4 práticas de gestão que podem reduzir as fraudes empresariais

3 / 02 / 2022

4 práticas de gestão que podem reduzir as fraudes empresariais

Empresas de todos os portes, podem enfrentar problemas com fraudes empresariais. Por isso, tomar medidas preventivas é um passo essencial, pois quando a fraude acontece, leva-se anos para realmente descobrir o que aconteceu.

Desse modo, é importante que os gestores pensem em práticas que se adequem ao ambiente da empresa e que sejam eficientes. Por isso, para te ajudar nessa missão, separamos 4 dicas de gestão que podem reduzir as fraudes empresariais.

Confira!

1- Conheça quem são seus colaboradores, clientes e fornecedores

Quando se contrata colaboradores, clientes e fornecedores é de extrema importância verificar quem eles são para não cair em alguma fraude. Desse modo, é imprescindível fazer uma validação cadastral de todos. 

No caso dos colaboradores, vá além do currículo e experiências profissionais,  verifique as referências, seus documentos, se ele é uma pessoa politicamente exposta e outros. 

Pois tendo essas informações em mãos é mais fácil fazer a análise de risco e saber se é uma boa contratar a pessoa.

O mesmo vale para clientes e fornecedores. Pois ambos, caso estejam envolvidos com fraudes, podem complicar processos na sua empresa e quebrar as regras de compliance, por exemplo.

 

2- Organize um conselho administrativo para reduzir as fraudes empresariais

Quando se fala de conselho administrativo, logo vem na mente aqueles conselhos de empresas grandes que se encontram para discutir as estratégias. Entretanto, médias e pequenas empresas também podem organizar um conselho administrativo. Até porque, criar um vai fazer toda a diferença na gestão. 

Desse modo, a função do conselho administrativo empresarial é garantir maior isenção e transparência nas decisões internas. Ou seja, ele deve ser composto por colaboradores de diversas áreas e posições e ainda ter terceiros que representam a empresa, mas não necessariamente trabalham ali no dia a dia. 

Assim, criando um conselho administrativo, democratiza-se o poder de decisão e também é mais um órgão para analisar os ricos e a avaliação cadastral de colaboradores, clientes e fornecedores. 

 

3 - Crie um comitê de auditoria e gestão de riscos

Para trabalhar junto com o conselho administrativo é importante ter na sua empresa um comitê de auditoria e gestão de riscos. Pois, esse grupo irá assegurar o equilíbrio, a integridade e a transparência das informações. Além disso, eles devem monitorar constantemente os processos internos e ficarem de olho se há algum conflito de interesse, fraudes e quaisquer desvios de conduta.

Caso encontrem algo, eles levarão para o conselho que assim, tomará as devidas medidas. Ou seja, o comitê de risco atua de forma preventiva, com a finalidade de alertar, informar e solicitar soluções diante de eventuais desenquadramentos de acordo com as regras da sua empresa. 

 

4 - Invista em tecnologia

Hoje em dia,  já existem no mercado várias maneiras de monitorar os processos internos e também softwares de validação cadastral e análise de risco.

O Data Engine é uma delas. Com a plataforma, é possível automatizar todo o seu processo de Validação Cadastral, Antifraude, Background Check e Compliance com uma única solução.

Ou seja, como a ajuda do Data Engine, você oferece para sua empresa todas as informações que é preciso para tomar decisões de forma muito mais ágil e segura. 

Clique aqui e veja as funcionalidades do Data Engine.

Bom, agora que você sabe as 4 principais práticas de gestão que podem reduzir as fraudes empresariais, coloque-as em pauta e proteja sua empresa de escândalos e vazamentos de dados.

Deixe uma resposta