home Sem categoria Como uma infraestrutura híbrida aumenta a velocidade da TI

Como uma infraestrutura híbrida aumenta a velocidade da TI

Na economia atual, o sucesso dos departamentos de TI depende frequentemente da habilidade de transformar ideias em aplicações e serviços inovadores de forma mais rápida que a concorrência. É um grande desafio, dada a rigidez e a complexidade de muitos data centers. Logo, não surpreende que empresas de todos os tamanhos estejam buscando uma infraestrutura mais rápida, mais simples e mais flexível.

A busca é complicada pela necessidade de apoiar dois modelos separados e conflitantes. Primeiro, existem as aplicações tradicionais críticas ao negócio – planejamento de recursos, processamento online de transações, bases de dados – com contratos de serviço e objetivos definidos em torno da confiança e da estabilidade. Essas aplicações de negócio normalmente consomem a maior parte do orçamento de TI. A missão da TI é reduzir o custo e a complexidade operacionais da empresa, aumentando a sua eficiência e, por conseguinte, mantê-la funcionando.

Segundo, há uma nova geração de aplicativos mobile baseados em nuvem que aumentam a velocidade do negócio na própria nuvem. Esses geram um novo conjunto de demandas de TI que focam em torno da velocidade e do rendimento, agregando complexidade aos ambientes de TI que já sofrem com plataformas de hardware para linhas de atividade específicas, silos de recursos e processos divergentes.

Vários empresários são agnósticos quanto à tecnologia, estando perfeitamente felizes em recorrer a fornecedores externos de infraestrutura como serviço se a TI não puder atender às suas necessidades. Então, qual é a solução?

Opte pela solução híbrida que melhor atender às suas necessidades

Seu negócio está buscando a conveniência e a velocidade da nuvem pública – coisas que você será pressionado a oferecer via mudanças incrementais. Então, por que não permitir o acesso dos usuários à nuvem pública? Bem, com a nuvem, você ganha conveniência e velocidade, apesar de perder algum controle sobre risco e custo. Nem todos as atividades são adequadas para a nuvem; aplicações que processam dados financeiros, por exemplo, não são apropriadas para ela. Muitos negócios preocupados com compliance e segurança de dados estão receosos em recorrer à nuvem.

Uma alternativa robusta a essa abordagem híbrida – entrega o mix correto de nuvem pública, nuvem privada e TI tradicional em uma infraestrutura mista controlada por uma simples interface administrativa. Essa abordagem reconhece que existe um plataforma “adequada” para todo tipo de atividade, dependendo de desempenho, custo, e requerimentos de risco.

Empresas que buscam migrar para um modelo híbrido deveriam considerar essas tecnologias:

Infraestrutura Hiperconvergente (HCI) – esses sistemas centralizam capacidades de computação, armazenagem, redes e virtualização em uma única aplicação. Uma camada gerencial de software significa que sistemas hiperconvergentes podem ser implementados rapidamente, sendo fáceis de usar no monitoramento e na gestão empresarial. Soluções hiperconvergentes são especialmente adequadas para filiais e escritórios remotos, bem como para casos de virtualização de clientes e nuvens privadas. Embora alguns sistemas hiperconvergentes requeiram uma infraestrutura diferente para aplicações físicas e redes de área de armazenamento – o que implica a existência de silos administrativos associados a esses sistemas – não é o caso com o Hewlett Packard Enterprise Hyper Converged systems.

Infraestrutura composta (HPE) – essa nova categoria de infraestrutura elimina silos de recursos ao tornar a computação, a armazenagem e a rede em pools de recursos que podem ser provisionados sob demanda para as necessidades de uma atividade específica e, posteriormente, devolvidos ao pool quando não mais necessários. A infraestrutura composta entrega programabilidade via inteligência definida por software que governa todos os recursos. Um API unificado permite-lhe prover hardware e aplicações com uma simples linha de código.

Desenvolvedores DevOps podem alavancar um API unificado para “compor” a infraestrutura como código, provisionando uma plataforma totalmente automatizada, permitindo uso de estruturas físicas, virtuais, containeirizadas ou metal bare sob demanda do pool de recursos. Uma infraestrutura composta pode reduzir o tempo necessário para o uso de novos artigos de computação, armazenagem e redes de dias ou semanas para minutos. Você pode aprender mais aqui. HPE Synergy, Hewlett Packard Enterprise’s first instantiation of composable infrastructure, here.

O segredo da velocidade

Infraestrutura híbrida é a nova realidade da TI oferecendo uma ponte efetiva entre a TI tradicional e o negócio digital. A estratégia correta para conceder à sua equipe a habilidade para mudar na velocidade dos negócios, em vez de se esforçar só para manter as coisas andando.

Artigo traduzido a partir da publicação original: How hybrid infrastructure fuels IT velocity

Autores: Mark Potter

Gostou? Compartilhe:

Equipe Cedro

Equipe Cedro

Empresa focada em tecnologia e referência em inovação para o mercado financeiro e em soluções de TI e mobile.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *