home Sem categoria Como trabalhar a volatilidade e volume no day trade

Como trabalhar a volatilidade e volume no day trade

Qualquer investidor ou entusiasta do mercado de ações certamente já ouviu falar nos termos volume e volatilidade. Esses são indicadores básicos com os quais se precisa lidar para obter sucesso, montando uma estratégia eficiente de investimentos.

Neste post, vamos mostrar como esses parâmetros são importantes e devem ser trabalhados especificamente nos investimentos day trade. Acompanhe!

Entenda esses dois conceitos

Entende-se por volatilidade a oscilação de preço de um ativo na Bolsa. Essa oscilação leva em conta tanto a frequência quanto a intensidade das altas e baixas desse ativo. É também por meio desses dados que o investidor pode avaliar ou especular sobre a capacidade de um investimento em gerar bons rendimentos. Já o volume diz respeito à quantidade de investimentos feitos em um determinado período na Bolsa.

Pensar a volatilidade de um ativo é avaliar os riscos em se investir nele. Por isso, esse é um elemento base para se montar uma estratégia de investimento. A visualidade da volatilidade se dá normalmente por meio de uma média estatística de crescimento e queda de uma ação em um determinado período e as projeções que isso gera.

Para exemplificar, usemos o papel PETR4, ações da Petrobrás que, entre julho e setembro de 2014, tiveram alta volatilidade, oscilando entre altas de 33,45% e correção de 19,66% em quarenta dias. Isso se deveu às eleições e às especulações sobre o futuro do país naquele momento político em especial. Veja que momentos de instabilidade política se refletem em alta volatilidade na bolsa.

Como se aplicam no day trade

O que seria uma tragédia para outros investidores torna-se uma oportunidade para um day trade. Como sabemos, o day trade é o trade mais rápido da bolsa. Ele precisa de um alto volume e uma alta volatilidade para que sua agilidade e dinamismo se operacionalizem.

Ora, esse tipo de trader compra ações para vendê-las antes do final daquele dia. O que, em termos práticos, significa que ele terá poucas horas para extrair dinheiro do mercado.

Portanto, com toda essa rapidez, essa compra e venda de ações precisa ocorrer em grande volume. Precisa haver muitas ofertas de compra e de venda, (oportunidades de trades): comprar e vender de forma ágil é o que caracteriza o nosso modo de operar. Para potencializar os ganhos, é preciso maior volume de negociações.

Volatilidade

No day trade, a pressa não é inimiga da perfeição. Nosso mercado se move rapidamente, temos pouquíssimo tempo para desenvolvimento de nossas operações. Por isso, para que o trader consiga lucro, a volatilidade deve ser alta.

Usando-se essas duas médias, ganha-se mais no day trade: grande volume de negociações com grande volatilidade de ativos potencializa suas chances de ganho.

Se em cada pregão você tiver grande volume de oportunidades de day trade, a tendência é que elas se encerrem com maiores ganhos do que perdas. Para que isso ocorra, é preciso saber analisar a relação entre volume e volatilidade.

E você, leitor, percebeu que volume e volatilidade no mercado de ações podem ser a chave para o sucesso de seus day trades? Tem algo a acrescentar ao conteúdo? Então, compartilhe conosco e com os nossos leitores a sua opinião, deixando seu comentário abaixo!

Gostou? Compartilhe:

Equipe Cedro

Equipe Cedro

Empresa focada em tecnologia e referência em inovação para o mercado financeiro e em soluções de TI e mobile.