Cadastro Positivo: por que ele é importante em seu negócio

5 / 04 / 2022

Cadastro Positivo por que ele é importante em seu negócio

Tão importante quanto vender é receber. Da mesma forma, quem empresta quer receber de volta. Por mais óbvio que isso possa parecer, na prática, você sabe que nem sempre as coisas acontecem dessa maneira. 

Levando em conta todas as inúmeras variações de contratempos que podem ocorrer na vida das pessoas e até mesmo na economia de um país, parece impossível dar certeza ou prever quando um cliente irá realmente quitar suas contas. Se é que vai. 

Desemprego, crises econômicas, pandemia e até mesmo golpistas tornam ainda mais difícil garantir que sua instituição receberá o crédito que foi concedido anteriormente. 

Diante de tantas variáveis, muitas instituições têm dificuldade na hora de acertar a mão ao liberar crédito para o cliente, quando estão realizando um novo cadastro. Aparentemente, é um tiro no escuro. Muitas vezes, isso acontece justamente porque algumas empresas não investem em ferramentas capazes de analisar a capacidade de um cliente pagar sua conta. 

Ao ler esse artigo você vai conseguir entender o que é o cadastro positivo, os detalhes do seu funcionamento e por que ele é tão útil para as instituições que pretendem diminuir riscos na hora de conceder crédito.

Boa leitura!

 

O que é Cadastro Positivo 

Acesso à informação: o cadastro positivo dá exatamente isso às empresas que o utilizam. Essa ferramenta é um banco de dados que agrega informações relacionadas ao crédito e todas as obrigações financeiras, sejam elas quitadas ou em andamento, de pessoas físicas e jurídicas. 

No que diz respeito às obrigações financeiras contidas nesse conjunto de dados, estão inclusas contas de luz, água, internet, financiamentos, empréstimos, cartões de crédito, etc. 

Nada disso afeta o sigilo bancário da pessoa ou empresa cadastrada, pois somente datas de vencimentos e pagamentos das faturas e seus respectivos valores ficam à disposição no cadastro positivo

Esses elementos ficam disponíveis para que instituições possam consultar e analisar a saúde financeira do cliente, facilitando a decisão no momento de fornecer o crédito para os bons pagadores ou negá-los para os inadimplentes.

Ter todas as informações referentes ao histórico financeiro dos seus clientes pode ser uma luz que torna mais ágil e assertivo todo o processo de liberação de crédito ao consumidor. 

De acordo com o Banco Central, o cadastro positivo é um serviço prestado por empresas especializadas, que fornecem a partir de um conjunto de informações indicadores para tornar as tomadas de decisões mais qualificadas. Com a ferramenta, é possível avaliar riscos de forma rápida e eficiente. 

Vale destacar que o cadastro de históricos financeiros dos CPFs e CNPJs, havia sido regulamentado em 2011 pela Lei Federal n° 12.414. A princípio, o compartilhamento dessas informações deveria ser autorizado pelas empresas e pessoas físicas. 

No entanto, a partir de 2019, foi sancionada pelo governo, a Lei Complementar n° 166, que tornou automática a inclusão de todo CPF e CNPJ no banco de dados. Sendo assim, desde então empresas, bancos e financeiras podem compartilhar informações sem autorização prévia. 

É importante saber que até a instauração do cadastro positivo, as instituições tinham conhecimento apenas do histórico de clientes inadimplentes. O que poderia deixar a situação injusta para clientes adimplentes.  

Atualmente, também é possível analisar e compartilhar os dados dos clientes bons pagadores. Isso significa que a ferramenta trouxe benefícios tanto para quem concede crédito, quanto para quem solicita.

 

Cadastro positivo: conheça as vantagens 

Imagine se fosse possível prever com maior exatidão quais clientes irão honrar seus compromissos com a sua instituição. Uma loja parcelar algum produto, um banco conceder empréstimo ou oferecer cartões de crédito, uma concessionária financiar um automóvel. Isso tudo pode ficar menos arriscado, quando a instituição consegue verificar o comportamento financeiro do cliente. 

Em um banco de dados com mais de 140 milhões de usuários registrados, a probabilidade de encontrar seu cliente e realizar uma análise fiel à realidade é muito maior. 

A partir do acesso ao cadastro positivo, gestores de empresas, analistas de crédito e vendedores obtêm material útil para definir suas posições.

Diante de informações precisas, é possível, além de mitigar riscos de inadimplência, oferecer melhores condições de pagamento e garantias de crédito reduzidas, por exemplo.  

Seu cliente também será favorecido, pois a organização poderá oferecer opções de juros mais adequadas e justas, conforme o histórico do solicitante. E quando ele não puder comprovar renda, seus antecedentes podem favorecer na liberação de crédito. 

 

Como é feita a análise do cliente no cadastro positivo?

Utilizando os dados pessoais do cliente, como nome e CPF, é possível entrar no sistema e obter acesso aos dados disponíveis no cadastro positivo para realizar uma avaliação personalizada. 

A avaliação não fica concentrada somente em possíveis contas atrasadas, mas também nas que foram pagas. Lembrando que o que é verificado é o conjunto da obra.  

A combinação de informações provenientes de fontes distintas vai gerar um score, que é a pontuação geral de quem está sendo avaliado. Essa pontuação irá orientar a validação ou a reprovação do crédito. 

 

Invista em tecnologia da informação 

Da mesma forma que o Brasil, diversos países também utilizam esse sistema. Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Economia e pelo Banco Mundial, revelou que a utilização do cadastro positivo pode reduzir a inadimplência em até 45%.

Ter um sistema capaz de cruzar inúmeros dados referente aos antecedentes financeiros do consumidor é tão importante quanto investir em tecnologias de validação de novos cadastros.

Em tempos de fraudes e inadimplência, contar com ferramentas que auxiliem seu negócio na concessão de crédito pode ser o diferencial para evitar perdas e manter a saúde da sua instituição. 

Para estar preparado em mercado cada vez mais competitivo, invista em uma solução capaz de automatizar o processo de compliance e antifraude, que permita consultar e validar dados automaticamente.

Assim, você diminui os riscos de fraudes no seu negócio e aumenta a produtividade de sua equipe de trabalho. Por meio do Data Engine, sua organização terá mais agilidade, segurança e redução de custos. 

Deixe uma resposta