home Sem categoria Desvendando a importância de testes UI/UX para um projeto de sucesso

Desvendando a importância de testes UI/UX para um projeto de sucesso

Independentemente do projeto de transformação digital no qual você esteja trabalhando, é preciso entender a importância de testes de forma geral, inclusive em APIs. Dentre tantos tipos que podem ser aplicados, um deles é fundamental: o teste de experiência, também conhecido como teste de UI/UX.  

Em tese, trata-se de dois processos distintos, que se complementam. UI é sigla para user interface, ou seja, interface do usuário. Já UX significa user experience — experiência do usuário, em português.

Neste artigo, vamos conhecer ambos os conceitos e como esses termos se encaixam na importância de testes. Continue a leitura e entenda!

O que é o teste de interface do usuário?

O teste de interface do usuário (UI) serve para garantir que todos os itens de uma tela funcionem adequadamente, analisando a interação de um aplicativo, site ou programa com o usuário final.

Aqui, vemos os elementos que permitem o bom uso da solução, como barra de ferramentas, botões, etiquetas, cores, fontes e tamanhos. O teste de UI inclui quatro critérios específicos: facilidade de uso, consistência e lógica, acessibilidade e compatibilidade.

Eles podem ser usados para responder a três questões importantes. Todas as características do software testado são claras e fáceis de usar? O usuário pode navegar pelo aplicativo sem experienciar erros e mau funcionamento? E a interface é capaz de guiá-lo a fazer as melhores decisões?

Os testes de UI são indicados para todo e qualquer estágio do desenvolvimento de uma solução. Isso ajuda a repensar o design e realizar pequenos ajustes que podem ter grande impacto lá na frente, além de proporcionar feedbacks valiosos para aperfeiçoamento e inovação da solução.

A importância de testes de UI

A aplicação de testes de UI durante o desenvolvimento do projeto tem sua importância percebida em várias frentes, a começar pelos custos de uma solução. Quando a falta de um simples botão é percebida nos estágios iniciais, isso evita o gasto de recursos para resolver bugs, que podem ser elevados, principalmente após o lançamento de mercado.

Além disso, nada se destaca mais para o usuário do que os problemas ao usar uma solução, independentemente de quão grandiosa ela seja. São as dificuldades da tecnologia que ficam na memória e, efetivamente, são responsáveis pelos feedbacks negativos que são gerados.

Para garantir um processo eficiente de testes de UI, há parâmetros básicos a serem checados:

  • tipo e tamanho da fonte;
  • cores;
  • estilos de ícones;
  • inconsistências visuais;
  • campos obrigatórios;
  • erros de tipo de dados;
  • largura dos campos;
  • instruções na tela;
  • indicadores de progresso;
  • confirmações de ação;
  • listas suspensas;
  • mensagens de erro;
  • atalhos.

Conheça as principais ferramentas de testes de UI

O processo, em tese, exige que uma pessoa execute um conjunto de operações para garantir que a aplicação funcione e os gráficos estejam de acordo com as expectativas. Porém, é possível utilizar ferramentas de automação para garantir velocidade e qualidade nos testes.

Entre as indicadas, estão as seguintes:

Além delas, também existem extensões de navegador e sites que ajudam a realizar os testes de UI, bem como identificar elementos. Nesse caso, temos as seguintes opções como exemplo:

O que é teste de UX?

O teste de experiência do usuário (UX) é uma forma de avaliar os aspectos relacionados à interação do projeto e seus elementos com o público-alvo. Há vários detalhes que precisam ser observados para que a solução tenha sucesso nesse sentido.

Para começar, a navegação na tela não pode ter elementos complicados ou confusos. As informações precisam estar bem visíveis e claras, de fácil acesso para o usuário. Além disso, as funções devem atender as necessidades e o processo de colocação dos pedidos deve ser fácil.

Para que o processo de aplicação dos testes de UX tenha sucesso, ele pode ser feito tanto de forma manual como por ferramentas de automação. Porém, cada caso tem as suas indicações.

No teste manual, é importante contar com profissionais já experientes em produtos similares, que possam aplicar seus conhecimentos com um bom senso comum. Eles saberão identificar a posição correta dos elementos, as melhores cores e como cada item deve se comportar.

Já nos testes de UX por automação, a equipe de desenvolvimento precisa utilizar ferramentas adequadas que possam prever os comportamentos do usuário diante da solução. São ferramentas capazes de analisar o registro de atividades de tela, mapas de calor, questionários de avaliação e até os produtos da concorrência.

Detalhes que precisam ser prioridade em qualquer teste de UX são a clicabilidade, cores, redirecionamentos e facilidade de compreensão dos elementos. Entre os elementos, devem ser verificados:

  • navegação de todo o site;
  • cabeçalho;
  • rodapé;
  • botões e call-to-actions;
  • links;
  • carrosséis;
  • formatação;
  • formulários;
  • mensagens informativas e de erros;
  • elementos adicionais, como botões de voltar ao topo e de ajuda;
  • versão mobile.

A importância de testes UX

De nada adianta ter uma solução ou plataforma inovadora com as melhores tecnologias, como inteligência artificial ou chatbots, se as funções não responderem adequadamente. Uma loja virtual, por exemplo, pode ter a mais variada gama de produtos, mas se o botão de comprar estiver com bug, o resultado final não ocorrerá. Nem o usuário fará sua compra e nem o prestador terá seus lucros.

Nesse contexto, fica nítida a importância de testes de UX. Sem uma boa experiência, o usuário não consegue aproveitar o potencial da plataforma, resultando em feedback negativo para o negócio e baixa nos resultados. Pior ainda, isso pode afetar a reputação de uma empresa.

Os testes de UX ajudam a identificar os problemas antes que a solução seja disponibilizada para uso, permitindo que os erros sejam corrigidos antes de causarem prejuízos. Eles podem ser realizados em qualquer etapa do desenvolvimento, principalmente se a intenção for adicionar novos features em um produto já lançado.

Conheça as melhores ferramentas para testes de UX

A automação do processo ajuda a efetivar a importância de testes de UX. Para isso, a equipe pode contar com ferramentas específicas para cada função. A seguir, separamos alguns exemplos para auxiliar no seu projeto:

  • GTmetrix — cria um relatório final e oferece recomendações para resolver os problemas;
  • Optimizely — ajuda a definir as condições que aumentam a renda, o registro, os downloads;
  • Crazy Egg — apresenta mapas de calor que mostram como os visitantes interagem na tela;
  • Zurb — ajuda a entender se o design é amigável aos usuários e quais são os destaques na interação;
  • BrowserShots — permite fazer capturas de tela em diferentes sistemas operacionais e navegadores;
  • UXPunk — permite entender a melhor hierarquia do conteúdo e as páginas mais importantes de um seu site.

Com este artigo, buscamos mostrar a importância de testes de UI e UX para o processo de desenvolvimento de uma solução, seja um site, aplicativo, plataforma ou software. No geral, são estratégias capazes de resolver problemas e evitar prejuízos nos negócios de uma empresa. Agora que você já entendeu por que deve investir nessa ideia, que tal conhecer as tendências em testes de software para 2020?

 

Gostou? Compartilhe:

Marco Tulio Barbosa Pires

Marco Tulio Barbosa Pires

Líder do time de UX/UI na Cedro Technologies. Trabalha com inovação e resolução de problemas na experiência do usuário em aplicações web e mobile, com foco no mercado financeiro. Fascinado por séries, tecnologia, inovação e user experience.