home Sem categoria Como desbloquear o crescimento do setor de serviços financeiros

Como desbloquear o crescimento do setor de serviços financeiros

A transformação digital chegou como um tsunami tecnológico e vem, desde então, abalando todos os setores da economia mundial. Para garantir um lugar no mercado, duas ações se tornaram essenciais: inovar usando tecnologia e investir na experiência do cliente.

Ao mesmo tempo em que a transformação digital se estabeleceu e vem evoluindo, a geração millennial cresceu e agora seus gostos e opiniões se tornaram parte crucial do desenvolvimento da economia atual.   

Neste post, mostraremos de que forma esta geração tem influenciado o setor de serviços financeiros e como as instituições e bancos podem se sobressair frente à concorrência.  

O papel do CIO na criação de novas ideias

É fato que o papel principal do CIO é gerenciar todos os assuntos relacionados à informática e TI (Tecnologia da Informação), porém ele pode ser de grande ajuda na modernização da empresa.

Ao utilizar sua experiência em aplicação de tecnologia no crescimento e na resolução de problemas de negócio, sua ideias podem ser o pontapé que faltava na busca da inovação. 

Além disso, as empresas de serviços financeiros estão apostando em outros meios para se sobressair à concorrência e desbloquear o crescimento bancário, dentre eles:

1. Investir em experiência do cliente

Jovens e adultos da geração millennials são conhecidos por seu desapego. Se eles não recebem os retornos necessários, sabem que existem inúmeras outras instituições para recorrer. Uma forma de garantir a fidelidade desta parte da população é garantir uma experiência digital ágil e sem burocracias.     

Além disso, a confiança e o legado estão diminuindo com o tempo, pois os consumidores mais jovens buscam cada vez mais velocidade e conveniência. A aposta para aumentar a fidelização é usar tecnologia para agilizar operações, melhorar a experiência do cliente e aprimorar suas ofertas.

2. Tornar-se um “provedor multisserviço”

Tornar-se um provedor multisserviço nada mais é do que se unir a fintechs ou outros players digitais e oferecer produtos e serviços agregados à solução primária.

 Com o aumento da concorrência advindo da entrada de novos participantes no mercado, esta parceria pode garantir que a instituição ou empresa continue sendo um elemento importante do ecossistema bancário. 

Muitas fintechs oferecem, inclusive, opções flexíveis de parceria, como serviços white label

Um exemplo de parceria de sucesso é a que acontece entre a Kabbage e os bancos ING e Santander. Neste caso, a Kabbage oferece ao ING e Santander uma plataforma de empréstimos white label para pequenas empresas em que elas podem acessar um capital de giro de até £ 100 mil on-line e no mesmo dia.   

3. Encontrar um segmento de nicho

Segundo este artigo da ABDE, Associação Brasileira de Direito e Economia: “Nicho é a porção específica de um mercado, geralmente uma parte menor de consumidores exigentes com necessidades e hábitos específicos. (…) Bancos especializam-se em nichos de mercado que oferecem boas oportunidades de negócio.”

Atualmente, os bancos estão desenvolvendo estratégias para diversos nichos diferentes, o que está causando a paralisação de sua inovação. 

Para alavancar seu crescimento, é necessário identificar poucos nichos e investir tempo e dinheiro para que ele se torne um diferencial e, assim, garantir uma melhor chance de sobrevivência na era digital. 

Muitos nomes famosos entre as instituições de serviços financeiros, como o Credit Suisse e o Barclays já estão se tornando mais seletivos em relação às áreas em que desejam se diferenciar.

4. Fazer parte da vida das pessoas

Para se tornar parte da vida das pessoas é necessário ir além da atividade bancária. Avaliar formas de manter os clientes próximos mesmo depois que o serviço já foi prestado pode ser um grande diferencial e uma possível forma de fidelização. 

Podemos citar como exemplo uma instituição bancária que fornece um financiamento residencial para uma família em um determinado bairro. O serviço poderia ter sido concluído aí, porém, o banco continua em contato com esses clientes oferecendo conselhos sobre as melhores escolhas, informações sobre comodidades locais, entre outros.

Como já dissemos, a transformação digital está sendo responsável por causar incríveis mudanças em todos os setores, inclusive nos serviços financeiros. O investimento em tecnologia é crucial, porém não é garantia de sucesso. É necessário ser disruptivo e, nesse caso, as ideias podem vir de todos os lados.    

Bancos e instituições que permanecerem estagnados correm um risco muito grande de perder lugar para empresas inovadoras. Inove você também com a Cedro Technologies.  

Gostou? Compartilhe:

Bruno Zago

Bruno Zago

Diretor Comercial e de Marketing da Cedro Technologies.