home Sem categoria A importância do teste em softwares para o Mercado Financeiro

A importância do teste em softwares para o Mercado Financeiro

O crescimento de softwares voltados para o mercado financeiro é notável, sendo atualmente um entre os segmentos que mais se desenvolve e entrega produtos.

Quando falamos em softwares para o mercado financeiro, logo precisamos pensar em qualidade pois um bug em produção em um sistema ligado diretamente ao mercado financeiro pode causar prejuízo de milhões. Como ocorreu com a Knight Capital: perdeu US$ 440 milhões em um piscar de olhos quando um recém-instalado software de negociações apresentou falhas. O prejuízo obtido por meio dessa falha foi quase o dobro do faturamento da empresa naquele trimestre.

Com exemplos como o citado acima, podemos chegar a conclusão de que o Teste de Software é de extrema importância para Softwares do Mercado Financeiro.

Dicas para testar um software do mercado financeiro

Ambiente de teste

Possuir um ambiente de teste bem estruturado é extremamente importante, porém quando falamos em teste para um software do mercado financeiro esse quesito se torna ainda mais imprescindível.

O ideal é que seu ambiente de testes seja uma cópia de seu ambiente de produção, possuindo toda configuração e massa para que possa ser executado testes que simulam cenários reais. Dessa forma, será possível encontrar um maior número de falhas antes que o produto seja entregue em produção.

Testes de Regressão

teste de regressão é uma etapa de testes aplicada sobre uma nova versão do software com o objetivo de garantir que as novas entregas não resultaram em falhas sobre os cenários já testados.

Em um produto para o mercado financeiro esses tipos de teste se faz ainda mais necessário, pois é por meio dele que você poderá garantir maior qualidade evitando futuros problemas e prejuízo.

Realize Teste de Carga

O teste de carga irá avaliar a forma como o software se comporta quando submetido a um grande número de acessos simultâneos, com ele é possível evitar surpresas como a falha das funcionalidades quando acessadas por diversos usuários ao mesmo tempo.

Garanta um bom teste de Stress

O teste de stress é uma etapa onde o analista de testes percorre trilhas não especificadas na documentação do produto com o objetivo de verificar como o software se comporta em situações inesperadas.

A realização de testes de stress em softwares do mercado financeiro pode garantir que o sistema irá desempenhar suas funções sem deixar de armazenar, processar ou mesmo corromper seus dados em situações não previstas durante o planejamento dos testes funcionais.

Mantenha um repositório de testes automatizados atualizado

Criar um repositório de testes automatizados para o seu software é um investimento que além de garantir qualidade ainda gera economia, pois com eles você pode executar um maior número de testes em um menor tempo.

Faça teste de aceitação!

O teste de aceitação não deve ser deixado de lado, pois é por meio dele que o usuário final avalia o produto antes da entrega em produção. 

O teste de aceitação é uma oportunidade de se encontrar falhas no produto em sua etapa final, dessa forma invista seu tempo e conhecimento sobre o produto desenvolvido para acompanhar os testes de aceitação junto a seu cliente.

 

Agora que já sabemos como é importante o teste de Softwares para produtos do Mercado Financeiro, basta seguir as dicas que conferimos para obter ainda mais qualidade!

Gostou? Compartilhe:

Elisabeth Mamede

Elisabeth Mamede

Analista de Testes, formada em Sistemas de Informação com certificação Internacional em Qualidade e Teste Software (CTFL/BSTQB). Entusiasta de novas tecnologias e comunidades como o GDG Uberlândia.