home Sem categoria 5 tendências mobile para sua empresa ficar atenta em 2016

5 tendências mobile para sua empresa ficar atenta em 2016

2015 foi um ano importante para quem tem interesse em tecnologia mobile e conectada à nuvem. Novos serviços se estabeleceram no mercado e uma grande quantidade de produtos mais inovadores ficaram disponíveis para o consumidor.

O mundo mobile deu às empresas novas estratégias, impulsionando novos serviços e modelos de negócio, com maior conectividade e custos de utilização reduzidos. Diante desse cenário, entender as tendências para 2016 é indispensável para quem pretende manter-se competitivo no mercado brasileiro.

A importância da mobilidade para as empresas

Os últimos anos foram marcados pela explosão do acesso à internet móvel e o crescimento recorde do número de smartphones em todo o mundo. Atualmente, mais de um bilhão de pessoas possuem uma conexão de rede ativa.

Nesse cenário, o aumento da mobilidade dá às empresas novas possibilidades. Funcionários podem trabalhar em qualquer local com acesso à internet, serviços críticos tornaram-se mais precisos e com o maior número de informações, as estratégias de vendas passaram a focar melhor no seu público-alvo.

5 tendências mobile para a TI corporativa

1 – Gadgets vestíveis

Os gadgets vestíveis (também conhecidos como wearables) podem ser definidos como um conjunto de dispositivos com sensores e conectividade capazes de coletarem e fornecerem informações diversas. Itens de vestuário, como pulseiras, relógios e até óculos inteligentes podem ser incorporados às estratégias comerciais para a melhoria de serviços, como o acompanhamento de pacientes em hospitais e o rastreamento do progresso de clientes de academias.

2 – Internet das Coisas

Imagine um mundo onde até a sua geladeira pode conectar-se à internet para coletar informações — pois este tipo de ação já é possível. A Internet das Coisas está levando a conectividade para todos os produtos que fazem parte do nosso dia a dia e, dentro das empresas, isso não será diferente.

Em 2016, esses novos produtos levantarão uma série de questões e desafios para as companhais. As políticas de segurança abrangerão um número maior de aparelhos, que nem sempre foram projetados com esse foco. Nesse cenário, gestores de TI deverão criar meios de impedir que até a cafeteira utilizada pelos colaboradores não seja uma porta de entrada para ameaças digitais.

3 – Cloud computing

A computação na nuvem continuará integrando times e facilitando a gestão de TI. Novos serviços (como os de análise de dados) deverão ser incorporados às atividades empresariais. Eles permitirão a flexibilização de rotinas operacionais e facilitarão a aquisição de sistemas de software complexos por um custo reduzido. Com a virtualização na nuvem, desenvolvedores poderão testar os seus produtos em mais ambientes sem precisarem se importar com os custos de aquisição de servidores físicos.

4 – Mobile advertising como estratégia de negócio

A publicidade ganhou novas formas com a popularização das redes sociais. Sites como Facebook criaram serviços que levam empresas diretamente ao seu público-alvo, aumentando o sucesso de suas campanhas de vendas. Agora, com a popularização do smartphone, esse processo ganhou nova cara.

Desenvolvedores poderão criar aplicativos mais rentáveis ao implementarem anúncios dentro de seus softwares. Já as empresas podem anunciar em uma nova plataforma, atingindo um número de consumidores maior.

5 – Apps corporativos em plataformas mobile

A chegada de gadgets, como o iPad Pro, está impulsionado a oferta de aplicações de alta performance em sistemas mobile. Em 2016, companhias continuarão utilizando a nuvem para adaptar as suas soluções para as plataformas móveis. Esse foi o caso, por exemplo, da Microsoft e da Adobe, que levaram as suas principais ferramentas para os smartphones.

Mais conectividade e praticidade

A mobilidade está levando empresas a um novo patamar de excelência. Produtos, estratégias de mercado e abordagens operacionais tornaram-se mais precisas. Quem consegue se antecipar diante da concorrência terá acesso a novas oportunidades de negócio mais rapidamente, além de ter melhorias nas receitas financeiras com mais facilidade.

Hoje, companhias podem utilizar serviços na nuvem, gadgets vestíveis e a Internet das Coisas integradas às suas estratégias de governança de TI. Isso auxilia empresas a executarem os seus serviços mais importantes em qualquer lugar do mundo sem que preocupações com segurança atrapalhem os negócios.

E você, o que espera da tecnologia em 2016? Compartilhe a sua opinião com a gente!

Gostou? Compartilhe:

Eduardo Finzi

Eduardo Finzi

Eduardo Finzi é Diretor de TI da Cedro, com experiência como cientista da computação em empresas do segmento atacadista, telecom e financeiro.