home Sem categoria 5 mitos sobre Inteligência Artificial

5 mitos sobre Inteligência Artificial

Propaganda não é sempre algo ruim. Dentro dos limites, ela gera engajamento, investimento e inovação. Um pouco de propaganda pode gerar empolgação sobre o potencial, enquanto muita propaganda leva a esperanças falsas e a suposições incorretas de planejamento.

“Hoje, os mitos em torno da inteligência artificial (IA) são exagerados”, diz Alexander Linden, vice-presidente de pesquisa na Gartner. “Sabiamente, por agora, a maioria dos projetos empresariais é preliminar, como foco na experimentação e no aprendizado, em vez da transformação total do negócio da forma mais rápida possível.” Os líderes das áreas de arquitetura empresarial e inovação tecnológica devem ter cautela no uso de tecnologias de IA com respeito à entrega de valor ao negócio digital.

“Líderes não deveriam confiar em qualquer dos mitos em torno da IA. Em vez disso, devem se tornar centros de excelência se quiserem educar executivos sênior sobre os reais benefícios – e restrições – da IA”, diz Linden.

Não seja enganado a pensar que as tecnologias são mais capazes do que realmente são. Investir com base em premissas falsas pode levar a resultados insatisfatórios e, no pior cenário, fracasso na carreira.

Atualmente, muitos mitos rodeiam a IA. Apresentamos cinco dos mais comuns:

1º MITO: compre IA e resolva todos os seus problemas

Realidade: não existe um produto chamado “IA”. As empresas não precisam de “IA”. Elas precisam de resultados – e a tecnologia de IA pode, sim, ter um papel fundamental nesse sentido.

“IA é um conjunto de tecnologias usado em aplicações, sistemas e soluções de modo a agregar capacidades funcionais específicas. Organizações deveriam selecionar tecnologias de IA que se adaptam melhor às necessidades do negócio, diz Linden.

2º MITO: todo mundo precisa de uma estratégia de IA ou de um executivo de IA

Realidade: “Mesmo com o conjunto de tecnologia que forma a IA se popularizando e melhorando suas habilidades no futuro próximo, o ideal é que você foque, em vez disso, nos resultados de negócio que essas tecnologias emergentes podem trazer. A IA afetará todos os cargos executivos.”

banner-cta-cogn

3º MITO: inteligência artificial é real

Realidade: IA tornou-se um termo geral de campanhas de marketing, frequentemente, com pouca substância ou valor. Funções muito úteis e específicas têm sido criadas (tais como reconhecimento de voz e imagem, jogabilidade, previsão de fraude ou fracasso), mas não existe nenhuma “inteligência” de ficção científica. O conceito de “inteligência” é uma generalização exagerada que leva a pensamento impreciso. Seja específico. Procure capacidades funcionais específicas que levam aos resultados desejados.

4º MITO: as tecnologias de IA definem seus próprios objetivos

Realidade: pessoas definem objetivos; tecnologias os executam. Tecnologias (seja IA ou não) não têm objetivos próprios que buscam alcançar. Máquinas executam programas nelas inseridos, independentemente de suas características específicas. Em IA, a busca de objetivos é uma ilusão programada nas máquinas por pessoas.

5º MITO: IA tem características humanas

Realidade: os desenvolvedores de IA usam análise avançada de dados (analytics), algoritmos especiais e grandes volumes de dados para levar pessoas a acreditar que seu produto aprende sozinho e entende, pensa e se relaciona com o usuário. Inconscientemente, a administração continuará a antropomorfizar as tecnologias. Não seja enganado a pensar que as tecnologias são mais capazes do que realmente são. Investir com base em premissas falsas pode levar a resultados insatisfatórios e, no pior cenário, fracasso na carreira.

Artigo traduzido a partir da publicação original: Steer Clear of the Hype: 5 AI Myths

Autor: Christy Pettey

Gostou? Compartilhe:

Equipe Cedro

Equipe Cedro

Empresa focada em tecnologia e referência em inovação para o mercado financeiro e em soluções de TI e mobile.