home Sem categoria A importância de se projetar para a experiência do usuário

A importância de se projetar para a experiência do usuário

Se tratando de sistemas de gestão, sistemas especialistas de quaisquer segmentos, entende-se que as empresas necessitam de aplicações que aumentem a produtividade, a diminuição de erros e uma melhor interação em seus procedimentos provenientes do uso desses sistemas. Atualmente um estudo que traz solução a esta necessidade eminente é o foco na Experiência do usuário, do inglês: UX (user experience).

Experiência do Usuário é na essência a explicação de como uma pessoa se sente ao usar um produto ou serviço específico. São as percepções do usuário resultantes do uso de um sistema, serviço ou produto.

Investir em boas experiências de uso e como elas podem ter um impacto na forma como as pessoas enxergam a empresa em si, são extremamente importantes, pois possibilitam o aumento do valor depositado no processo e rotinas adotados dentro da organização, possibilitando compreender e colocar o usuário como peça central nos processos e rotinas do sistema.

Donald Norman, em seu livro O design do dia-a-dia, revela que a operação de qualquer dispositivo é aprendida mais rápida e os problemas são detectados e identificados com mais precisão e facilidade, se o usuário tiver um bom modelo conceitual. Isso exige que os princípios de operação sejam observáveis, que todas as ações sejam consistentes com o modelo conceitual e que as partes visíveis do dispositivo, reflitam o seu estado atual de maneira consistente com aquele modelo. Um sistema deve então ser projetado com base em um modelo conceitual que seja apropriado para o usuário, que capture todos os elementos importantes da operação do dispositivo e seja compreensível para o mesmo.

Como o foco é no usuário como centro do processo, fica mais evidente considerar como e de que forma ele usa o sistema, incorporando todo o contexto em que ele se encontra, sua rotina de vida, trabalho, gostos, necessidades, a fim de melhorar os resultados de interação, tornando o procedimento, sistema ou o produto mais ágil e eficaz.

Projetar qualquer tipo de produto requer além de atender à diversos requisitos que visam esclarecer e identificar as necessidades daquela solicitação específica, ser uma solução que irá resolver problemas das pessoas. Neste sentido, observar as relações humanas na comunicação existente entre as partes, gera interação, que tem por objetivo explorar a satisfação do usuário, que é a peça central de toda solução a se desenvolver.

O usuário, além do produto em si, deve ser visto como foco final e principal de todo processo de desenvolvimento de alguma solução. Um produto não vai se usar sozinho! As pessoas relacionadas e com acesso à solução criada, que irão interagir e experienciar todos os recursos, ideias, conteúdos, opções e ações depositadas no produto entregue. Elas que vão usar! A experiência vivida, então, por essas pessoas deve ser a melhor possível, causando aceitação, conforto e sendo também uma aliada ao resolver os eventuais problemas que tinham antes da solução criada.

Portanto, Experiência do usuário é a forma com que você sente o mundo, é a forma que você experencia a sua vida, um serviço, um aplicativo. É tudo relacionado a sua interação com o produto. O fato de estar falando sobre o produto para alguém já é uma característica da ação da experiência acontecendo, você nem precisa estar perto para que isso aconteça.

Gostou? Compartilhe:

Renato Honório Nascimento

Renato Honório Nascimento

Analista de testes da Cedro Technologies e entusiasta pelo mundo digital. Ama assistir séries, ler livros e muito café \o/.