home Sem categoria Automação de processos é a chave para TI ser mais estratégica

Automação de processos é a chave para TI ser mais estratégica

Automação de processos. Com certeza o termo não é novo para você e já há bastante tempo deve ‘rondar’ o setor de TI (Tecnologia da Informação). Um levantamento realizado pela consultoria Iteris ouviu 180 empresas e identificou que as oportunidades de ganho são gigantescas.   

Tempo maior para dedicar-se a funções que gerassem maior valor agregado foi o principal benefício, tendo sido apontado por 87% dos entrevistados. E as empresas estão abertas a mudanças de processos — 64% dão espaço para novos aprimoramentos.

Mas, como nem tudo é simples, 71% dos ouvidos disseram que têm dificuldades para ‘tocar’ um projeto que promova a automação. Você também tem problemas na sua empresa? É cobrado por outros setores para fazer mais neste sentido, porém tem dificuldades?

Veja, neste post, como se livrar dos processos manuais e trazer ainda mais ganhos para a companhia.

A importância de automatizar

Automatizar processos é a melhor maneira de aproveitar ao máximo tecnologias disruptivas como a inteligência artificial. Quando uma empresa leva a automação a sério e faz dela um item estratégico de verdade ela só tem a ganhar.

E sua adoção vai muito além de apenas poupar tempo e dinheiro. É capaz de minimizar falhas, facilitar o trabalho dos colaboradores (deixando-os mais satisfeitos) e ainda melhora a experiência do cliente. Torná-la mais competitiva e diferenciada dos concorrentes.

Quais tipos de processos podem ser automatizados?

1. Atendimento ao cliente

De acordo com uma pesquisa da Harvey Nash, feita em conjunto com a KPMG, 62% dos CIOs do Reino Unido têm como objetivo mais importante aprimorar a experiência do cliente. Com certeza esta deve ser também uma das suas principais missões atualmente.

Que tal, então, começar um projeto de automação de processos dentro do setor de atendimento? Uma análise da DigitalGenius apurou que, para 80% das equipes que atendem ao cliente, 20% das tarefas eram sempre as mesmas e não geravam desafios.

A solução ideal, neste caso, seria adotar um chatbot. Sua empresa precisa estar disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana nos mesmos canais que o cliente: Facebook, Skype, Twitter, WhatsApp ou Telegram, por exemplo.

Um agente virtual é capaz de ser simpático com o cliente, ser ensinado a responder os assuntos mais perguntados e ainda aprender com cada interação. E, caso ele não seja capaz de responder, é possível fazer o transbordo do atendimento: repassar a um atendente humano.

2. Departamento de Recursos Humanos

Em qual data será depositado o PLR (Participação nos Lucros e Resultados)? Como faço para agendar minhas férias? Quando cai o Vale Refeição e Vale Transporte?

Essas mesmas dúvidas, entre outras, são perguntadas sem cessar para o departamento de Recursos Humanos. Agora imagine o tamanho da dor de cabeça em uma grande empresa como uma instituição financeira.

Parar o trabalho com a finalidade de responder este tipo de questão só prejudica o rendimento do colaborador, deixando-o desmotivado. Essa tarefa repetitiva também pode ser automatizada com um chatbot.

Grande tendência do RH 4.0, como no atendimento ao cliente, o robô é preparado para ter as respostas mais comuns e procuradas. E o melhor: o próprio setor pode alimentar o bot com novos conhecimentos.

O resultado: colaboradores livres para desempenhar tarefas mais estratégicas sentem-se mais úteis! E sua empresa sobe mais um degrau rumo à transformação digital.

3. Abertura de contas digitais

Você sabe bem o quanto a concorrência é voraz no mercado financeiro. Acabam saindo na frente, as empresas que oferecem soluções que não apenas encantem, mas também facilitem a vida do cliente.

O crescimento das fintechs chega para colocar mais ‘pimenta’ no molho. Conquistando cada vez mais espaço, 80% das pessoas ouvidas no Relatório Mundial sobre Bancos de Varejo, divulgado pela Capgemini consideram essas empresas mais fáceis de usar, oferecendo serviços mais rápidos.  

Investir na capacidade de facilitar processos considerados ‘chatos’ pelo cliente, como a abertura de uma conta, é um dos caminhos para a modernização. O processo de cadastro feito via formulários nos sites oficiais de instituições financeiras pode mudar “de cara” com essa inovação.

Disponibilize esse processo em um aplicativo e torne tudo digital. A validação cadastral deve ser automatizada e integrada a mecanismos que autentiquem os dados fornecidos.

E o melhor: se o cliente abandonar o processo antes da conclusão, é possível determinar maneiras de abordá-lo, convidando-o a terminar o que foi começado. Os benefícios são uma maneira rápida e menos burocrática para o cliente abrir uma conta. Já o banco terá menor custo operacional, além de reduzir barreiras.

4. Avaliação de dados cadastrais

Como sua instituição sabe quando um dado fornecido pelos clientes é verdadeiro? Uma equipe de atendimento começa a procurar, manualmente, em diversas bases de dados? Quanto tempo é gasto nessa análise?

Saiba que é possível automatizar este processo ao adotar uma ferramenta que faz a avaliação de dados cadastrais. Ao consultar um CPF ou CNPJ todas as informações encontradas são apresentadas em um único arquivo que fica disponível para download.

Ela tem acesso a diversas fontes de informações como score de crédito, Boa Vista/SCPC, situação CPF/CNPJ na Receita Federal, ações judiciais e PEP (Pessoa Politicamente Exposta). Isso sem falar de dados cadastrais básicos como endereço, telefone e e-mail.

Mais facilidade e segurança para a sua instituição.

5. Ambiente de testes

Quando sua equipe desenvolve um software, uma das etapas mais importantes antes de ‘colocá-lo no ar’ é, justamente, a fase de testes. Necessária para reportar erros, garantir a qualidade dos produtos criados e a satisfação total aos usuários finais, ela abrange muito mais do que apenas colocar à prova tudo o que foi construído.

Será que seu time interno está preparado para esta missão estratégica? É preciso ter em mente que, se algo errado não for descoberto antes de ser finalizado, os prejuízos, tanto financeiros quanto à imagem e reputação da empresa, podem se tornar gigantescos.

Dessa maneira, muito mais que automatizar esses processos, uma saída é terceirizá-los. Deixar nas mãos de uma equipe qualificada para essa tarefa e que tenha o perfil de, literalmente, ‘achar pelo em ovo’. Como os profissionais não participaram do desenvolvimento, eles não terão vícios, encarando de maneira profissional a tarefa.

Todos os testes são aplicados em um ambiente específico, com cópias dos bancos de dados para a realização de rotinas. Tudo para que não haja mistura com o ambiente de produção. Com esse trabalho, os riscos sofridos pelos projetos são significativamente reduzidos, com maior controle de qualidade do software desenvolvido.

Viu como é possível colocar em prática, sem traumas, a automação de processos? Adotar chatbots, uma ferramenta de automação cadastral e também confiar a uma equipe especializada a fase de testes de um novo software fará sua empresa dar um salto quântico rumo à transformação digital.

Quer conhecer mais como a automação de processos pode ajudar sua empresa financeira a crescer ainda mais? Entre em contato com a Cedro Tecnologies!

Gostou? Compartilhe:

Equipe Cedro

Equipe Cedro

Empresa focada em tecnologia e referência em inovação para o mercado financeiro e em soluções de TI e mobile.