Cadastro positivo: os benefícios dos dados de telecom

7 / 06 / 2022

cadastro-positivo-dados-telecom

Os dados de telecom estão sendo gradualmente incluídos no banco de dados do cadastro positivo. Primeiro, foram as informações veiculadas nas linhas pós-pagas. 

O processo resultou no compartilhamento de 100 milhões de registros de pessoas físicas e jurídicas no banco de dados. Desse total, 10,3 milhões de pessoas físicas e 763 mil empresas não tinham conta em banco e ainda não faziam parte do conjunto de informações já compartilhadas pelas instituições financeiras.

Atualmente, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) planeja incluir também as informações de usuários de celulares pré-pagos.

Mas o que isso significa? Quais são os impactos para as empresas brasileiras?

A liberação desses dados muda o cenário de análise de crédito. E, neste artigo, você vai entender como e por que grandes mudanças são previstas para o setor.

Boa leitura!

O que é o Cadastro Positivo?

O cadastro positivo é um banco de dados que reúne o histórico de comportamento de crédito de consumidores e empresas. 

Entre as informações que podem ser acessadas, estão as referentes a prazos de pagamentos, inadimplências, contas quitadas, entre outros compromissos financeiros. Ou seja, é como se fosse um currículo da vida financeira de pessoas e organizações.

Esse currículo permite que as instituições financeiras tenham acesso a dados que normalmente não seriam consultados em uma avaliação de crédito. Dessa forma, há a possibilidade de realizar a análise de risco de forma muito mais individualizada.

Além disso, outro objetivo do cadastro positivo é tornar a concessão de crédito, seja para financiamentos, compras a longo prazo ou empréstimos, muito mais assertiva. 

Ou seja, a ferramenta beneficia tanto quem concede crédito, quanto quem solicita.

Como os dados de telecom impactam no Cadastro Positivo?

Tornar a análise de crédito muito mais justa e completa para empresas e consumidores é a principal missão do cadastro positivo

Ao se basear em todo um histórico financeiro e não apenas nas informações referentes à inadimplência, as instituições financeiras conseguem realizar avaliações mais precisas sobre o perfil de cada cliente. 

E com a entrada dos dados de telecom de contas pré-pagas no cadastro positivo, a visão sobre o perfil de pagamento se tornará ainda mais completa.

Nesse sentido, apenas a inclusão de informações veiculadas às contas pós-pagas permitiu que as organizações financeiras passassem a ter acesso a dados de pagamento de:

  • Linhas telefônicas;
  • TVs por assinatura;
  • Planos de internet. 

Ou seja, todas as empresas e consumidores que possuem algum desses contratos ativos passaram a ter suas informações compartilhadas com o banco de dados do cadastro positivo

Em relação àqueles que possuem contas no modelo pré-pago, o impacto será ainda maior. 

Carlos Baigorri, o novo presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), afirma que existem mais de 130 milhões de pessoas com o cadastro do pré-pago. Consumidores que não possuem contas em bancos e não têm visibilidade alguma atualmente. 

Com a inclusão dessas pessoas no cadastro positivo, acredita-se que a bancarização será acelerada e o processo democratizará o acesso ao crédito para a população de baixa-renda.

Como é possível concluir, o impacto social será grande. Mas, além disso, existem benefícios para quem utiliza o cadastro positivo. Confira a seguir.

Quais são os benefícios dos dados de telecom para quem utiliza o Cadastro Positivo?

Para as instituições financeiras, ter mais assertividade ao conceder crédito e analisar com mais precisão quais clientes têm reais condições de honrar seus compromissos financeiros, é o cenário perfeito. 

Já para os consumidores, contar com opções de juros mais justas e adequadas conforme o histórico de pagamentos é o panorama ideal.

E se dissermos que é possível  tornar ambas as situações uma realidade permanente? 

A partir da inclusão dos dados de telecom no cadastro positivo, quem utiliza a plataforma também obtém benefícios. Confira os principais:

Visão mais completa do histórico de pagamentos

Como vimos no decorrer do texto, a inclusão de dados de pessoas que utilizam contas de telefonia pós-pagas foram incluídas no cadastro positivo.

Isso concede às instituições financeiras uma visão muito mais completa do histórico de pagamento desses consumidores, o que refina a análise de crédito.

Com o perfil de pagamento de cada um preenchido com mais informações, é possível ter mais segurança ao conceder o crédito, reduzindo assim os riscos.

Melhor qualificação do perfil dos consumidores

Com uma base de dados mais completa pela união de informações de empresas de telecomunicações e instituições financeiras, a qualificação do perfil dos consumidores é aprimorada.

As organizações passam a entender qual o nível de fidelidade dos consumidores com as respectivas operadoras e a sua capacidade de pagamento. 

Dessa forma, há a opção de oferecer juros mais em conta e maior número de parcelas.

Aprimora o sistema de recuperação de dívidas

Antes da inclusão dos dados de telecom no cadastro positivo, as instituições financeiras não possuíam informações sobre os consumidores que estavam inadimplentes com as operadoras de telefonia. 

A partir da inclusão, as organizações ganharam acesso a esses dados, o que permitiu um aprimoramento das estratégias de cobrança e de recuperação de dívidas. 

Isso porque agora é possível ter uma visão completa do histórico de pagamentos em atraso de determinada pessoa jurídica ou física, com diferentes credores.

Ao constatar que um cliente possui uma dívida em aberto com uma operadora, a instituição financeira pode oferecer condições para a quitação deste débito. Ou então se prevenir do risco de deixar de receber e rever os juros ou valor das parcelas.

Tomada de decisão mais eficiente

Com mais dados à disposição, a tomada de decisão se torna mais ágil e mais eficiente. 

Ao invés de ter de buscar por informações de tal empresa ou cliente, ou ainda solicitar inúmeros comprovantes e documentos, os dados de pagamento referentes ao CPF ou CNPJ podem ser facilmente acessados. 

Como resultado, as decisões se tornam mais efetivas e os riscos diminuem drasticamente.

Portanto, é possível concluir que a inclusão dos dados de telecom no cadastro positivo traz benefícios tanto para as empresas, quanto para os consumidores. 

Ao contar com uma plataforma de Análise de Crédito completa que utiliza o Cadastro Positivo, como o Data Engine da Cedro Technologies, a empresa tem acesso às informações que precisa, reduz os possíveis riscos do processo e pode tomar decisões mais assertivas baseadas em dados.

Deixe uma resposta