home Sem categoria Aluguel de ação: o que é e como funciona.

Aluguel de ação: o que é e como funciona.

Investir na bolsa, é quase sempre sinônimo de compra e venda de ações, mas outro movimento bastante vantajoso é o aluguel de açãoEssa operação ainda não é muito conhecida, mas rende valores significativos e recorrentes, e, é uma ótima opção para quem não está pensando em vender o ativo e pretende mantê-lo na carteira por longo prazo.

O André Duvivier, fundador da SL Tools – empresa especialista em aluguel de ação – nos ajuda a entender melhor sobre esse movimento e quais são suas vantagens.  

Confira agora.
 

O que é aluguel de ação?

Imagina que você tem um bem imóvel, seja casa ou apartamento, esses bens quase sempre são passados entre as gerações como herança e podem ser vendidos e alugados.  

Da mesma forma, acontece com a ação, o ativo é um patrimônio da pessoa e ela pode extrair renda desse patrimônio, seja vendendo ou alugando.  

Dessa forma, existem três maneiras de ganhar dinheiro com uma ação:  

  • Apreciação da ação: que é o aumento de preço a longo prazo. Dessa forma seu ativo valoriza, mas você não recebe o dinheiro imediatamente.  
  • Dividendos: que são os lucros das empresas na qual se tem ações. Os dividendos normalmente rendem mensalmente e caem na conta dos acionistas.   
  • Aluguel de ação: quando o operador não quer vender e quer garantir essa ação a longo prazo, e ainda assim, consegue manter retornos financeiros 

Assim, o aluguel de ação, é sempre formado por duas partes, o doador, que o dono do ativo e o tomador, que é a pessoa que está tomando o empréstimo.

Os ativos que podem ser alugadas são: ações, ETFs, Units e BDRs. A B3 atua como administradora das operações.

Quais os benefícios dessa operação?

Em alguns casos a taxa de aluguel de ação é mais alta que a taxa de dividendos, portanto, para escolher uma ação você deve analisar alguns fatores: o potencial de crescimento da empresa, que determina o ganho a longo prazo; o potencial de distribuição de recursos, que determina o dividendo e a taxa de aluguel da ação, que determina a receita recorrente que você pode ter.  

O aluguel de ação preserva o direito de dividendo ao dono da açãoporque a empresa e a bolsa sabem que você é o detentor dela. Mas caso a empresa chame para algum processo de votação, quem está com a ação no dia, que irá participar.  

Da mesma forma, outro benefício, é o aumento de liquidez da ação. Para esse processo é necessário ter mais ações em circulação, com o aluguel de ação é possível aumentar a circulação, mas sem diluir os lucros, porque ele continua na mão de quem está alugando. 

Estudos da Universidade de Chicago, confirmaram que uma carteira alugada, contribui para o aumento da liquidez e não para a queda do ativo. 
 

Porque as pessoas alugam ações?

Vamos supor que você tenha uma ação de uma empresa “X” a médio prazo. Essa empresa está indo bem, mas o valor na bolsa pode não subir. Você não quer vender sua ação, porque estão distribuindo os dividendos e nem pagar imposto ao efetuar a venda. 

Nesse cenário você pode alugar outras ações e vender, diminuindo assim o risco total de exposição ao mercado e mantendo os ativos com maior confiança. 

Esse movimento de aluguel de ação, permite fazer algumas operações, em que você esteja apostando alto, mas com algumproteção, é o que chamamos de hedge 

Custo de Operações para aluguel de ação

Para o tomador existe a taxa de aluguel, que é um percentual, normalmente 0,25% do valor total negociado. Além disso, existe uma taxa de comissão a ser paga para a instituição financeira, que atua como mediadora e a taxa de corretagem. 

O locatário também terá que pagar um valor para a bolsa, que é o emolumento, para efetivar as transações.

Mesmo com essas taxas o aluguel de ação compensa, porque existem grandes empresas com grandes ações, que não pagam dividendos, e a taxa de aluguel consegue suprir esse valor.  

Como funciona o aluguel de ação na prática

Assim que você abre sua conta na bolsa, você assina um termo de BTC, que permite a corretora alugar suas ações. As corretoras criaram o que se chama de custódia remunerada, onde aluga essas ações e transfere esses rendimentos. O contrato entre doador/locador duram em média um mês, mas podem ser revogados a partir do 1.º dia.  

Caso o locatário quebre o contrato, você já pode disponibilizar imediatamente, a ação para locação novamente. Esse é um movimento contínuo. 

Conclusão

Em suma, o aluguel de ação é um movimento com grandes benefícios para quem opera na bolsa. Esse processo está sendo cada dia mais automatizado, para reduzir o custo operacional do processo e conseguir entregar melhores benefícios aos operadores da ação.  

Este artigo é baseado no “Investimento em dia Ep. 11 – Aluguel de Ação”, episódio do Cedro Cast. 

Gostou? Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *