Saiba o que é KYC, KYE, KYP e KYS do mercado financeiro

21 / 06 / 2022

o que é KYC, KYE, KYP e KYE

Todas as empresas deveriam saber o que é KYC, KYE, KYP e KYS. Afinal, essas boas práticas de compliance são fundamentais para prevenir golpes e fraudes de diversos âmbitos jurídicos, reputacionais e financeiros do negócio.  

Entretanto, se para empresas em geral essas boas práticas são indicadas, quando se trata de corporações pertencentes ao mercado financeiro, as condutas dos 4Ks se tornam obrigatórias. Afinal, as chances de danos judiciais, econômicos e de autoridade aumentam consideravelmente devido ao viés monetário envolvido em maior escala. 

Portanto, não deixe de conferir o conteúdo que a Cedro Tech preparou a seguir sobre o que é KYC, KYE, KYP e KYE, e porque elas são tão importantes na compliance de empresas. 

 

O que é KYC? 

KYC é uma sigla para Know Your Client, que significa “Conheça Seu Cliente''. Os procedimentos de compliance envolvidos nesse ponto são relacionados a empresas que possuem algum tipo de relação financeira direta com seu consumidor. Ou seja, bancos, fintechs e até mesmo corretoras atuantes do mercado. 

Práticas como verificar informações identitárias apresentadas, fazer uma breve busca em notícias passadas e utilizar ferramentas com dados sobre o histórico de crédito, auxiliam na prevenção de fraudes e lavagem de dinheiro. 

Quando as empresas conseguem aprender sobre o que é KYC e colocam em prática, já no processo de entrada do cliente consegue eliminar perfis suspeitos por meio da verificação de falsidade ideológica. Esse processo é fundamental para negócios que oferecem crédito ou abertura de contas financeiras para consumidores. 

 

Como aplicar KYC na minha empresa? 

Conforme comentamos anteriormente, o primeiro passo e talvez mais importante do KYC é a verificação de documentos e histórico de seu cliente. Caso possua alguma irregularidade no seu passado ou algum tipo falsidade ideológica, já nesse instante sua empresa consegue identificar e minimizar danos 

Entretanto, é importante salientar que esse processo de conferência não só deve ser seguro, como também ágil. Afinal, se você demorar demais, seu potencial cliente pode ir buscar um atendimento melhor com a concorrência. Ou seja, invista em processos, tecnologias e ferramentas de verificação de dados que tenham agilidade. 

Resumindo, confira se o seu cliente é quem diz ser, se suas informações financeiras apresentadas são verídicas e faça ainda uma pesquisa em paralelo como garantia. Somente assim sua empresa não só saberá o que é KYC, como ficará perita no assunto garantindo sua segurança. 

>> Veja “Análise de fraude e KYC: quais as diferenças entre eles?” 

 

O que é KYE? 

Seguindo a linha dos 4Ks da compliance, vamos falar sobre o KYE, ou Know Your Employee. Conheça Seu Colaborador, é de longe, com certeza uma boa conduta que todas as empresas deveriam adotar no processo de seleção e gestão de seus funcionários. 

Afinal, é muito comum que empreendedores se preparem somente para prejuízos externos e acabem esquecendo dos que podem vir de dentro do negócio, podendo ser até mesmo maiores.  

Por isso, se você quer evitar desvios em prestações de contas, uso de cartão corporativo indevido, vazamento de informações confidenciais, dentre outras condutas antiéticas, é importante ter um bom KYE no seu negócio. 

 

 E o KYE, como aplico no meu negócio? 

Com a evolução tecnológica, hoje em dia já há possibilidade de utilizar Inteligência Artificial para identificar possíveis irregularidades que possam estar ocorrendo internamento no negócio. É claro que, para que o uso seja adequado, somente o RH, lideranças e gestores podem ter acesso à ferramenta. 

Lembrando que o KYE não deve ser uma espécie de caça às bruxas. Uma empresa que sabe se posicionar com seu KYE, por meio do compliance, passa segurança tanto à empresa, quanto ao colaborador. Então, sempre traga checagem de fatos e direito a defesa independente da situação. 

Também, confira desde a etapa de currículo e seleção, se todas as informações apresentadas são verídicas. Implemente treinamentos de conduta, procedimentos de compliance e rotinas internas que deixem o KYE em evidência.  

Com a implementação adequada, a empresa consegue garantir a segurança em todas as pontas. Afinal, a empresa não terá danos, os clientes serão atendidos por profissionais seguros e os colaboradores se sentirão melhores de trabalhar num ambiente protegido. 

>> Saiba “Falsidade ideológica: o que é isso e como evitar?” 

 

O que é KYP? 

Know Your Partner, o “Conheça seu Parceiro” tem como princípio averiguar os âmbitos fiscal, jurídico, ambiental e econômico de seus parceiros. Inclusive, essa verificação deve ser utilizada como base para tomar decisões frente a novas negociações. 

Com a difusão do uso das redes sociais, não tem mais como empresas não serem envolvidas nos escândalos de seus parceiros. Portanto, é essencial que antes de firmar uma parceria, o empreendedor pesquise históricos e avalie os possíveis riscos de fazer algum tipo de negociação. 

KYP: por onde começar a colocar em prática? 

Assim como o princípio de outros Ks, pesquisar em fontes públicas sobre possíveis conteúdos jornalísticos atrelados ao parceiro é fundamental. Além disso, caso um societário, conferir se não se trata de uma Pessoa Exposta Politicamente (PEP).  

Essa averiguação prévia de informações de empresas é conhecida no mercado como Due Diligence. Nela você verifica histórico fiscal, trabalhista, socioambiental, legislativo e contábil. De início, pode parecer um exagero, mas, lembre-se que a imagem do seu negócio ficará vinculada ao parceiro escolhido. 

>> Leia “Know Your Partner e sua relevância para os serviços financeiros” 

 

O que é KYS? 

Agora que você já sabe o que é KYC, KYE e KYP, é o momento de finalizar os 4 Ks aprendendo sobre o KYS. 

O Know Your Supplier, Conheça Seu Fornecedor, tem ganhado cada vez mais atenção com o passar dos anos. Afinal, com conceitos como ESG e consumo sustentável atingindo os consumidores, empresas têm sido colocadas também como responsáveis pelo processo produtivo de seus fornecedores. 

Um cenário que tem se tornado cada vez mais desafiador, principalmente para marcas globais. Afinal, não é difícil de encontrar empresas que coloquem sua escala produtiva em países com leis trabalhistas e socioambientais mais brandas para lucrar mais.  

Entretanto, da mesma forma que o lucro pode vir, os escândalos e boicotes também. Portanto, não dá mais para ignorar a responsabilidade da marca sobre seu fornecedor. 

Como aplicar KYS para o meu modelo de negócio é possível? 

Para aplicar o KYS no seu negócio, é importante que a empresa conheça a fundo como é feito o processo produtivo de sua fornecedora. Pontos como políticas minimizadoras de danos socioambientais, reputação da empresa e estrutura para absorver a demanda, devem ser observados já no início da negociação. 

Junto disso, averiguar pendências com Receita Federal, tribunais trabalhistas, órgão ambientais, listas restritivas, dentre outras informações públicas que possam ser consultadas, também precisam ser realizadas antes para que a negociação seja feita com segurança. 

Agora que você aprendeu o que é KYC, KYE, KYP e KYS do mercado financeiro, já sabe por qual vai começar a implementação na sua empresa? Para facilitar, utilize as ferramentas corretas que vão te ajudar a economizar tempo durante o processo. 

É o caso das soluções da Cedro Technologies. Com uma série de tecnologias inovadoras, pensadas na otimização de processos dentro dos negócios, tem revolucionado a aplicação dos 4Ks no mercado. Converse com um de nossos consultores para saber qual solução em TI é ideal para você! 

Fale com a Cedro 

Deixe uma resposta