home Sem categoria Insurtech: a onda da tecnologia nos seguros

Insurtech: a onda da tecnologia nos seguros

Insurtech = Insurance + Technology

Com certeza você já se familiarizou e ouviu muito o termo Fintech por aí: união de finanças e tecnologia. Assim como as Fintechs, Insurtech também é a aplicação da tecnologia para resolver problemas e oferecer uma experiência melhor ao usuário, mas no setor de seguros.

A tecnologia demorou a chegar às seguradoras, comparada com outras áreas como varejo, viagem, notícias. A explicação pode estar na alta burocracia do setor. Mas o movimento mundial das Fintechs e Insurtechs está revolucionando e criando um ambiente bastante propício em uma indústria que permaneceu a mesma por mais de 100 anos.

Faz sentido mudar?

A evolução constante da internet das coisas e a nova forma de consumir serviços e produtos da nova geração mostra a necessidade urgente das seguradoras se adaptarem à transformação digital.

– Leia também: Porque você deveria se preocupar com seguro de vida.

A PwC publicou um relatório sobre Fintechs, mostrando que cerca de 90% das seguradoras pesquisadas estão temendo a perda de negócios para iniciantes, e 70% das companhias de seguros disseram que já estão tomando medidas para enfrentar os novos desafios e oportunidades. O líder global de seguro na PwC, Stephen O’Hearn, disse que:

“As seguradoras tem inigualável acesso aos dados do consumidor e usando tecnologia de ponta podem analisá-los minuciosamente e gerar resultados e benefícios significativos para os usuários.”

O Investimento em Insurtech passou de 800 milhões em 2014 para 2.6 bilhões em 2015. A tecnologia tem ajudado as companhias a melhorar seus processos internos, descobrir novas maneiras de comercialização, modernizar sistemas, oferecer melhor experiência, criar novos produtos, ser mais assertiva nas vendas e reduzir custos.

A Argo Seguros oferece várias soluções online na área de seguros patrimoniais e de responsabilidade social. Uma delas é a plataforma digital “Protector” que oferece tanto para o segurado, quanto para o corretor uma experiência inovadora na hora da venda, com mais agilidade e menos burocracia. Por lá o corretor gerencia sua carteira e contrata o seguro para o cliente em 5 minutos. O Itaú, agora com posicionamento de banco digital, oferece seguro viagem quando o cliente desbloqueia o cartão de crédito para uso internacional.

Outro exemplo é a corretora de seguros bemseguro.com.vc que utiliza o aplicativo MyPush para enviar pushes geolocalizados com ofertas de seguro. O usuário recebe um alerta assim que chega ao aeroporto.

baixe ebook insurtech

Inovar para agregar

É o uso da tecnologia para alcançar o consumidor quando ele tem mais propensão a consumir. A seguradora poderia, por exemplo, ofertar direto no smartphone do cliente: seguro automóvel nos feirões de automóvel, seguro bike em parques, seguro de responsabilidade civil profissional em congressos de médicos, dentistas e advogados.

Muita informação não basta se não for qualificada, principalmente na hora de desenvolver produtos. A tecnologia também tem avançado muito em técnicas para coleta e organização de dados, onde é possível obter informações de qualidade em tempo real e até diminuir fraudes. O uso de informações sobre consumo de medicamentos, por exemplo, poderia melhorar a precificação do seguro saúde e até mesmo de seguro de vida.

O setor de seguros tem nas mãos uma grande oportunidade de se tornarem mais relevantes para os consumidores e construir soluções que ainda não existem.

A Cedro Technologies tem apoiado Seguradoras e Startups na implementação de serviços inovadores. Fale conosco e entenda mais.

Gostou? Compartilhe:

Malu Araujo

Malu Araujo

Analista de Marketing Digital da Cedro Technologies, com foco em Inbound Marketing e produção de conteúdo.