home Sem categoria Como os bancos podem atrair a geração millennial

Como os bancos podem atrair a geração millennial

A transformação digital está mudando a vida das pessoas também na hora de fazer compras. A geração millennial, por exemplo, está transformando completamente a maneira de se consumir hoje. 

Também conhecidos como a geração Y, esses consumidores – jovens entre 18 e 35 anos – impactaram a forma de a sociedade consumir. Segundo estudo da Millennial Marketing, 80% dos millennials querem que as marcas os entretenham, 40% querem participar ou cocriar produtos e marcas. Além disso, 70% precisam compartilhar feedbacks com empresas após uma boa ou má experiência.

Dados como esses não podem ser ignorados pelas empresas que querem expandir seus negócio para este público. E para as instituições bancárias, que estão buscando se atualizar para acompanhar o ritmo de seus clientes, é importante saber como agir com esse tipo de consumidor. Acompanhe!

A importância dos millennials para setor bancário 

A maioria da geração millennial que trabalha ou estuda, além de ser engajada em causas sociais e ambientais, segundo levantamento da startup de pesquisas MindMiners, deve atingir seu auge em 2020. 

O estilo de vida desses jovens é completamente diferente do de seus pais. Eles abandonaram o consumismo e preferem viver experiências, em vez de comprar cada vez mais e acumular bens. Para a geração millennial, o essencial é ter dinheiro para viver uma vida confortável, sem exageros, mas cheia de significado.

Acontece que o modo de se relacionar com as instituições bancárias destes jovens é bem diferente das outras gerações. Eles estão muito mais conectados e preferem concluir suas transações por meio de dispositivos ligados à internet, em qualquer hora e local.

Porém, 34% desses jovens se mostram insatisfeitos com a situação financeira atual e mais de 60% têm dívidas. Além disso, apenas 24% demonstram conhecimentos básicos em finanças, enquanto 8% têm alto grau de conhecimento financeiro.

De acordo com a administradora de cartões Visa, a geração do milênio é muito valiosa para os emissores, pois eles usam cartões para muitas transações. Para 33%, o débito representa a maior parcela das transações entre todos os outros métodos de pagamento.

A maior parte de aberturas de conta corrente (69%) ocorre antes da faculdade. Ou seja, os relacionamentos bancários começam cedo, o que pode indicar uma boa oportunidade de capturar um cliente ainda no início da sua vida financeira. 

Os bancos estão preparados? 

Enquanto 35% dos bancos latino-americanos sabem que não atendem as necessidades desta geração, outros 71% admitem que têm dificuldade em se adaptar rapidamente aos avanços tecnológicos, de acordo com estudo realizado pelo programa GMix da Universidade de Stanford e Technisys

No entanto, nos próximos anos, essa faixa etária será a principal fonte de consumidores e mão de obra.

Não é estranho que a geração millennial demonstre ceticismo em relação aos bancos. Além de ter atingido a maioridade na crise financeira de 2008, esta geração tem sido ignorada pelas estratégias tradicionais de marketing e produtos bancários. 

Se os bancos falham em atender este público com mensagens personalizadas e diferenciadas, não é de admirar que a lealdade à marca seja baixa. 

Apesar da situação atual, os bancos que desejam investir em produtos, serviços e canais de marketing oferecem oportunidades para encantar e envolver seus públicos-alvo do milênio. 

A geração millennial desconfia dos bancos

De acordo com o estudo Millennial Disruption Index, 71% dos millennials nos Estados Unidos preferem ir ao dentista a ouvir o que os bancos estão dizendo.  

Durante a pesquisa, 53% afirmaram que seus bancos não são especiais em comparação com outros bancos.  Além disso, 33% dizem que não precisarão se relacionar com um banco. Outros 68% esperam poder fazer transações financeiras de forma diferente nos próximos cinco anos.

Ao mesmo tempo que precisam do apoio de instituições e líderes financeiros, essa geração tradicionalmente mostra desdém pelos grandes bancos e um ceticismo em relação ao bem-estar financeiro em geral. 

Apenas 27% dos millennials buscaram aconselhamento financeiro profissional nos últimos cinco anos (dados de 2015) e quatro dos principais bancos foram classificados pelos millennials como uma marca menos apreciada.

Estratégias para conquistar a geração millennial

Grande parte da geração millennial é viciada em tecnologia, por isso, implementar ferramentas bancárias baseadas em tecnologia vai conseguir atrair este público. Para isso, o mínimo que se espera é que os bancos tenham um aplicativo móvel, com a possibilidade de fazer transações financeiras como o pagamento de contas on-line e outros recursos semelhantes. 

Falar a língua deles é outro ponto importante. Os millennials mais jovens, em particular, têm menos experiência com serviços bancários, por isso, o ideal é ser acessível, não intimidador. 

Eis 4 dicas para o sucesso do seu banco:

  1. Invista em mobilidade

Os clientes da geração Y e da geração Z esperam que as coisas sejam rápidas, fáceis e orientadas para o autoatendimento. Eles querem poder fazer as coisas quando e onde quiserem. Isso significa investimentos em dispositivos móveis.

A geração millennial acessa suas informações financeiras via dispositivos móveis oito vezes e meia mais que as outras gerações. Esta é uma tendência que só deve crescer com o tempo.

  1. Adote tecnologias disruptivas

Para se tornarem mais competitivos, os bancos devem lançar estratégias de personalização mais sofisticadas, com marketing mais direcionado e experiências personalizadas, o que significa investimentos em Inteligência Artificial e ciência de dados.

Também devem adotar uma abordagem mais social para o desenvolvimento de produtos, focada no fácil acesso a dinheiro e pagamentos convenientes. A geração Y está mais focada na conveniência do que qualquer outra geração. 

  1. Ofereça recompensas

A geração millennial quer memorizar todas as experiências. Para tornar a operação bancária divertida, os bancos precisam gamificar a experiência e oferecer recompensas apropriadas a esta geração. Por exemplo, ingressos para shows difíceis de obter para clientes que abrem uma nova conta.

  1. Tenha a tecnologia como aliada

Invista no atendimento omnichannel, conceito que se consolida como uma proposta integrada de comunicação com o cliente, em diferentes canais. A proposta de atendimento omnichannel vem ao encontro da importância da experiência do usuário

Esses canais podem ser on-line e offline. Por isso, automatize seu atendimento ao cliente com a plataforma People, que utiliza inteligência artificial, serviços cognitivos e machine learning para oferecer uma solução completa capaz de agilizar esse processo nas empresas. 

Além disso, a geração millennial já é exigente por natureza. Portanto, para conquistá-la, ela merece o melhor tratamento possível antes mesmo de fazer o primeiro investimento. 

Ou seja, a sua instituição financeira deve oferecer a melhor experiência logo na realização do cadastro digital para a abertura de conta.  Assim quando você escolhe plataforma de abertura de contas Embark, garante a gestão do cadastro digital de seu cliente de ponta a ponta. 

Conheça a Cedro Technologies e suas soluções mais de perto clicando aqui

Gostou? Compartilhe:

Adriano Ignatti

Adriano Ignatti

Consultor de negócios na Cedro Technologies