impactos que ela pode trazer para um negócio? Se a resposta for não, prepare-se! Neste post, você vai descobrir tudo que é preciso para identificar esse perfil de cliente.

Boa leitura! 

 

Afinal, o que é PEP? 

PEP,  também conhecido como Pessoa Politicamente Exposta, é o indivíduo que desempenha ou já desempenhou cargos, empregos ou funções públicas listados nas normas de PLD/FTP.

As normas de PLD/FTP estão no Sistema de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo e da Proliferação de Armas de Destruição em Massa (PLD/FTP) e visam impedir que situações ilegais ocorram.

Oficiais generais, deputados estaduais, vereadores, presidentes e tesoureiros nacionais de partidos políticos, por exemplo, estão inclusos nessa lista. E seus familiares, representantes e estreitos colaboradores também podem ser categorizados como Pessoa Politicamente Exposta

A única diferença entre os dois grupos é que no caso dos familiares, representantes e colaboradores eles são chamados PEP relacionados ou secundários. E não apenas de PEP.  

 

Qual é a importância de identificar um cliente PEP?

Negociar com uma Pessoa Politicamente Exposta não costuma gerar problemas para a empresa, a não ser que esse indivíduo esteja envolvido em alguma situação ilegal tais como fraudes, lavagem de dinheiro ou corrupção. 

Quando uma pessoa está envolvida em uma das situações acima, a empresa pode acabar vinculada a um crime que não cometeu. E, com isso, sofrer uma série de prejuízos e penalidades.

Para se ter uma ideia da gravidade, a empresa pode sofrer com problemas legais e privação de novas oportunidades de negócios e parcerias. Não só isso, pode ter que lidar com redução da receita devido ao pagamento de multas e, claro, perder credibilidade. 

Visto que o mercado está cada vez mais competitivo e as leis no Brasil estão mais severas, a empresa não pode arriscar ver o seu negócio envolvido em uma atividade ilegal. 

Se quer manter a boa reputação, precisa encontrar formas de se proteger. E o meio mais eficaz de fazer isso é descobrindo se possui (ou não) um cliente PEP em sua carteira.   

Como uma empresa pode descobrir se o cliente é PEP? 

O meio mais rápido de descobrir se um cliente é uma Pessoa Politicamente Exposta é por meio de uma análise. Nesse caso, a empresa deve reunir o máximo de informação possível, a fim de identificar se ele está envolvido em algum esquema criminoso ou se possui ficha limpa.

Abaixo, listamos os principais dados que devem compor essa análise:  

  • Informações fiscais e financeiras;
  • Envolvimento em fraudes e corrupções;
  • Participações societárias;
  • Ligação a trabalho escravo;
  • Financiamento ao terrorismo;
  • Histórico profissional.

Essas informações vão ajudar a empresa a identificar o histórico e reputação da pessoa. E, com base nisso, descobrir se é vantagem manter uma relação de negócios. 

Existe um jeito fácil de consultar as informações? 

Quando a empresa começa a negociar com um cliente, ela não pode demorar muito tempo consultando informações, certo? Do contrário, corre o risco de perder novas oportunidades e até manter futuras parcerias. 

A questão é que reunir e fazer o levantamento de todos os dados não são um procedimento simples. Ainda mais se a empresa fizer tudo manualmente. Então, eis que surge a seguinte pergunta: “Existe um jeito fácil de consultar as informações?”

A boa notícia é que sim, existe. E tudo isso graças à tecnologia. 

Hoje, existem soluções no mercado que permitem fazer a coleta e análise de dados, em poucos cliques. E esse é o caso da plataforma de informações cadastrais Data Engine.

O Data Engine é uma plataforma de informações cadastrais, validação cadastral e informações reputacionais desenvolvida pela Cedro Technologies, empresa especializada no desenvolvimento de produtos e soluções em TI que otimizam os processos.

A ferramenta é 100% digital e possibilita realizar consultas PEP sobre um determinado indivíduo, informando apenas o seu CPF. Ou seja, em poucos passos, a sua empresa pode descobrir se um cliente é politicamente exposto e se ele representa algum tipo de ameaça para os negócios. 

Incrível, não é?

Se você quer saber mais sobre a solução, entre na nossa página e veja todas as funcionalidades do Data Engine. Ou, se preferir, converse com a nossa equipe de especialistas para entender melhor como a ferramenta pode ajudar a identificar uma Pessoa Politicamente Exposta.   

Deixe uma resposta