home Sem categoria DevOps nem sempre é indicado: saiba quando adotá-lo na sua empresa

DevOps nem sempre é indicado: saiba quando adotá-lo na sua empresa

O DevOps é uma cultura metodológica que surgiu para resolver uma série de problemas e questões no ambiente de desenvolvimento, envolvendo ainda outros elementos e atividades da área de TI. Trata-se de um conjunto de boas práticas que ajudam a dar mais velocidade nas entregas em aspecto colaborativo, pensando em como levar mais qualidade ao desenvolvimento de software de acordo com a infraestrutura de alocação do código.

Os benefícios para as organizações são tão importantes que, atualmente, a maioria das empresas de tecnologia utilizam essa cultura na produção de soluções digitais. Não só as práticas ajudam a valorizar as atividades e os profissionais, mas tornam todo o processo e a estrutura de desenvolvimento mais ágeis e eficientes.

As empresas que aplicam DevOps se deparam com entregas e integrações contínuas, com a facilidade de ter as atualizações e adições do código enviadas automaticamente para o repositório central. Entre outros fatores, isso leva a um ciclo de desenvolvimento mais curto, que, por sua vez, favorece a qualidade dos produtos e a redução de custos.

A metodologia permite também que as equipes trabalhem em um ecossistema de operação estável, integrando-se melhor nas atividades e cooperando entre si. Todos esses benefícios podem ser associados a uma ou mais ferramenta de DevOps, mas é preciso entender quando, de fato, o modelo pode ser aplicado.

Descubra neste artigo os riscos e os cuidados para evitar uma má implementação.

Problemas que podem surgir na implementação

Quando uma empresa passa a adotar o DevOps em seu ecossistema de desenvolvimento, há custos iniciais que parecem valer a pena. Contrata-se um engenheiro de DevOps para fazer toda a implementação necessária, selecionando as ferramentas adequadas para os projetos, mas nem sempre o resultado sai como o esperado.

Depois de meses, pode-se observar o mesmo padrão de qualidade e entrega no trabalho da equipe, refletindo pouco ou nenhuma diferença em relação a antes da aplicação do DevOps. E os esforços para que a estratégia funcione passa a se tornar colossal, com investimentos cada vez maiores na implementação.

Esse cenário revela certa inconsistência. Afinal, com tantas vantagens do DevOps, por que não se vê uma melhora no processo de desenvolvimento? Muitos podem ser os motivos, como a complexidade do projeto ou a seleção das ferramentas.

Um dos motivos pelo qual a implementação pode falhar é a falsa noção dos gestores sobre o que de fato é a metodologia. Encará-la somente como a aplicação de ferramentas, como inteligência artificial, para a automação de processos é um dos principais erros a serem tomados.

O sucesso do DevOps não se faz somente com a adoção de tecnologias. Para implementá-lo de fato, é necessário conhecer seus reais benefícios e saber reconhecer se eles estão alinhados com as necessidades da sua empresa.

Se a sua ideia é realizar essa ação somente a partir de artigos e vídeos pela internet e/ou implementando ferramentas, muito provavelmente a estratégia vai falhar e você não verá bons resultados.

Alguns riscos que você corre é ver a produtividade diminuir e os custos aumentarem, tornar o processo dependente de ferramentas ineficazes e que podem inclusive gerar problemas nas atualizações, além de chegar a sistemas com experiência do usuário de baixa qualidade.

Quando a implementação de DevOps não é indicada?

Os riscos estão atrelados à noção de que o DevOps exige uma mudança nos processos. Como parte de uma nova cultura, a metodologia pode ser aceita por quem participa dos projetos, levando ao sucesso, ou pode ser rejeitada, deturpada e até minada, levando ao fracasso.

No segundo caso, torna-se mais fácil apontar dedos em vez de realmente entender a real questão de por que a estratégia não funcionou. Mas como identificar as causas antes de perder tempo com a implementação de fato? Confira a seguir alguns contextos em que é a metodologia não é indicada.

Falta de conhecimento e cultura inadequada

Muitas vezes, é por falhar em entender o conceito de DevOps ou em focar nas integração das pessoas à nova cultura.

Será que a equipe está pronta para eliminar o trabalho manual? Será que os esforços realmente ajudarão a acelerar os testes e implementações das operações? Ou será que a equipe terá dificuldades em lidar com a automação? O conhecimento tem papel crucial para que todas as mudanças não atrapalhem a produtividade.

Assim, é importante verificar se há espaço para aplicar a cultura do DevOps ou se, pelo menos, é possível adaptar gradativamente a receptividade.

Foco no desenvolvimento de produtos

Quando as soluções estão em constante desenvolvimento, são frequentes as atualizações e o lançamento de novas funcionalidades. O problema para adotar o DevOps surge quando falamos em pequenas e médias empresas.

As equipes trabalham com recursos limitados, tendo que se preocupar com questões relacionadas a outras operações. Dessa maneira, as atividades se tornam prejudicadas, podendo ter atrasos para resolver questões como atualizações e substituições de ferramentas.

Criação de um departamento DevOps

Um erro para quem escolhe trabalhar com DevOps é criar um departamento para administrar as estratégias e a infraestrutura relacionada. Muitas empresas decidem fazer isso sem reavaliar toda a sua estrutura, o que pode causar uma falha nos processos.

Indo além, esse contexto foge dos princípios da metodologia, porque a ideia não é ter um departamento controlando as equipes e as forçando a trabalhar em conjunto, mas focar nos próprios processos para melhorar a produtividade.

Assim sendo, a criação de um novo departamento tende a seguir na contramão, uma vez que só adiciona uma nova etapa nos trabalhos, com pessoas a mais para validar as ações. Se a sua ideia ao apostar em DevOps é criar um ambiente de inovação, você pode apostar em um fluxo de produção mais linear, sem hierarquias.

Sincronização do DevOps com outras estruturas

Empresas que ainda pensam em manter estruturas antigas devem repensar a ideia de implementar o DevOps, principalmente se seus processos funcionam como estão. A inclusão de uma nova metodologia geralmente causa um choque na cultura, demandando esforços para a adaptação.

Seguindo esse contexto, em vez de optar por mudar os sistemas, as empresas muitas vezes optam por criar uma cultura híbrida, o que não é errado, dependendo do planejamento. Porém, manter uma estrutura antiga pode atrapalhar a implementação do DevOps.

Se a sua empresa se encaixa em algum dos casos acimas, a nossa recomendação é clara: esqueça o DevOps. Em vez de gerar melhores resultados, as chances de apenas desperdiçar tempo e dinheiro são grandes. 

Vale a pena entender mais sobre outros tipos de culturas e metodologias para ver o que funciona melhor para as suas equipes. Que tal entender o que são as Metodologias Ágeis e descubra se elas se encaixam no seu negócio?

Gostou? Compartilhe: