home Sem categoria Exemplos de uso WhatsApp Business API

Exemplos de uso WhatsApp Business API

O WhatsApp liberou o uso de suas APIs para que médias e grandes empresas possam integrar serviços em sua plataforma, automatizar atendimentos, criar Chatbots para atendimento automático e diversas outras funcionalidades. As possibilidades são infinitas e dependerá da criatividade de cada empresa e negócio. O produto para isto se chama WhatsApp Business API.

Conheça alguns exemplos práticos do porquê utilizar WhatsApp Business API:

  • Com o WhatsApp Business API você pode ter mais de um atendente utilizando ao mesmo tempo uma conta do WhatsApp. Para isto você precisa utilizar alguma plataforma, como o People.
  • Com o WhatsApp Business API você pode integrar e automatizar atendimentos, por exemplo: o seu cliente pode responder a uma pesquisa de satisfação após uma compra realizada;
  • Outros exemplos: Solicitar segunda via de boleto, solicitar nota fiscal de serviço, abrir chamado, solicitar serviços etc.

Como a API e a sua associação a alguma plataforma de Chatbot, como o People, você também poderá armazenar as conversas e os logs de interações para possíveis auditorias.

Exemplos de Chatbots

Uma das melhores formas de saber como poder utilizar esse serviço é conhecendo exemplos reais de onde ele está funcionando. É por isso que fizemos nossa lição de casa e trouxemos aqui muitos exemplos de onde estão sendo utilizados os chatbots em diversas partes do mundo.

Vamos começar no Brasil, com alguns bots no Facebook Messenger:

  • 99off Descontos: Bot que permite o usuário buscar por produtos.
  • Motoboy.com: A plataforma Motoboy.com conecta consumidores com motoboys.
  • Banco Original: Bot que permite aos usuários obter informações sobre cartões.
  • Movile: Dá informações sobre produtos, serviços.
  • Skol: Dá informações sobre festas que a Skol organiza no Rio de Janeiro.
  • Alice Seguros: Bot que funciona como um agente de seguros.
  • UOL Esporte: Bot do portal UOL com informações sobre esportes.
  • Mr. Enem: Bot que te ajuda a estudar para o Enem no Messenger.
  • Bula Bot: Bot que dá informações sobre remédios.
  • Rastreamento Bot: Bot para rastrear encomendas.
  • Radar: Bot que dá informações sobre a qualidade das operadoras de telefonia móvel.
  • Cacau Show: Bot que dá informações sobre os produtos Cacau Show.
  • Finanças Práticas: Bot lançado pela Visa que busca ajudar o usuário com finanças.
  • Satoshi Nakamoto: Bot criado para educar os usuários sobre Bitcoin e Blockchain.
  • Conselheira Prudence: Bot criado pela marca de preservativos.
  • Repost Bot: Esse bot te ajuda a salvar fotos do Instagram no seu celular.
  • Amigo Anônimo: Chatbot criado para auxiliar dependentes alcoólicos.
  • Seu Processo: Serviço público para o acompanhamento de processos na justiça.
  • GEBSAPrev: Bot da Cedro para previdência dos funcionários da General Electric.

Acompanhe as etapas para criar um chatbot

1 – Definir uma Plataforma para criar um Chatbot

Para se criar um Chatbot é preciso ter uma plataforma de Chatbots ou construir a tecnologia do zero. A Cedro Technologies é provedora do People. Para habilitar o seu acesso entre em contato com comercial@cedrotech.com ou pelo site do People

2 – Definir propósito para um Chatbot

Antes de tudo é importante saber o propósito do bot e como ele irá ajudar seus usuários. Vai resolver um problema real ou fazer diferença para o seu negócio?

3 – Identificar intenções (tópicos de assuntos)

Definido o propósito do seu bot, é hora de identificar os assuntos que ele precisa entender para ser capaz de responder de forma assertiva o usuário. Sua fala deve ser formal ou informal? Deverá armazenar quais informações do usuário? Quais serão as premissas de cada função do bot?

3 – Simular diálogos

É importante simular diálogos para cada tópico. Um que seguirá um fluxo principal e outro pensando em fluxos alternativos.

4 – Refinar navegação entre tópicos e definir profundidade

O próximo passo é mapear como o bot entenderá os tópicos (intenções) que você definiu na etapa anterior. O robô vai aprender com “frases exemplo” a identificar a intenção do usuário e responder ou direcioná-lo da melhor forma. É recomendada a utilização de uma ferramenta de linguagem natural que será treinada com várias frases para se aperfeiçoar. O LUIS da Microsoft é um exemplo. O LUIS é um dos principais serviços cognitivos utilizados na plataforma People.

5 – Mapear árvores de conversas

Com base nos tópicos definidos, intenções e frases de direcionamento, podemos mapear árvores de conversas.

6 – Mapear as origens de informações do Bot

É preciso identificar onde o bot consultará as informações para responder ao usuário. Será de um banco de dados, por exemplo?

7 – Definir canais para o seu Chatbot

Defina os canais pensando em quais serão mais estratégicos para o seu negócio. Facebook Messenger, Telegram, Whatsapp, blog, aplicativo, entre outros.

 

People – Quer implementar? Como criar um Chatbot?

Você pode construir uma aplicação do zero (e recomendamos neste caso o uso de tecnologias cognitivas da Microsoft, Google, IBM etc) ou pode acelerar o desenvolvimento do seu Chatbot com o People.

 

Gostou? Compartilhe:

Thiago Morais Felix Costa

Thiago Morais Felix Costa

Product Owner do PEOPLE na Cedro Technologies.