home Sem categoria Porque a análise gráfica é tão importante para os investidores?

Porque a análise gráfica é tão importante para os investidores?

Se o seu perfil de investidor é menos conservador e você investe seu dinheiro na Bolsa de Valores, certamente já ouviu falar na metodologia de análise gráfica de ações. Esse tipo de análise permite ao investidor a possibilidade de encontrar oportunidades com boa relação Risco x Ganho para maximizar seus lucros em um mercado volátil.

A partir das variações apresentadas nos gráficos, o investidor, por meio da análise gráfica, é capaz de visualizar importantes indicadores que poderão demonstrar qual é a melhor decisão naquele determinado momento. Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe!

Como as ações são precificadas?

Antes de apresentarmos os indicadores existentes na análise gráfica, é fundamental que você entenda como as ações são precificadas. Ao contrário do que muitos podem pensar, a situação macroeconômica do país ou as notícias não são os fatores que determinam de modo direto o quanto vale uma ação.

Entretanto, o valor da ação é alterado diretamente pela maneira como os compradores e vendedores reagem a esses acontecimentos e, sendo essa uma afirmação verdadeira, um cenário político turbulento e recheado de incertezas só acelera a venda de ações e isso afeta a Bolsa de Valores.

Logo, o valor de uma ação é formado pela interação existente entre compradores e vendedores. A variação nos preços acontece de acordo com as alterações nas forças compradoras e vendedoras, e é aqui que entra a análise gráfica.

Uma análise gráfica considera justamente essas duas forças, buscando entender qual das duas é o lado mais forte e, assim, oferecer ao investidor a possibilidade de tomar as melhores decisões.

Como é feita uma análise gráfica?

Para você entender melhor os dados que compõe uma análise gráfica, é preciso entender os indicadores, como identificá-los e como analisá-los. Por se tratar de um assunto complexo, o recomendado é que você estude a fundo cada um deles.

Tendência

A tendência é a direção principal assumida pelo preço de uma ação e existem três tipos principais: os preços podem se mover para cima, para baixo ou para os lados.

Elas são indicadores fundamentais de um analista técnico, já que o pressuposto de uma tendência é que o movimento deve continuar naquela determinada direção por um determinado período de tempo.

Apesar de não existir nenhuma garantia de que a tendência vá continuar como o planejado, os investidores costumam afirmar que “a tendência é sua amiga” e que “a história se repete”, isso porque apesar de verificarmos notícias diferentes a cada dia, as reações dos traders a essas notícias não mudam, ou seja, existe um padrão entre elas, e é isso que a análise gráfica mostra.

Suporte e resistência

Suportes e resistências são regiões de um gráfico que podem indicar onde o valor de uma ação pode hesitar e se manter na tendência (tanto de alta quanto de baixa) estável ou onde pode acontecer uma reviravolta no preço do papel.

Altas e baixas que já ocorreram nos preços são os pontos principais para a identificação dos suportes e resistências de um gráfico. Vale lembrar que suporte e resistência não são preços exatos de uma ação, são áreas de preço de um papel.

Volume

O volume é um indicador que mostra a quantidade de ações negociadas ao longo de um determinado período. Monitorar o volume de um papel é importante porque, por meio dele, se espera confirmar ou negar a tendência observada no preço de uma ação.

Médias móveis

Uma média móvel fornece os sinais mais consistentes a respeito de uma tendência e determina com precisão quando ela segue se movendo na mesma direção do preço das ações.

Existem dois tipos de médias móveis: a simples e a exponencial. Ambas são amplamente utilizadas para suavizar o movimento dos preços, e é por isso que são indicadores confiáveis para a identificação de tendências.

Amplamente utilizada pelos grandes traders, a análise gráfica consegue extrair informações sobre o comportamento dos preços, como eles estão se formando e mostra ao investidor o desempenho de uma ação em suas diferentes fases. Portanto, se você pretende ter sucesso em seus investimentos, aprofunde seus estudos sobre os gráficos.

Agora que você já conhece os detalhes da análise gráfica, confira o nosso artigo sobre o mercado de aluguel de ações no Brasil!

Como iniciar as minhas análises gráficas? Baixe gratuitamente o Fast Trade.

Quer colocar em prática a Análise Gráfica (Técnica)? Baixe gratuitamente a plataforma Fast Trade e inicie as suas análises agora mesmo.

 

Gostou? Compartilhe:

Franco Degan

Franco Degan

Franco Degan é formado em Telecom e especialista em gerência comercial. Atua na área comercial da Cedro, é trader desde 2012 e utiliza análise técnica clássica em suas estratégias de swing-trade e position.