home Sem categoria Testes de software: manuais X automatizados

Testes de software: manuais X automatizados

Quando o assunto é Testes de Software nos deparamos com 2 tipos de testes, os manuais e os automatizados. Existem vantagens e desvantagens para ambos os tipos de teste, porém, será que sabemos o momento certo de utilizar cada um deles?

Testes de Software manuais

Os testes manuais, como o próprio nome já diz, são realizados por seres humanos através de casos de testes que possuem o passo a passo para obter o resultado esperado. No teste manual não há auxílio de nenhuma ferramenta ou mesmo um script automatizado para execução dos testes.

Testes de Software automatizados

Os testes automatizados são executados com a ajuda de ferramentas e frameworks que geram um script com elementos de entrada e saída que ao ser dentro do escopo de teste define se o mesmo passou ou falhou.

Como definir qual são os tipos de testes de software mais adequados?

Para definir entre o uso do teste manual ou automatizado certamente deve-se olhar não apenas o que será testado, pois cada projeto possui um prazo e metodologia a ser seguida (ágil, cascata…).

Os testes automatizados são vistos quase sempre como mais vantajosos, porém, quando cobrados em projetos onde não há um time bem treinado ou um time bem escalado cenários podem ser esquecidos, boas práticas são deixadas de lado, e o temido prazo de entrega não é cumprido, trazendo como consequência o crescimento do custo.

5 dicas para analisar o seu projeto e escolher o tipo de teste certo!

Infelizmente não há uma receita de bolo para definir o melhor tipo de teste para o seu produto, mas se atentarmos a alguns pontos importantes podemos fazer disso uma tarefa mais fácil.

A seguir reunimos 5 dicas para te ajudar a analisar o seu projeto e escolher o tipo certo de teste, acompanhe:

  1. Se você está no projeto desde o início, acompanhando sua evolução e conhece o ritmo de entregas, basta apenas ter conhecimento do desempenho da equipe que irá realizar a execução dos testes para tomar a decisão de automatizar ou não;
  2. Se acontecer de ser escalado para algo já em andamento, pode ser de grande ajuda gastar um tempo para analisar a forma atual em que estão sendo executados os testes para tentar melhorar o método.
  3. Se o projeto exigir automação é esperado como já citado anteriormente que o time possa seguir um padrão de projeto assim como no desenvolvimento pelos programadores, para isso é desejado um líder técnico experiente acompanhando a evolução do time.
  4. Quando o foco é mais exploração de bugs devido a falta de documentação, prazo estourado ou um sistema em produção apresentando erros, os testes manuais saem na frente, pois requerem criatividade e conhecimento analítico do Testador ao navegar pelo sistema.
  5. Se testes exploratórios ficarem repetitivos em um sistema, já pode ser a hora de pensar em torná-los automáticos.

O quadro a seguir nos dá uma perfeita imagem comparativa:

Tabela: Testes de software: manuais X automatizados

O tipo de teste de software escolhido para um projeto é responsabilidade do QA, pois é ele o responsável pela qualidade na entrega, respeitando os pilares de todo planejamento: Tempo, Custo e Qualidade, por esse motivo o QA se torna importante no desenvolvimento do projeto e também para alertar sobre decisões que possam vir a atrapalhar entregas.

Gostou? Compartilhe:

Danilo Arantes Freitas

Danilo Arantes Freitas

Analista de Testes, bacharel em Sistema de Informação, entusiasta da tecnologia, fotografia e esportes radicais como hobbies.