home Sem categoria DevOpsTesting, conheça essa nova tendência!

DevOpsTesting, conheça essa nova tendência!

Muito se ouve falar do termo DevOpsTesting, mas você sabe do que se trata essa nova tendência do mercado de Qualidade de Software?

Para falar sobre este assunto precisamos partir do começo, veja então o que é DevOps:

O termo DevOps deriva da junção de duas palavras: “development” (desenvolvimento) e “operations” (operações). É, então, uma prática de engenharia de software que busca unificar o desenvolvimento de software (Dev) e a operação de software (Ops). A principal característica do movimento DevOps é defender o fortalecimento da automação e monitoramento em todas as fases da construção do software, da integração, teste, liberação para implantação e gerenciamento de infraestrutura. DevOps, portanto, pretende fornecer, em ciclos de desenvolvimento menores, frequência de implantação aumentada, liberações mais seguras, em alinhamento próximo com os objetivos de negócio.

Conhecendo o significado de DevOps podemos resumir que esse novo modelo busca simplificar etapas como:

  • Desenvolvimento de processos;
  • Integração entre as áreas;
  • Oferta de maior qualidade nas entregas;
  • Redução do tempo de resposta ao cliente.

Pilares da cultura DevOps

A cultura Devops se sustenta em 3 pilares: a Integração Contínua, a Entrega Contínua e a Implantação Contínua. A seguir, podemos conferir melhor cada um deles, veja:

  • Integração Contínua (Continuous Integration)

É uma prática de desenvolvimento de software onde os desenvolvedores, com frequência, unem as suas alterações de código em um repositório central onde são aplicados os testes automatizados antes do deploy da aplicação.

  • Entrega Contínua (Continuous Delivery)

É um conjunto de práticas que possui como objetivo garantir que um novo código desenvolvido está apto para ser disponibilizado em ambiente de produção.

  • Implantação Contínua (Continuous Deployment)

A cada nova alteração enviada ao repositório é iniciado automaticamente um processo automático que envia as mudanças para o ambiente desejado.

DevOpsTesting

Agora que já entendemos o que é DevOps vamos falar sobre DevOpsTesting  e o desafio de criar um ambiente de teste contínuo.

A ideia do DevOpsTesting surge a partir da necessidade de enviar um feedback rápido sobre as mudanças em um software.

No processo tradicional o código passa do desenvolvimento para o teste e então é enviado para produção. Caso seja aprovado pela equipe de qualidade, caso contrário o código volta para o desenvolvimento a fim de resolver os bugs encontrados, sendo esse um processo mais lento e menos confiável.

No DevOpsTesting, o teste se torna parte do desenvolvimento. Assim, a equipe de QA é parte da equipe de transposições multifuncionais. O teste manual e o teste automatizado acontecem em toda a tubulação de entregas a fim de que toda mudança seja tratada como um potencial candidato a liberação mantendo um prazo mais curto entre as validações e as liberações para produção.

Uma dica para aplicar o DevOpsTesting é criar um esqueleto onde temos uma única unidade de testes unitários e uma única unidade de testes de aceitação. A a medida que avançamos, podemos criar mais testes buscando cobrir toda a tubulação de entrega.

Boas práticas do DevOpsTesting

Para finalizar reunimos aqui algumas boas práticas do DevOpsTesting, confira:

  • Automatize os procedimentos de teste e as fases na maior extensão possível;
  • Separe os testes em conjuntos para ter teste mais fáceis e rápidos (essa boa prática permite ao desenvolvedor executar de forma rápida testes de unidade enquanto testes de integração são executados em servidores de compilação);
  • Registre extensivamente os resultados obtidos em seus testes;
  • Busque sempre testar com antecedência e frequência.

Aplicando a cultura de DevOpsTesting em nossos processos de desenvolvimento, estaremos buscando por entregas com cada vez mais qualidade.

Gostou? Compartilhe:

Elisabeth Mamede

Elisabeth Mamede

Analista de Testes, formada em Sistemas de Informação com certificação Internacional em Qualidade e Teste Software (CTFL/BSTQB). Entusiasta de novas tecnologias e comunidades como o GDG Uberlândia.