home Sem categoria Adote uma mentalidade de criação de valor

Adote uma mentalidade de criação de valor

Obter boas notas, ouvir os adultos e ser obediente o ajudará a se destacar na escola. No mundo real, todavia, só duas coisas importam na construção de sua carreira:

  1. A capacidade de criar valor
  2. A capacidade de convencer as pessoas de que você pode criar valor

Se você pode criar valor, mas ninguém sabe disso, de nada adianta. Você pode vender a sua capacidade de criar valor, mas se não puder entregá-lo, você estará com os dias contados. Como você pode atender os dois pontos citados?

Abandone sua mentalidade de permissão. Adota uma mentalidade de criação de valor. Viver e respirar tal mentalidade é o que lhe permitirá criar mais valor que o seu custo. Esse é o objetivo.

1. Criando valor

 Valor não é objetivo

Tudo que você faz é valioso na medida em que leva à criação de valor. Ser bom em SEO é valioso em certas situações, assim como lavar o chão é valioso em algumas situações. Valor não é intrínseco. Sua capacidade de criar valor depende de sua capacidade de analisar a situação e priorizar o que deve ser feito no momento.

No início de sua carreira, o seu custo de oportunidade é baixo. Isso significa que, às vezes, a coisa mais valiosa a fazer é ajudar outra pessoa (com maior custo de oportunidade que você) a realizar tarefas rotineiras, tais como fechar o roteiro de uma viagem importante ou mesmo limpar o escritório.

Valor não depende de dificuldade ou complexidade

O nível de complexidade da tarefa não importa. Coisas fáceis podem criar mais valor que coisas difíceis em certas situações. O que importa, sim, é que a ação tomada crie valor.

Descubra as coisas por si mesmo

Quando preciso de um dado ou informação, a coisa mais fácil é enviar um e-mail para algum colega pesquisar. Em vez disso, verifico o software de CRM, o software de marketing, os meus e-mails, enfim, esgoto minhas possibilidades. Ao fazê-lo, crio valor ao poupar o tempo de meu colega.

Em 90% dos casos, consigo encontrar a informação. Quando, de fato, não consigo, entro em contato com alguém, sabendo que fiz tudo ao meu alcance.

Aprenda na prática (não na teoria)

Quando uma mudança é necessária na home de sua empresa, e você nunca trabalhou nisso, descubra como fazê-lo. Use o Google e o YouTube. Interaja com o software até dominá-lo e, tão logo o problema for resolvido, pare.

Você não precisa de uma certificação Hubspot, e muito menos de um conhecimento extra sobre o assunto fora daquele imprescindível para resolver o problema. A única coisa que importa é aprender o básico para resolver o problema. Nem mais, nem menos.

Transforme o “nós deveríamos” em “eu implementei”

Criadores de valor não sugerem coisas; eles fazem. Ideias só importam se a aplicação das mesmas cria valor.

É fácil se regozijar pelo elogio as suas boas ideias, mas isso acaba. Na verdade, isso diminui a sua motivação a implementar aquela ideia, porque você já se sente realizado só por tê-la sugerido. Da próxima vez que você tiver uma ideia brilhante que criará valor, não sugira. Simplesmente, faça. Só depois avise os outros.

2. Vendendo a sua capacidade de criar valor

Tudo é um sinal

Perceba que tudo que você faz é um sinal de quem você é. Você envia sinais para o mundo via postagens no Facebook e em blogs, por exemplo. Com isso em mente, envie um sinal de que você pode criar valor.

Cultive sua reputação online

Isso é fácil. Qual é a pegada digital que as pessoas encontrarão ao procurar seu nome no Google? Construa-a publicamente ao se engajar com ideias. Escreve postagens no Quora, comece um blog pessoal, inicie um podcast, ou escrever resenhas de livros no site da Amazon. Use o conteúdo do Facebook de forma seletiva, publicando as ideias que representam seu potencial de criação de valor.

Comece devagar

 Comece devagar, pois isso o levará longe. Seja pontual, tire o lixo do escritório, faça as coisas simples que ninguém quer fazer. Ao ter domínio do básico, você adquire respeito e confiança de seus colegas.

Fale, não pergunte

Perguntar constantemente é um sinal de que você busca permissão e não é independente. Isso mostra às pessoas que você tem problemas em fazer as coisas por si só sem solicitar validação. Isso mostra que você não confia em sua capacidade de entregar resultados.

Em vez disso, diga às pessoas o que você está fazendo. Vale a pena perguntar, mas não permita que ninguém se interponha entre você e seus resultados.

Não estresse as pessoas

As pessoas deveriam se sentir tranquilas quando uma tarefa está sob sua responsabilidade. Elas nunca deveriam ficar acordadas de noite pensando se você cumprirá o prazo ou terminará a tarefa solicitada.

Você pode criar tal reputação rapidamente ao fazer as coisas em tempo desde o início. Demonstre que você está no controle. Após três ou quatro exemplos positivos, as pessoas começarão a se sentir relaxadas quando algo está em suas mãos.

Seja consistente

Não se estresse em construir algo grande. Não se estresse em fazer o projeto mais complexo, mais sexy que cria valor. Por fim, não se estresse em ter o melhor livro ou website online.

Só seja consistente. Se você escolher criar um blog, escreva diariamente. Se decidir criar um podcast, grave-o semanalmente. É fácil criar quando a inspiração abunda. O que lhe destaca é ser consistente quando você não está muito afim de gravar aquela entrevista.

Artigo original: Adopt a value creation mindset
Autoria: Simon Fraser

Gostou? Compartilhe:

Equipe Cedro

Equipe Cedro

Empresa focada em tecnologia e referência em inovação para o mercado financeiro e em soluções de TI e mobile.