home Sem categoria [Infográfico] 6 passos para Design Thinking auxiliar equipes de TI

[Infográfico] 6 passos para Design Thinking auxiliar equipes de TI

Sua empresa já utilizou essa ferramenta para buscar soluções mais centrada nas pessoas? Design Thinking reforça a ideia do “Fail Fast, Succeed Faster” (falhe rapidamente para conquistar sucesso mais rapidamente).

A abordagem do Design Thinking está recebendo bastante destaque por ter um olhar mais estratégico, voltado para a inovação.

Em vez de se atentar às melhorias de processo e à tecnologia de maneira isolada, Design Thinking expande o foco para incluir a empatia com o usuário e incorporar o contexto empresarial.

Por isso, para mostrar que sua equipe de TI pode beneficiar dessa abordagem, listamos neste infográfico 6 passos para aplicação do Design Thinking ao seu projeto. Confira!

[Infográfico] 6 passos para Design Thinking auxiliar equipes de TI

 

1. Entendimento

Aplicado em um projeto de TI, essa etapa é utilizada para entender o problema, considerando as necessidades dos usuários e os requisitos básicos. Usuários ou público-alvo da solução devem ser chamados para contribuir com suas ideias e visão para ajudar a construir uma solução.

2. Investigação

Durante a etapa de pesquisa, a equipe deve construir, como resultados dessa fase, os arquétipos dos clientes, com suas necessidades, vontades e aspectos da vida – a persona.  Esta fase é essencial para que desenvolvedores possam entender como cada decisão influencia no surgimento de uma solução.

3. Criação

Nesta fase, é hora de escutar todas as ideias da equipe e dos usuário e registrar sem qualquer julgamento. Depois desse brainstorm, é preciso traduzir esse grande número de ideias, agrupando e selecionando-as, para tornar em um projeto viável.

4. Prototipação

É nesse momento que as ideias abstratas devem ser concretizadas, criando um produto mínimo viável (PMV). Com esse protótipo produzido, a equipe de TI deve testar a solução sob critérios técnicos de desempenho e também da usabilidade pelo público-alvo.

5. Métricas

Com os resultados do protótipo, está na hora de definir quais são as métricas e números importantes para medir o desempenho da solução. Esses valores podem variar de acordo com cada produto e quais necessidades atendem.

6. Aprendizado

Com a avaliação das métricas encontradas, é preciso considerar se os resultados são satisfatórios ou não. As equipes envolvidas, então, devem discutir os resultados e verificar o que pode ser modificado, melhorado ou incorporado para seguir com ou projeto ou corrigir o trajeto feito até então.

Gostou? Compartilhe:

Marco Tulio Barbosa Pires

Marco Tulio Barbosa Pires

Líder do time de UX/UI na Cedro Technologies. Trabalha com inovação e resolução de problemas na experiência do usuário em aplicações web e mobile, com foco no mercado financeiro. Fascinado por séries, tecnologia, inovação e user experience.