home Sem categoria Conheça exemplos da Inteligência Artificial na indústria financeira

Conheça exemplos da Inteligência Artificial na indústria financeira

A indústria financeira, principalmente os bancos, está cada vez mais acreditando na Inteligência Artificial para avançar na transformação digital

Neste texto vamos mostrar casos reais de instituições que já estão levando a sério a TI para o mercado financeiro, acreditando no potencial dos serviços cognitivos. E vamos também traçar  o caminho para quem ainda não começou. 

Continue a leitura!

Casos de sucesso

As instituições bancárias que são capazes de chamar a atenção do cliente,  mantendo-o cada vez mais perto, têm mais chances de sair na frente quando o assunto é transformação digital. E, para se destacar em um mercado tão competitivo, nada melhor do que utilizar as mais avançadas tecnologias como as plataformas conversacionais. 

Conheça, abaixo, quem já faz a diferença:

Itaú

Para levar dicas casuais aos clientes sobre como economizar, angariar fundos e investir corretamente seu dinheiro, o Itaú lançou o chatbot Alaor no Messenger do Facebook. Depois de começar a conversa, ele oferece várias opções como: comer bem gastando pouco, transporte mais barato, realizar sonhos e grana extra.

Com base na escolha do cliente, o chatbot exibe vídeos com histórias de correntistas Itaú. Para concluir, o Alaor ainda pode encaminhar o cliente para conversar com um atendente da central de atendimento e receber mais dicas e orientações sobre investimentos.

Bradesco

Por meio de  uma campanha massiva em todos os meios de comunicação, o Bradesco lançou a BIA, acrônimo de Bradesco Inteligência Artificial. Chatbot desenvolvido para oferecer atendimento imediato às respostas dos clientes, a BIA tem como missão solucionar dúvidas e problemas comuns dos clientes da forma mais natural possível, facilitando a experiência de uso. 

Recentemente ela também foi disponibilizada no Apple Business Chat, sistema que permite que usuários se comuniquem com o banco através do aplicativo Mensagens, exclusivo para dispositivos Apple, como iPhones e iPads.

Wells Fargo

O chatbot do Wells Fargo usa inteligência artificial e o Facebook Messenger para responder aos clientes perguntas como quanto dinheiro eles têm em suas contas e onde fica o caixa eletrônico mais próximo. 

O desenvolvimento de chatbots e outros sistemas de inteligência artificial se tornou uma das  prioridades da instituição nos últimos anos. Para a instituição é crítico ser a primeira opção dos millennials, por exemplo.

JPMorgan Chase

Ao contrário de muitos dos chatbots introduzidos no setor bancário até agora, o JPMorgan Chase está utilizando bots para otimizar suas operações de back-office. O banco lançou o COIN para analisar contratos complexos de maneira mais rápida e eficiente do que advogados humanos. 

O chatbot também usa a tecnologia para analisar mensagens para funcionários, permitir acesso a sistemas e lidar com solicitações básicas de TI, como redefinição de senhas. 

Inteligência Artificial na prática

O setor de serviços financeiros está investindo pesado em Inteligência Artificial. Somente os bancos, por exemplo, devem gastar US$ 5,6 bilhões em apenas em 2019 segundo o IDC, perdendo apenas para o setor varejista.

Se sua instituição ainda não colocou em prática um projeto de IA saiba que não há tempo a perder.  Ao criar uma equipe de desenvolvimento e implantação a IA, é preciso primeiro ter clareza sobre os objetivos de negócios. 

Um relatório da Deloitte apontou o principal ponto de discórdia para as empresas que trabalham em projetos de Inteligência Artificial e transformação digital. Eles incluem: sistemas legados que não se comunicam, dificuldade em encontrar desenvolvedores e programadores de IA  e falta de entendimento sobre o que a IA pode – e não pode – fazer.

A Deloitte também observou que a IA não deve ser desenvolvida sozinha, mas sim deve estar entrelaçada com o desenvolvimento de outras tecnologias, como blockchain e computação quântica.

Juntas elas serão capazes de:

  • Detectar padrões para reconhecer irregularidades ou regularidades nos dados; 
  • Prever e determinar a probabilidade de eventos futuros; 
  • Personalizar e gerar regras a partir de necessidades específicas;
  • Definir políticas de compliance;
  • Tomar melhores decisões para a instituição e para o cliente.

Conte com a ajuda de um parceiro especializado

Você sabe o quanto é difícil tocar internamente um projeto tão importante como o de transformação digital. Já pensou em dividir esse ‘fardo’? A Cedro Technologies é uma empresa especializada em desenvolver soluções de TI para o mercado financeiro.

O People é uma plataforma omnichannel de atendimento capaz de automatizar o atendimento ao cliente. Sua empresa será capaz de responder dúvidas rapidamente, deixando a equipe à disposição para outras atividades. Tudo isso 24 horas por dia, 7 dias por semana.

O chatbot pode inclusive ser personalizado com Inteligência Artificial. De maneira fácil seu time será capaz de programar, treinar e otimizar o bot com a ‘cara’ da instituição, utilizando linguagem natural.

Já o Data Engine é a solução ideal para ter acesso a todas as informações de qualquer pessoa em único lugar, integrando sistemas e automatizando processos. A solução é capaz de consultar diversas fontes para verificar dados cadastrais, restrições de crédito ou de cadastro, mídia negativa, e-mail, endereços, telefones, protestos e negativações, entre dezenas de outras informações. 

Esse software também é equipado com uma API face match, que compara se a pessoa é a mesma em duas imagens diferentes. O recurso possibilita:

  • OCR para extração de dados (CNH ou RG);
  • OCR para extração de dados e validação de dados próprios. Ou seja, você valida um dado se ele está ou não dentro da extração do OCR.

Gostou do conteúdo? Então conheça agora mesmo o People e o Data Engine!

Gostou? Compartilhe:

Letícia Barcelos

Letícia Barcelos

Formada em Sistemas de Informação e Product Owner do PEOPLE na Cedro Technologies, entusiasta de novas tecnologias.