APIs para o mercado financeiro: o que são e qual sua importância?

APIs para o mercado financeiro

A transformação digital está conseguindo revolucionar diversos setores da economia, inclusive o financeiro.

Para acompanhar essa revolução e manter os negócios competitivos, as empresas precisam se manter atualizadas sobre o assunto e, claro, investir nas principais tecnologias.

As APIs surgiram com a proposta de melhorar os serviços aos clientes. Mas, por se tratar de um termo complexo, muitos ficam confusos sobre o que são as APIs e qual a sua importância para o mercado financeiro.

Para esclarecer de uma vez por todas as dúvidas relacionados a esse assunto, decidimos escrever o post de hoje explicando o que são APIs para o mercado financeiro e qual a sua importância. Também como elas funcionam e quais seus principais benefícios.

Esperamos que goste. Boa leitura! 

 

O que são APIs para o mercado financeiro? 

O termo API, que em inglês significa “application programming interface” (interfaces de programação de aplicações), é um conjunto de padrões de programação que permite o desenvolvimento de aplicações associadas a serviços digitais. 

As APIs para o mercado financeiro podem ser usadas para interligar lojas online ou aplicativos a sistemas de pagamentos de bancos, por exemplo. 

 

Qual é a importância das APIs para o mercado financeiro 

Uma das coisas mais interessante sobre as APIs é que fintechs, bancos ou outras instituições podem usá-las para aumentar a qualidade dos produtos e a segurança dos serviços prestados ao cliente. 

As operações financeiras que até então precisavam ser presenciais, como é o caso de transferências e simulação de empréstimos, agora podem ser realizadas em poucos cliques por conta da tecnologia. 

As APIs são importantes para o mercado financeiro porque simplificam processos burocráticos. Mas não só isso porque ajudam as pessoas a terem mais controle e independência sobre suas finanças.

 

Como funcionam as APIs

AS APIs funcionam por meio da comunicação de diversos códigos. Esses códigos definem comportamentos específicos de um determinado objeto a uma interface já existente. 

No caso de aplicativos ou uma loja de e-commerce, por exemplo, as APIs conseguem ligar as funcionalidades a outras aplicações externas como em sistemas de pagamento. 

Sabe quando você compra um produto em um site e uma página abre com uma série de opções com boleto, cartão de crédito, cartão de débito, PIX e transferência?

Então, a operação de escolha e pagamento só é possível porque as APIs liberam essas funcionalidades por meio da programação.

 

Benefícios da APIs para o mercado financeiro

Como as APIs funcionam por meio de diversos códigos, elas trazem uma série de benefícios. Os principais são: segurança das informações, agilidade e compatibilidade na integração entre sistemas e aplicações, possibilidade de inovação em produtos e serviços e redução de trabalho manual. 

“Mas quais, exatamente, são as vantagens que a tecnologia pode trazer para o mercado financeiro?”, você deve estar pensando.  

É o que veremos a seguir.

1- Maior variedade de produtos e serviços

Até pouco tempo os cartões com tarja magnética eram considerados produtos revolucionários. Entretanto, com a conciliação das APIs, hoje o cliente não precisa mais depender de um cartão físico para realizar transações financeiras. Pode, apenas, recorrer a um cartão virtual ou acessar o internet banking para fazer pagamentos e transferências de forma instantânea.

Com a maior variedade de produtos e serviços digitais, o cliente consegue ter mais autonomia para selecionar a opção mais vantajosa para o seu bolso e que atende às suas necessidades. Enquanto as instituições financeiras podem expandir seu catálogo e aumentar a competitividade.

 

2- Possibilidade de usar dispositivos móveis para realizar pagamentos

O internet banking, banco digital que permite realizar uma série de serviços financeiros através de um computador, smartphone ou tablet, depende das APIs para funcionar. 

Assim sendo, as pessoas não precisam mais se dirigir até um banco físico para realizar consultas, fazer pagamentos, agendar transferências, entre outros serviços. Podem usar seus próprios dispositivos móveis para acessar a conta e realizar todas as operações financeiras. 

 

3- Empresas podem desenvolver seus próprios serviços e produtos

Com as APIs, empresas de diferentes segmentos têm a possibilidade de desenvolver seus próprios serviços e produtos. Isso significa que não precisam mais ficar dependentes de organizações terceirizadas, nem arcar com custos e tarifas extras.

Claro que, para oferecer bons produtos e serviços ao cliente, é importante que as empresas utilizem aplicações que possibilitam esse ecossistema de pagamento. Também que façam o registro e processo de todos os dados de forma segura

 

4- Aumento da competitividade

Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Santander, Caixa, enfim. Antes as pessoas não tinham outra escolha a não ser escolher uma dessas instituições financeiras.

Porém, com a consolidação das APIs, surgiram as fintechs, empresas que visam desburocratizar serviços financeiros. E essas organizações estão atraindo cada vez mais pessoas, uma vez que oferecem soluções simples e eficazes a um baixo custo. 

Certamente, as APIs são revolucionárias. E quanto mais forem utilizadas, maiores serão as possibilidades oferecidas por elas. Se a sua empresa não quer ficar para trás ou perder a oportunidade de sobressair, não pode ignorar essa tecnologia. Precisa investir o quanto antes em inovação e transformar o seu negócio.

Não sabe como começar? Sem pânico! Você pode conversar com a equipe da Cedro Technologies para ajudar.  

Deixe uma resposta