home Sem categoria As startups da América Latina que receberam mais investimentos em 2019

As startups da América Latina que receberam mais investimentos em 2019

A CB Insights divulgou um levantamento muito interessante que fala sobre as startups mais bem financiadas na América Latina. Os números foram analisados até o começo do mês de março deste ano (2019), apontando 11 nomes que se destacam na região rumo ao contexto da transformação digital.

A lista aponta o país de origem, o total de fundos e os investidores, além de indicar quais delas são unicórnios. Um fato que chama a atenção é que nenhum país se repete na pesquisa.

Enquanto a Colômbia lidera o grupo, o Brasil aparece em 2º lugar com uma empresa bem conhecida do grande público. Ficou curioso para saber quem é o nosso representante? Veja a seguir!

#11 Singularities (Costa Rica)

No final da lista, temos uma empresa costarriquenha, localizada na cidade de San Jose. A lista da CB Insights mostra a Singularities com apenas um investidor, que é a Carao Ventures. Porém, isso não impede a startup de figurar na lista dos melhores financiamentos.

O total de arrecadação liberada para a Singularities é de US$ 1,3 milhão. Nada mal para o último lugar, não é? A startup é uma empresa de tecnologia, fornecendo serviços de machine learning e inteligência artificial.

#10 inMediata (Porto Rico)

A inMediata segue um exemplo parecido com o da Singularities, mas conseguiu uma posição um pouco melhor na lista. Com apenas um investidor, a empresa porto-riquenha ficou em 10º lugar na lista de startups.

A inMediata conta com o apoio da HealthQuest Capital, que contribui com um valor considerável. Localizada na cidade de San Juan, trata-se de uma startup na área de saúde e medicina que conquistou US$ 4 milhões até o período analisado.

#9 Crehana (Peru)

Localizada em Lima, capital do Peru, a startup Crehana atua na área de educação, com cursos on-line focados principalmente em design. Com esse pretexto, ela conquistou o 9º lugar das mais investidas na América Latina.

São 5 investidores que apostam no poder de transformação digital da Crehana: Rethink Education, Mountain Nazca, Howzat Partners, Acumen, Wayra. O arrecadamento de fundos para a startup chegou ao valor de US$ 5,4 milhões de fundos.

#8 Bankingly (Uruguai)

Em 8º lugar, temos uma startup do Uruguai. A Bankingly atua no setor financeiro, sendo um banco on-line que permite realizar cadastro digital. Totalmente integrada no conceito de transformação digital, ela possui sede em Montevidéu. 

A Bankingly conta com 3 investidores no total: Endeavor Catalyst, The Rise Fund e Elevar Equity. Juntos, eles conseguiram o valor de US$ 10,3 milhões para a startup até o período em questão.

#7 Bitt (Barbados)

A cidade de Bridgetown em Barbados é a sede da startup que pegou o 7º lugar. A Bitt é mais uma atuante do segmento de tecnologia, apostando em blockchain para melhorar a segurança de empresas financeiras.

O poder de transformação digital dela recebe as apostas de dois investidores de renome: Medici Ventures e Overstock.com. No total, foram US$ 20,5 milhões em fundos até março de 2019.

#6 ComparaOnline (Chile)

A ComparaOline é uma startup chilena que fica sediada na capital Santiago. Em 6º lugar na lista de startups mais bem financiadas na América Latina, ela atua com cartões de créditos, consórcios e seguros de vida, automóveis e viagens.

Foram em torno de US$ 33 milhões em fundos no período da pesquisa, originados de 6 empresas diferentes: International Finance Corporation, Ribbit Capital, Kaszek Ventures, Endeavor Catalyst e Simon Nixon.

#5 Technisys (Argentina)

O 5º lugar ficou com uma startup argentina. A Technisys tem sede em Buenos Aires e atua na transformação digital de bancos, ajudando-os a levar uma boa experiência digital aos clientes. Ela desenvolve software e plataformas para serviços financeiros.

Até março de 2019, a startup arrecadou US$ 64 milhões em fundos, a partir do interesse de 5 investidores. Apostaram no potencial da Technisys as empresas Intel Capital, Endeavor Catalyst, Kaszek Ventures, Riverwood Capital e Alta Ventures Mexico.

#4 Clip (México)

A Clip é uma startup mexicana que fornece máquinas de pagamento, aceitando todos os tipos de cartão.  Em 4º lugar na lista da CB Insights, ela fica localizada na Cidade do México e permite realizar um cadastro digital pelo site.

É a primeira startup da lista a conquistar a terceira casa centesimal em milhões de investimentos, somando US$ 147,4 milhões. Quem investiu na Clip até o período analisado foram 5 empresas: SoftBank Group, General Atlantic, 500 Startups, Alta Ventures Mexico e American Express Ventures.

#3 Selina (Panamá)

No 3º lugar, temos a empresa Selina, localizada no Panamá. A startup entra na transformação digital do setor de turismo, possibilitando aos viajantes agendar pacotes de estadia e reservar serviços de forma on-line em toda a América Latina e alguns países da Europa.

Com sede na Cidade do Panamá, a Selina conquistou US$ 195 milhões em investimentos, disponibilizados também por 5 empresas: Access Industries, The Abraaj Group, Adam Neumann, Hanaco Venture Capital e DD3 Capital Partners.

#2 iFood (Brasil)

Finalmente chegamos ao 2º lugar com o nosso representante brasileiro. E a startup do nosso país que entra na lista da CB Insights das mais bem financiadas é o iFood. Você já conhece a empresa – ela atua no segmento de alimentos, fazendo a ponte entre empresas e clientes ao reunir pedidos de vários restaurantes no mesmo aplicativo.

A sede do iFood fica em São Paulo. A empresa é uma das únicas que se configuram como unicórnio entre as selecionadas na pesquisa e não é para menos. Ela arrecadou US$ 586,2 milhões até o período.

Entre os investidores, estão as empresas Movile, Naspers, Innova Capital – FIP e Just Eat.

#1 Rappi (Colombia)

O renome do iFood só foi superado na lista de startups mais bem financiadas por outra startup de peso que também atua no segmento de entregas: o Rappi. A empresa tem origem na Colômbia, com sede em Bogotá.

Ela também é um unicórnio tecnológico, tendo somado nada menos que US$ 1.444,9 bilhão em fundos no período de destaque. Com isso, ela encabeça a pesquisa com ampla margem de vantagem em relação às demais.

O Rappi conta com 5 investidores que ajudaram a chegar ao valor apresentado: SoftBank Group, Sequoia Capital, Andreessen Horowitz, DST Global e Y Combinator.

Essa foi a lista de startups mais bem financiadas da América Latina, segundo a CB Insights. Você esperava que o iFood fosse representar o Brasil no segundo lugar? E o que dizer dos surpreendentes números do Rappi?

Extra: Nubank

Levando em consideração o questionamento do leitor Vinicius Emanuel, acreditamos ser importante incluir neste post o Nubank. Mesmo não fazendo parte da lista levantada pela CB Insights, vale falar desta startup.

Uma das principais empresas financeiras brasileiras, a fintech fundada em 2013 já teve seis rodadas de investimentos entre o ano de seu nascimento e 2018. Foi aportado um total de US$ 328,3 milhões, com destaque para o último, de US$ 180 milhões, realizado no ano passado pela DST Global e outros investidores não divulgados.

Se na sua opinião alguma outra empresa ficou de fora, faça como o Vinicius e escreva nos comentários!

Mais artigos e conteúdos que podem te interessar:

 

Gostou? Compartilhe:

Equipe Cedro

Equipe Cedro

Empresa focada em tecnologia e referência em inovação para o mercado financeiro e em soluções de TI e mobile.

  • vinicius Emanuel

    Por quê o Nubank, ficou de fora?

    • Karla Fonseca

      Oi, Vinicius!
      O Nubank não tinha sido citado, porque essa é a lista oficial da CB Insights. Mas a sua observação foi ótima e resolvemos citar no post! 🙂
      Obrigada!

      • vinicius Emanuel

        Excelente Karla. 😉