home Sem categoria Novo CIO? Sua cartilha de transição em 10 passos não tão fáceis

Novo CIO? Sua cartilha de transição em 10 passos não tão fáceis

O que você conquista nos primeiros seis meses de sua gestão em TI é fundamental. Os 10 passos aqui mencionados lhe ajudarão a navegar nesse oceano pedregoso, treinar sua tripulação e estabelecer um rumo claro em direção ao horizonte estratégico.

Uma piada entre CIOs é que o acrônimo de seu cargo significa Career Is Over (tradução livre, carreira está acabada), uma lembrança do fato de que o tempo de empresa médio de um líder tecnológico gira em torno de quatro anos. Necessidades distintas de negócio, além da insatisfação quanto à liderança de TI sugere que esse horizonte temporal não mudará no futuro próximo.

Um CIO novo enfrenta uma série de obstáculos. O papel superdimensionado da tecnologia na expansão dos negócios significa que muitos CIOs se encontram na difícil posição de utilizar a tecnologia para gerir o negócio e, concomitantemente, acelerar o seu crescimento, diz Khalid Kark, diretor de pesquisa do programa de CIO da Deloitte. “As empresas não estão buscando [apenas] líderes em tecnologia”, diz Karl. “Elas estão buscando líderes de negócio inspiradores que podem liderar e motivar a equipe de TI, bem como desenvolver uma cultura de talentos de alta performance.”

Transições são particularmente difíceis porque os stakeholders (partes interessadas) no negócio esperam que o novo CIO se dedique rapidamente à estratégia, diz Kark, quando a realidade é que devem gastar meses organizando a casa. Além disso, alguns stakeholders levam mais tempo para preencher uma vaga de CIO porque querem se assegurar de que os candidatos se encaixem bem dentro da cultura da empresa, diz Kark. A Adobe Systems, por exemplo, levou sete meses para preencher a posição de CIO, requerendo que a CIO Cynthia Stoddard relançasse a identidade de TI da empresa.

Não existe uma cartilha “tamanho único” para transições de CIO. Contudo, novas pesquisas da Deloitte, cujo serviço de consultoria auxiliou mais de 200 CIO em sua transição em novas empresas, oferece as seguintes dicas para líderes de TI em fase de transição.

1. Seja criterioso com seu tempo

Decida quais são as prioridades iniciais e revise as expectativas do negócio. Saiba que há pouco tempo para arrumar a casa, de modo que os primeiros seis a nove meses são cruciais. “Ao fim dos primeiros seis meses, espera-se de você uma agenda de mudança. Caso não a tenha finalizado até lá, você está em apuros e condenado ao fracasso, pois as expectativas quanto ao CIO são normalmente muito altas”, diz Kark.

2. Reúna sua equipe

Transições são cheias de incerteza, logo, é provável que ocorra alguma paralisia operacional. Explique sua visão estratégica aos membros talentosos e estratégicos da equipe. Analise se estão fechados com seu plano; decisões difíceis podem ser requeridas no futuro próximo.

3. Avalie, contrate e demita talentos

Avalie os seus talentos, decida se são adequados para a cultura que você pretende implantar. Caso haja problemas de execução, talvez seja necessário reconfigurar a sua equipe. Realinhe, adicione novos talentos ou integre suas equipes de modo a evitar “silos” organizacionais.

O encapsulamento de código por containers é prioridade na TI, mas perceber seus benefícios requer análise e expertise profundos.

4. Identifique responsáveis pela segurança

Reorganizar suas equipes de liderança podem inspirar novas ideias e redefinir expectativas de desempenho. Além disso, se seus líderes de TI lutaram pela vaga de CIO antes de sua chegada, pode ser necessário substituí-los ou correr o risco de bater cabeça. Você não pode ter oposição dentro de sua própria equipe.

5. Embarque no negócio

Quando a TI era uma ilha em meio ao oceano corporativo, a opinião dos líderes de negócio sobre o seu departamento não era importante. Não é mais assim; reúna-se com os principais stakeholders do negócio para compreender suas preocupações e desafios, propondo soluções. Honrar compromissos e cultivar a simpatia dos stakeholders pode levar algum tempo e pagar dividendos com parcerias-chave ao longo do caminho. “Ser capaz de entender como lidar com distintos stakeholders tornar-se muito mais importante que ter competência técnica,” diz Kark.

6. Conecte-se com seus clientes, parceiros e fornecedores

Lembra quando o seu tempo era consumido por funções de back-office? Na era digital, você se vê cada vez mais focado em objetivos voltados ao cliente. Conectar-se com o resto dos constituintes da cadeia de valor sinaliza que você é mais que um simples facilitador do negócio: isso o ajudará a considerar adequadamente o papel da tecnologia na entrega de valor. “Há cinco anos atrás, não se esperava que o CIO analisasse o mercado, mas hoje existe uma pressão para que ele entenda a dinâmica do mercado em que está operando”, diz Kark.

7. Considere as pequenas coisas

Demonstrar sua competência como líder de TI pode ajudá-lo a conquistar confiança rapidamente. Por exemplo, Karl diz que um CIO implantou uma rede wireless corporativa em poucos meses, resolvendo problemas de conectividade que há muito frustravam os empregados.

8. Consiga algumas vitórias rápidas

Uma nova rede wireless é legal, mas só lhe renderá um pouco de boa vontade. Seja proativo na eliminação de sistemas falidos de TI, bem como na retomada de projetos paralisados com ampla visibilidade entre os stakeholders. Resolva os atrasos em decisões arquiteturais ou grandes gastos onerando a companhia. “Baixe a cabeça e assegure que o básico está funcionando efetiva e eficientemente, com pessoas certas nos lugares certos,” diz Kark.

9. Priorize a oferta e demanda de TI

Use seus esforços iniciais para analisar o seu projeto de TI e priorize os próximos passos. Descubra suas necessidades de fornecimento: a solução será melhor se for in loco ou na nuvem? Trabalhe com parceiros do negócio para implantar um processo de governança que alinhe a entrega de projeto à necessidade do negócio. Com duas semanas na função, um CIO com quem Kart conversou, descobriu 1300 projetos de TI, a maioria deles atrasado ou acima do orçamento. Essa é uma receita de “fracasso catastrófico” em TI, diz Kark.

10. Fortaleça a base e ajuste as expectativas

Líderes de negócio querem que o novo CIO renove a cultura de TI e revitalize os talentos enquanto foca na estratégia, diz Kark. Nesse processo, todavia, você pode perceber que não há mais conserto.

Um varejista global contratou seu novo CIO para revitalizar a equipe e propor uma nova visão estratégica de TI. Um CIO com poucos dias no cargo via o colapso do sistema de ponto-de-venda do negócio. Kark diz que não é incomum que alguns CIOS trabalhem 70 horas por semana por seis meses seguidos para arrumar a casa. Reduza a quantidade de tempo resolvendo problemas pela concessão de responsabilidade a talentos-chave. Isso liberará tempo para você focar na estratégia.

Em última instancia, as empresas querem um CIO que possa liderar, identificar e cultivar talentos, bem como liderar a estratégia digital. Ele frequentemente terá de ser CIO, COO ou CDO de uma única vez. “Experiência tecnológica é fundamental” diz Kark. “As empresas estão buscando o CIO que pode mudar a cultura e ser um líder inspirador.”

Gostou? Compartilhe:

Equipe Cedro

Equipe Cedro

Empresa focada em tecnologia e referência em inovação para o mercado financeiro e em soluções de TI e mobile.