home Sem categoria O que é People First e por que sua empresa deve adotar essa tecnologia?

O que é People First e por que sua empresa deve adotar essa tecnologia?

Para entender o que é People First, é válido recorrer para um outro conceito correlacionado: o de Mobile First. Esse último, mais conhecido, trabalha com a ideia de desenvolver um projeto primeiramente para os dispositivos móveis e depois para as outras plataformas, ou seja, há um enfoque maior na tecnologia. Uma estratégia baseada em People First, como o nome sugere, é centrada nos usuários da solução produzida.

Essas duas concepções estão ligadas porque a maioria dos projetos elaborados com base no conceito de People First usam aplicativos mobile. De todo modo, vale aprendermos um pouco sobre essa estratégia, inclusive, abordando como ela já é usada na prática e os seus benefícios. Continue acompanhando este artigo!

O que é People First?

Esse termo, que no português pode ser traduzido como “pessoas primeiro”, significa um conjunto de estratégias que posicionam os usuários/clientes de um serviço ou produto como prioridade no planejamento.

Todas as ideias são pensadas e desenvolvidas para atender ou superar as necessidades e expectativas do público, independentemente da forma como ele consome uma determinada oferta.

Na prática

Um exemplo bem interessante para se observar o uso do People First é o do Netflix. O serviço de streaming, por exemplo, permite que os usuários possam interromper a visualização de um filme ou série enquanto assiste no smartphone para retomar de onde parou em sua Smart Tv.

Mas aí fica o questionamento: em que momento o conceito de People First é aplicado nesse contexto? Perceba que essa situação de voltar a assistir, em diferentes dispositivos, um filme ou série de onde havia parado está favorecendo primeira e exclusivamente a experiência do usuário. Os meios utilizados pelo público são indiferentes nessa relação, pois as pessoas não se restringem a uma tecnologia para complementar seu consumo.

O mesmo acontece no setor de serviços, como os Open Bankings, e no varejo, como supermercados e farmácias, que possuem uma integração entre as suas lojas físicas e virtuais. Por exemplo, quando um cliente solicita um pedido em um e-commerce e pode retirar na loja mais próxima ou o recebe em casa. É um modelo mais simplificado, mas que reflete bem essa ideia de entender como e onde os clientes querem consumir.

Quais os benefícios dessa tecnologia?

Para os consumidores

A grande vantagem para os consumidores está em vivenciar uma experiência mais valiosa e personalizada ao comprar seus produtos ou contratar serviços. Veja o caso do Uber, por exemplo, no qual o cliente, pelo app, tem todo o controle para apontar o trajeto da viagem, pagar e ainda escolher a categoria de veículo que irá transportá-lo. A tecnologia aqui não é protagonista, ela apenas cumpre o papel de ser o suporte entre as necessidades do público e os serviços da empresa.

Para as empresas

Para as organizações é a oportunidade de encantar seus clientes, aumentar índices de fidelização, se aproximar dos seus consumidores e entender os seus comportamentos de compra. A propósito, a partir desse entendimento que as empresas poderão aperfeiçoar seus apps, APIs, sites e melhorar as suas ofertas e conteúdos para contemplar as maneiras como o público prefere consumir.

É o caso, mais uma vez, do Netflix, que aprende como, o que e onde os seus assinantes assistem e entrega nas páginas iniciais de cada usuário as produções, teoricamente, mais próximas dos seus interesses.

O foco do People First é, primeiramente, ajudar os usuários a fazerem o que eles desejam fazer. Depois de atender as expectativas do público que se pensa em implementar e/ou desenvolver as tecnologias necessárias. Por isso, o diferencial desse conceito é dar opções para facilitar a vida das pessoas que interagem e consomem o seu negócio.

Você entendeu o que é People First e como ele pode aprimorar as experiências dos seus clientes? Conte-nos o que achou dessa tecnologia nos comentários e aproveite para tirar suas dúvidas!

Gostou? Compartilhe:

Bruno Zago

Bruno Zago

Diretor Comercial e de Marketing da Cedro Technologies.