Mercado financeiro e varejo: fidelize clientes com a fintechzação

27 / 09 / 2022

mercado-financeiro-e-varejo-como-fidelizar-clientes-com-a-fintechzacao

O varejo tenta anualmente descobrir meios de conquistar e fidelizar mais clientes. Em um cenário de competição de alto nível é importante sempre ter os melhores produtos e serviços. Mas nem sempre isso é o bastante para atrair os consumidores, cada vez mais exigentes. A solução pode estar no uso da tecnologia para inovar.

É o que grandes marcas do setor varejista têm feito para ganhar destaque em um oceano de opções. Aproveitar as soluções tecnológicas disponíveis e aderir a um novo modelo de negócios, ou seja, a fintechzação do varejo.

Neste artigo, você vai entender por que diversos segmentos encontraram nos serviços financeiros uma alternativa para inovar suas plataformas de marketplace e, dessa maneira, atrair e fidelizar seus clientes. Tenha uma ótima leitura!

Fintechzação já é uma realidade

Contas digitais e serviços como cartões de crédito ou débito, além de investimentos, não são mais exclusividade dos bancos. Agora, varejistas podem oferecer os mesmos serviços que até pouco tempo eram produtos disponíveis em poucas instituições. 

A adesão do varejo ao modelo de negócios que facilita a vida do consumidor disponibilizando serviços financeiros é uma realidade cada vez mais presente em nosso dia. 

No Brasil, empresas como Magazine Luiza (Magalu), que realizava vendas somente em lojas físicas, começaram a investir no mundo digital, criando seu marketplace para vender por meio de e-commerce

Desse modo, atraindo os clientes para sua plataforma, a empresa entendeu que poderia vender e criar diversas formas de pagamentos online para seus clientes, dispensando a intervenção de bancos tradicionais.

Nesse sentido, o Mercado Pago, (fintech do Mercado Livre) está investindo pesado para se consolidar como um banco digital, oferecendo soluções de pagamentos e investimentos para clientes e empresas.

A democratização dos serviços financeiros vem trazendo mais possibilidades aos consumidores e desburocratizando antigos processos bancários. Tornando a vida do público mais prática e barata.

Empresas estão aderindo ao modelo da fintechzação

Algo que vem ganhando destaque no mundo corporativo é o fato de muitas empresas estarem ampliando seu leque de opções e passando a contar com uma vertente fintech dentro do seu portfólio. Assim, oferecem serviços financeiros para seus clientes, colaboradores, parceiros e fornecedores.

Com os olhos voltados para o futuro e para as novas tecnologias financeiras, como Open Banking e Pix, empresas dos mais variados portes estão aderindo ao modelo de fintechzação, tornando a indústria de pagamentos ainda mais inovadora e competitiva.

Hoje, o que era uma tendência do mercado, ganhou ainda mais força durante a pandemia e as chamadas fintechs unicórnios somadas, avaliadas em US$ 440 bilhões, de acordo com o relatório Global Fintech Rankings, da Findexable/Mambu. Nesse contexto, o Brasil ocupa a primeira posição dentro do ecossistema de fintechs na América Latina.

De acordo com outro relatório, o Fintech Report, o investimento global em fintechs foi de US$ 114,9 bilhões, indicando que o modelo é promissor e vai se consolidar no futuro, trazendo inúmeras vantagens para empresas e clientes.

Mas outros números também mostram como a relação entre bancos digitais e lojas de e-commerce vai se fortalecer ainda mais.

O estudo Global Digital Banking, de 2021, apontou um crescimento de 73% no número de brasileiros que têm contas bancárias exclusivamente no formato digital, sendo que 44% da população brasileira já utiliza serviços financeiros com este tipo de tecnologia.

Indo de encontro com a digitalização dos serviços financeiros, as compras por meio de e-commerce tiveram aumento de 12,59% no primeiro trimestre de 2022, de acordo com o MCC-ENET.

Vantagens da fintechzação

O movimento de fintechzação não se restringe somente ao mercado financeiro e pode se expandir aos mais diversos setores, oferecendo soluções direcionadas às necessidades dos clientes. Varejo, e-commerce, big techs e log techs podem criar produtos e serviços personalizados com maior qualidade e preços melhores.

Além de ampliar o portfólio da empresa e assim aumentar a capacidade de um negócio competir no mercado, o modelo também pode criar fontes de receita recorrentes. Empresas que aderem à fintechzação têm maior agilidade operacional e trabalham no fortalecimento da marca, aumentando a fidelização dos consumidores.

A digitalização do setor varejista trouxe uma nova gama de dados que podem ser analisados para gerar informações importantes e aplicadas no negócio. O uso de inteligência artificial, por exemplo, impacta todos os setores das instituições que oferecem serviços financeiros, como meios de pagamentos ou solicitações de crédito.

Marketplaces que têm recursos de pagamento integrados, são ideais para pequenos e médios varejistas que não contam com recursos para desenvolver seu próprio portal de comércio eletrônico.

Integrar produtos e serviços bancários para os clientes torna a jornada deles mais prazerosa e aumenta a fidelização, melhorando a percepção de valor da instituição. 

Como oferecer investimentos financeiros no e-commerce

À primeira vista, pode parecer complicado integrar uma plataforma de vendas online com investimentos financeiros. Mas o principal é ter seu marketplace funcionando na internet e contar com um parceiro que saiba como potencializar seu negócio.

Com mais de 17 anos de atuação no mercado financeiro e clientes como BTG Pactual, Itaú e Banco Daycoval, a Cedro oferece todos os recursos tecnológicos para levar sua loja virtual ao próximo nível da fintechzação.

No ecossistema da Cedro, seu cliente pode adquirir um produto em seu e-commerce e depois receber o cashback em uma carteira virtual (wallet) para usar como preferir. 

Por meio de APIs de investimentos, o cliente investe nas opções disponíveis e resgata seus lucros que podem ser reutilizados em sua loja com novas compras.  

Assim, a receita de sua loja aumenta e você ainda mantém seu consumidor fidelizado sem necessitar de novos investimentos com publicidade. E o principal, você e seu cliente terão muito mais conexão. 

Se você quer saber como aderir ao modelo de fintechzação e oferecer novos produtos para seu público usando a mais alta tecnologia, entre em contato com os especialistas da Cedro.

Deixe uma resposta