6 tendências de TI para ficar de olho no mercado financeiro

28 / 09 / 2016

A concorrência, a necessidade de maximizar os resultados e o alto nível de exigência dos clientes estão fazendo com que o mercado financeiro nacional busque alternativas para aperfeiçoar o desempenho. Uma prova disso é que os bancos brasileiros investiram R$ 21,5 bilhões em tecnologia da informação, em 2014, segundo pesquisa da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Os investimentos têm como foco dinamizar a comunicação com o público-alvo e melhorar a qualidade do atendimento, possibilitando reduzir o tempo de resposta de uma demanda aos correntistas. Assim, destacamos tendências de TI que vão influenciar no comportamento dos bancos. Confira:

1 – Fintechs ganham força

Os bancos não têm mais a exclusividade de alguns serviços que oferecem aos consumidores. Hoje, os brasileiros podem contar com os trabalhos das Fintechs — startups que possibilitam fazer pagamentos, investimentos, seguros e outras atividades relacionadas com o setor bancário.

Com estrutura bem mais enxuta, essas novas empresas podem reduzir custos para fornecedores e clientes. Um exemplo interessante é o Lending Club, responsável por conectar pela internet pessoas que necessitam de dinheiro com as que podem emprestar.

Novas parcerias

Para qualificar ainda mais o atendimento, estão sendo feitas novas parcerias para unir os bancos e iniciativas criadas por terceiros.

Uma prova disso é o Evereyday Bank, da Accenture. Essa ação consiste em melhorar a relação do usuário com a instituição financeira, que passa a utilizar aplicativos de terceiros para prestar serviços aos consumidores de maneira segura. Dessa forma, os bancos economizam recursos no investimento em tecnologia.

2 – Aplicativos de mensagens

WhatsApp, Telegram e MyPush são apps de comunicação que fazem cada vez mais parte da rotina das pessoas. No segmento bancário, a tendência é que sejam usados aplicativos não só para promover a troca de mensagens, mas também para fazer pagamentos e outros serviços.

Um excelente exemplo é o WeChat, na China. A ferramenta possibilita fazer pagamentos, transferências de dinheiro e inclusive aplicações em fundos. Sem dúvida, é uma iniciativa que facilita bastante a vida do consumidor.

3 – Big Data no mercado financeiro

A crise econômica brasileira e o foco em aumentar a produtividade farão com que os bancos invistam cada vez mais em recursos como o Big Data, responsável por analisar e interpretar um grande volume de dados sobre diversos assuntos.

Assim, uma empresa tem mais condições de aperfeiçoar a qualidade dos serviços, reduzir custos e prevenir eventuais problemas operacionais. Esses aspectos mostram como a TI pode impactar no mercado financeiro.

4 – Cloud Computing

A computação em nuvem (recurso que permite acesso remoto a softwares e diversos tipos de arquivo pela Internet) é uma realidade em diversas partes do mundo. Por estar alcançando um elevado nível de segurança, essa tecnologia está sendo cada vez mais adotada por diversos tipos de organizações.

No setor bancário, cloud computing também propicia a redução de gastos com o segmento de tecnologia da informação

5 – Mundo digital

É inquestionável que existem várias tendências de TI que impactam no mercado financeiro. Uma delas é a possibilidade de o cliente ter acesso aos dados de sua conta por vários dispositivos, como wearables, smartphones, tablets e desktop.

No Brasil, o banco Itaú criou um aplicativo especialmente para o Apple Watch. Esse tipo de inovação mostra que o mundo digital é uma realidade e que as instituições bancárias estão atentas a essa tendência.

6 – Mobile Payment

Simplificar os pagamentos é o sonho de qualquer cliente. Pensando nisso, os bancos começaram a ver o potencial do mobile payment — tecnologia para pagamentos por meio de dispositivos móveis. Com um smartphone, tablet e um iPad, é possível pagar uma conta, mesmo deixando a carteira em casa.

Se está interessado em conhecer melhor nossos conteúdos, novidades e serviços, assine nossa newsletter. Também estamos nas redes sociais: Facebook, Twitter, YouTubeLinkedIn.