home Sem categoria 5 erros que sua empresa não pode cometer com Big Data

5 erros que sua empresa não pode cometer com Big Data

O termo Big Data vem sendo adotado por todo tipo de negócio graças ao seu gigantesco potencial para captação e interpretação de dados inteligentes em múltiplas esferas. No entanto, toda essa estrutura pode ser desperdiçada e acabar prejudicando as chances de sucesso de uma empresa se os dados não forem utilizados de forma inteligente.

Por se tratar de um conceito relativamente novo, ainda é muito comum ver erros graves sendo cometidos por muitas empresas. Isto pode comprometer a qualidade das conclusões tiradas a partir dos dados e inviabilizar toda a operação.

Veja, a seguir, os 5 erros que sua empresa não pode cometer com Big Data:

1. Captar dados pouco interessantes

Não desperdice todo o potencial do Big Data tentando descobrir “o quês”. Em vez disso, utilize toda a capacidade deste conceito para encontrar os “porquês”. O foco do Big Data é cruzar dados que até então não era possível correlacionar. Graças ao Big Data, analisar e interpretar o comportamento dos clientes e, a partir daí, desenvolver estratégias vencedoras.

2. Não focar nos negócios

Por que a sua empresa está utilizando a tecnologia do Big Data? É necessário ter objetivos bem definidos para contar com toda a ajuda que este conceito pode trazer. Um dos erros mais comuns que se vê por aí são empresas com toda a estrutura montada para captar estes dados inteligentes, mas que não os utiliza para desenhar suas estratégias. O Big Data trabalha a favor dos objetivos corporativos, mas seus resultados precisam ser devidamente aproveitados.

3. Querer começar grande demais

Por mais que o potencial do Big Data seja gigantesco para qualquer negócio, é importante saber em qual escala começar. Um projeto como este carrega custos que podem se tornar bem altos e, se não resolvem um problema imediato da empresa, podem até se tornar um desperdício. Monitore o retorno dos seus investimentos e elabore um planejamento robusto para utilizar estes dados de maneira estratégica.

4. Confundir correlação com consequência

É comum ver algumas empresas se sentirem sobrecarregadas com todos os resultados gerados pelo Big Data e acabarem se confundindo a respeito de alguns conceitos. O principal deles é achar que correlação possa significar causa e efeito. Esta ideia pode gerar diagnósticos falsos e dar origem a decisões ruins. Saiba analisar a riqueza dos dados do Big Data e colocar cada relação em sua particularidade — aprender a diferenciar correlação e consequência é necessário para usar estes dados de maneira inteligente.

5. Não ter uma equipe dedicada à análise do Big Data

A revolução do Big Data não se refere apenas à riqueza de dados que podem ser obtidos, mas também à facilidade com que isso é feito. No entanto, isso não significa que você pode abrir mão de uma equipe de analistas dedicados a colher e interpretar estes dados de maneira estratégica e alinhada com os objetivos do negócio. A presença destes profissionais vai reduzir o risco de abordagens erradas perante os resultados obtidos, e irá orientá-lo de forma a aproveitá-los melhor.

Continue recebendo conteúdo que ajuda a sua empresa a alinhar estratégias certeiras para o sucesso. Assine a nossa newsletter e receba tudo diretamente na sua caixa de e-mail!

Gostou? Compartilhe:

Thiago Reis

Thiago Reis

Thiago Reis Pontes é profissional de TI com mais de 11 anos de experiência em gestão de equipes de TI, análise, desenvolvimento e arquitetura de soluções.