home Sem categoria Diferenças entre UX, UI e Visual Design

Diferenças entre UX, UI e Visual Design

User Experience é uma área que está conquistando mais espaço e trazendo uma revolução para o processo de transformação digital no mercado financeiro. No entanto, muitos termos aparecem relacionados na área de Design e podem gerar confusão. UX, UI e Visual Design, por exemplo, possuem muitas semelhanças e proximidades e é preciso reconhecer as diferenças nas suas aplicações e entender a variedade nas suas intenções.

Muito embora apresentem conceitos muito próximos, cada um deles oferece diferentes níveis de valor para um projeto. Neste artigo, vamos apresentar o que é cada um desses termos e quais são as diferenças entre eles. Confira!

User Experience

Experiência do Usuário (UX) ainda é um tema que precisa ser mais explorado em diversas instituições financeiras. É uma área que desenvolve soluções pensando em todo o processo de interação do usuário, seja em produtos digitais ou não. A principal tarefa é lidar com as experiências dos usuários, exclusivamente na relação desses com o produto ou serviço.

Muito mais do que focar na aparência, é preciso considerar todos os aspectos que envolvem a experiência do usuário: comportamentos, emoções, preferências, crenças, percepções, respostas físicas e psicológicas. A meta do UX Design é tornar sua experiência mais amigável, natural e simples.

Além disso, UX está alinhado ao core business, verificando se as entregas atendem às necessidades e aos objetivos da empresa. Em suma, User Experience entrega uma solução que visa atender o usuário gerando experiências positivas e conciliando o que a empresa pode oferecer, ajustando essas duas condicionais.

Com uma abordagem muito mais científica do que artística, ainda não há um consenso claro entre os pesquisadores e profissionais da área sobre os limites do conceito. Essa etapa inicial do processo, com mais pesquisas e definições, também pode ser nomeada como UX Research. No entanto, mais do que a nomenclatura, UX deve ser o mindset que guia a interação com o cliente, não somente interfaces digitais, mas em todos os processos da empresa.

UX pode ser entendido como um termo guarda-chuva para todos os processos envolvidos (inclusive User Interface e Visual Design), no entanto, os profissionais que trabalham esses processos individualmente não necessariamente estão se orientando pelo foco na experiência do usuário.

User Interface

Já a Interface do Usuário (UI) é responsável por criar, planejar e elaborar a forma como um usuário interage e controla determinado projeto, que pode ser um aplicativo, um software, um site, um produto, entre outros.

Portanto, a função de UI é criar essa interface, a forma como o usuário irá acessar e interagir com determinada solução. Um projeto de User Interface bem sucedido é aquele que consegue antecipar as necessidades de utilização do cliente. Portanto, ela deve ser simples de aprender e fácil de usar.

Essa etapa se refere, inicialmente, ao desenvolvimento dos protótipos – o desenho de toda a jornada de interação entre o usuário e o sistema. UI Design é responsável, portanto, da camada mais prática do projeto, pois o usuário irá utilizar a interface diretamente.

O profissional que desenvolve a interface de uma solução pode não estar considerando a experiência do usuário como norteador do processo.

No entanto, quando UI é entendido como umas das etapas de UX, todo o trabalho de pesquisa e definições de público, de mercado, de stakeholders, de funcionalidades, de interesses, entre tantas outras informações definidas pelo trabalho de User Experience, direciona o desenvolvimento de uma interface.

Visual Design

Pode até parecer que Visual Design, diante de UX e UI, é um trabalho mais simples; mas não é. Essa etapa é responsável por “deixar o projeto mais bonito”. Simplificando, a premissa é moldar a aparência de uma interface, trazendo aspectos e elementos visuais, de um ponto muito mais artístico do que científico.

O trabalho de Visual Design faz a escolha de cores, fontes, imagens, blocos de textos, ícones, traços, formatos, espaços positivos e negativos, entre diversos outros aspectos.

Visual Design pode até funcionar em alguns aspectos sem estar atrelado ao trabalho de UX. No entanto, a expectativa é que a “beleza” tenha muito mais prioridade do que a “usabilidade”.

Quando associado a UX e UI, a ideia é melhorar a experiência do usuário utilizando os elementos visuais. Esses elementos são aplicados considerando o trabalho mais “cientificamente” embasado de User Experience, ajudando a aprimorar os resultados de interação, envolvendo o usuário para aumentar sua confiança e interesse na solução apresentada pela interface. Por isso, é importante considerar como elementos visuais são recebidos pelo público-alvo.

Conte com um parceiro especializado em UX

Como vimos ao longo deste artigo, mesmo estando intrinsecamente associados, User Experience, User Interface e Visual Design são etapas diferentes que podem ser aplicadas de maneiras diversas e variam nas suas intenções. Ainda assim, podem ser utilizados em conjunto, aplicando as diretrizes do projeto e conciliando seus objetivos.

Na Cedro Technologies, temos uma equipe de UX especializada no mercado financeiro que pode desenvolver projetos de qualidade, com amplo conhecimento das técnicas, métodos, tendências e ferramentas para construir a melhor experiência do usuário. Nossos profissionais já atenderam e atendem diversas instituições financeiras brasileiras e possuem expertise consolidada sobre o setor.

Quer aplicar esses processos no desenvolvimento de uma solução do seu negócio? Entre em contato conosco!

Gostou? Compartilhe:

Gabriel Rodrigues Alves Santos

Gabriel Rodrigues Alves Santos

Analista de Marketing Jr na Cedro Technologies. Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).