home Sem categoria 4 passos para construir cultura organizacional voltada para dados

4 passos para construir cultura organizacional voltada para dados

Cultura organizacional voltada para dados: você com certeza ouviu falar sobre esse assunto em algum lugar. Afinal, é a onda do momento e muitos empresários, principalmente do setor financeiro, já perceberam as vantagens de entrar nessa nova era.

O problema é que ainda há muita dificuldade no mercado em entender o que é exatamente essa cultura, quais suas reais vantagens e como aplicá-la no dia a dia corporativo.

Se você também está com dúvidas, não deixe de ler este artigo. Vamos explicar em detalhes os benefícios da cultura data-driven e mostrar como ela transforma a realidade da sua empresa. Boa leitura.

Afinal, o que é uma cultura organizacional voltada para dados?

Uma cultura organizacional voltada para dados pode ser resumida como sendo aquela empresa, startup ou organização que coloca a análise de dados no centro de todo o planejamento estratégico e da tomada de decisão.

Os dados a serem analisados podem ser informações coletadas de diferentes fontes e com variados propósitos. É o caso do histórico de vendas, da interação dos usuários nas redes sociais, do nível de estoque dos produtos, do volume de falhas no sistema e muitas outras possibilidades.

O grande segredo das organizações guiadas por dados é levantar todas essas informações, correlacioná-las de maneira sistemática e, a partir de então, tirar insights e detectar oportunidades de melhorias que não seriam visualizadas sem a cultura de dados.

Para deixar o conceito mais claro, vamos lançar mão de um exemplo prático. Imagine que uma financeira ou banco esteja lançando uma nova linha de crédito voltada para grandes e médias empresas.

Porém, os analistas de dados perceberam que houve uma procura muito grande de pequenos empresários em busca de financiamento nos últimos 8 meses consecutivos. No mesmo período, a procura de médias e grandes empresas caiu bastante.

Diante dessa nova informação, a diretoria reavaliou a situação e remodelou a linha de crédito para aproveitar a nova demanda. Assim, ajustou o produto de acordo com o momento do mercado, aumentando as chances de sucesso do projeto.

Perceba que a guinada estratégica só foi possível graças ao modelo de gestão, que se baseia em dados. O tempo da “intuição” e do “achismo” ficaram para trás. Agora, cada decisão precisa ser tomada com base em critérios concretos.

Quais as vantagens de uma cultura voltada para dados

A cultura de dados gera muitas vantagens para a organização e resulta em um grande diferencial competitivo. Tomar decisões com base em dados pode ser a garantia do sucesso da sua empresa.

Uma pesquisa realizada pelo MIT (universidade dos Estados Unidos) mostrou que as organizações guiadas por dados assistem à produtividade crescer de 5% a 6%, em comparação aos concorrentes que ainda não entraram na nova era. Essa melhoria também foi detectada no valor de mercado.

Há também outra pesquisa ainda mais animadora. Segundo esse estudo, cada dólar investido em análise de dados traz um retorno de US$ 13.01 (em 2014). Três anos antes, o retorno era de cerca de US$ 10.

Como saber se minha empresa é orientada a dados

À primeira vista, pode parecer que toda empresa é guiada pela cultura de dados. Afinal, todo mundo analisa o crescimento das vendas, o fluxo de caixa e o nível de gastos, não é mesmo?

Só que a cultura data-driven é muito mais do que isso e requer algumas especificações. Abaixo, fizemos um checklist. Veja se sua empresa está alinhada aos critérios que listamos e se é realmente guiada por dados.

  • Sua empresa toma todas as decisões somente após analisar os dados?
  • Os funcionários sabem o que é data-driven e lidam com dados diariamente?
  • Sua empresa disponibiliza softwares e ferramentas para melhorar a análise de dados?
  • A diretoria explica suas decisões tendo as análises de dados como argumento?
  • Ao longo do processo de contratação, os Recursos Humanos focam em profissionais com experiência na análise de dados?

Parece muito mais complexo agora, não é verdade? Mas fique tranquilo. Mesmo que sua empresa ainda não seja data-driven, vamos dar algumas dicas valiosas para transformar a sua cultura organizacional e trazê-la de vez à era dos dados.

Como construir uma cultura de dados

Se você chegou neste item do artigo, é porque realmente está interessado no tema. Já é o primeiro passo. Antes de qualquer ação, o mais importante é entender a importância da nova cultura e dispor sua energia para colocá-la em prática.

Como você já tem esses pré-requisitos, destrinchamos abaixo o passo a passo para implementar a cultura de dados na sua empresa. Acompanhe!

Passo 1: treine e contrate funcionários com cultura de dados

Empresas são formadas por pessoas, e são as pessoas que precisam aprender a lidar com dados. O primeiro passo é incluir no processo de seleção de novos colaboradores a busca por profissionais com habilidades em análise de dados.

Durante a contratação, confirme o conhecimento do candidato nessa área, se ele tem experiência e quais ferramentas de análise ou coleta já trabalhou.

Para os colaboradores atuais, invista em treinamento. Crie guias, tutoriais e realize cursos de capacitação ou workshop. A equipe precisa entender bem o que é a cultura de dados, como funciona no dia a dia e quais as vantagens para a empresa. O engajamento do seu time é o ponto de partida para o sucesso na empreitada.

Passo 2: comunique claramente quais dados baseiam as decisões

Em uma organização data-driven as decisões precisam ser bem comunicadas. O objetivo é que todos entendam de que forma os dados sustentam a estratégia corporativa.

Imagine, por exemplo, que a empresa esteja transferindo alguns funcionários do outbound marketing para o inbound marketing. Você precisa explicar os motivos dessa decisão.

Então, cite dados que mostram como o investimento em inbound é mais rentável que o outbound e gráficos que comprovem que a maioria dos clientes chegaram via inbound. Com transparência, a cultura de dados dissemina-se muito mais rapidamente.

Passo 3: adote tecnologia específica

O mercado de software e ferramentas para análise de dados está em ascensão. Há várias soluções que ajudam a captar, organizar e visualizar as informações. Você não pode deixar essa tecnologia de fora.

Sua empresa precisa adquirir ferramentas modernas e úteis. Com tecnologia melhor, melhores serão suas decisões.

Passo 4: contrate uma consultoria especializada

Nada melhor para implementar uma nova cultura empresarial do que ter uma ajuda de profissionais especializados. Uma consultoria vai orientar sua organização sobre como tornar os dados relevantes na rotina corporativa, quais ferramentas são úteis nesse processo e como tirar a ideia do papel.

Consultores são profissionais preparados. A experiência deles vai ajudar você a ganhar tempo e ser muito mais assertivo na mudança cultural. Não deixe de aproveitar essa vantagem.

A cultura organizacional guiada por dados é realmente muito importante e pode mudar o destino da empresa. Aproveite para ler este artigo e conheça ainda mais possibilidades para transformar seu negócio!

Gostou? Compartilhe:

Eduardo Finzi

Eduardo Finzi

Eduardo Finzi é Diretor de TI da Cedro, com experiência como cientista da computação em empresas do segmento atacadista, telecom e financeiro.